sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

PREFEITO E VEREADOR EM AÇÃO POR SANTARÉM...

 

                    Deputado Ferrari, Prefeito Nélio, Secretária Celsa Brito e o Vereador Jander Ilson.

O Prefeito Municipal de Santarém participou hoje  da entrega de um caminhão e uma lancha na sede da Colônia de Pescadores Z-20. O caminhão irá beneficiar a comunidade do Igarapé do Costa e a lancha ficará na responsabilidade do Conselho de Pesca da região do Lago Grande. 

Essa conquista  é originária do  fruto da parceria com o governador Helder Barbalho, o deputado federal Júnior Ferrari e o vereador Jander Ilson Pereira

Sem dúivda que trata-se de mais uma grande conquista que chega  para fortalecer a pesca e o nosso compromisso com a região de rios. 

Parabéns Prefeito Nélio Aguiar !

Parabéns Vereador Jander Ilson Pereira !

Duas forças politica de nossa região!

DEU COVID NO SAMU

Cinco profissionais do Samu testam positivo e número de afastados por Covid chega a 13 em Santarém

Profissionais que testaram positivo estavam na base e, após o resultado, entraram em isolamento domiciliar. Coordenação diz que serviço não foi prejudicado.

Por g1 santarém e Região — Pará



Mais 5 profissionais do Samu testam positivo e número de afastados por Covid chega a 13 em Santarém — Foto: Ana Clara Pontes/G1

Os casos de Covid-19 no Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) em Santarém, no oeste do Pará, continuam subindo. Nesta sexta-feira (21) mais cinco profissionais testaram positivo para a doença e foram afastados das funções para cumprir isolamento familiar.

SEMSA começa vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 a partir de sábado(22) em Santarém

Vânia Portela - Secretaria Municipal de Saúde

O município de Santarém, através da SEMSA começar a vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades a partir deste sábado (22). A informação foi confirmada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que divulgou o novo calendário de imunização do público infantil.

O começo dessa nova etapa da campanha de vacinação com a ampliação dessa parcela da população infantil representa um passo importante nessa guerra contra a Covid-19.

A partir deste sábado, as doses da Pfizer estarão disponíveis no Cemei Paulo Freire, que está localizado na avenida Barão do Rio Branco, no bairro Jardim Santarém. O horário de atendimento será das 08h00 às 14 horas.

A Semsa por meio de sua titular Vânia Portela, ressalta que as crianças precisam estar devidamente acompanhadas de seus pais ou responsáveis e não terem tomado qualquer vacina nos últimos 15 dias.


ELA VEM AI!!!!

 Primeira Dama e atuante Secretaria Municipal Celsa Brito, vem a cada dia se destacando e crescendo no gosto popular e tornando-se um dos nomes mais fortes de Santarém para conquistar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Pará, como Deputada Estadual em 2022.

ANOTE ESSE NOME: CELSA BRITO




Por pilotar aeronave sem condições de voo e com carga ilícita, piloto que sobreviveu 36 dias na selva é denunciado

 

O Ministério Público Federal (MPF) ofereceu denúncia contra o piloto comercial Antônio Araújo de Sena por colocar vidas e bens privados em risco ao pilotar uma aeronave sem condições de voo, transportando carga ilícita para um garimpo ilegal. Se condenado, Sena pode pegar uma pena de quatro a doze anos de detenção.

Em 2021, Sena se tornou notícia internacional ao sobreviver a um desastre aéreo e ficar 36 dias desaparecido em uma parte remota da floresta Amazônica. Após a queda, o piloto deu entrevistas, palestras, escreveu um livro e ganhou dezenas de milhares de seguidores em redes sociais ao contar sobre sua jornada na floresta.

Em 28 de janeiro do ano passado, o piloto decolou de uma pista no município paraense de Alenquer para transportar mantimentos e diesel para a manutenção do garimpo ilegal Treze de Maio, na Reserva Biológica Maicuru — localizada entre os rios Maicuru e Jari, na fronteira entre o Pará e Amapá. De acordo com o MPF, além da falta de registro, há duas investigações sigilosas relativas a crimes cometidos em decorrência das atividades do garimpo Treze de Maio

Sena contou, em depoimento, que foi contratado por R$300/hora pelo garimpeiro Edivaldo Paiva Carvalho para transportar aproximadamente 600 litros de óleo diesel e alimentos que comporiam as refeições no garimpo. Carvalho também é denunciado no inquérito do MPF, bem como João Batista Ribeiro, conhecido como “Tuchaua”, apontado como dono do garimpo Treze de Maio.

A denúncia do MPF destaca que o voo estava em desacordo com orientações e autorizações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) por ter como destinação uma pista não homologada pelo órgão e por ter decolado com 135 kg de sobrecarga. Um laudo pericial realizado após o resgate de Sena também constatou que a aeronave tinha um “sistema elétrico inoperante e uma condição aerodinâmica degradada”.

Assinada em 15 de dezembro, a denúncia aponta que ao realizar o transporte de óleo diesel de forma não autorizada pela ANAC, somado ao fato de que o avião realizaria o pouso em pista não homologada em um garimpo ilegal, por si só configuram delito, “visto que essa conduta, de fato, coloca em risco a incolumidade pública e a vida de número indeterminado de pessoas, na medida em que, com a inobservância das regras de segurança para o referido voo, poderia causar um sinistro maior do que aquele de fato observado à espécie”, crime imputado no artigo 261, parágrafo 1º do Código Penal.

A Polícia Federal investiga ainda o avião Cessna 210, pilotado por Sena, em um inquérito que aponta que a aeronave seria usada por uma organização criminosa no tráfico de armas e de drogas.

CELEBRIDADE

Após a queda do avião, Sena sobreviveu por mais de um mês isolado na floresta. As buscas pelo piloto cessaram 10 dias após seu desaparecimento. No 35º dia após o acidente, Sena encontrou coletores de castanha e conseguiu entrar em contato com sua família. O piloto foi resgatado no município de Almeirim, fronteira com o estado do Amapá, em uma operação organizada pelo governo do Pará.

Com o resgate, Sena deu entrevistas para dezenas de veículos jornalísticos como The New York Times e participou de programas de diferentes emissoras e rádios, como Encontro com Fátima Bernardes, Fantástico e o The Noite, do apresentador Danilo Gentili.

Na maior parte das notícias publicadas sobre o caso, não é mencionado o fato de o piloto estar cometendo um crime ambiental.

Questionado pelo repórter Fabiano Maisonnave, em reportagem na Folha de S. Paulo, sobre ter transportado insumos para uma atividade ilegal, Antônio alegou que já havia sido sondado para trabalhar para donos de garimpos outras vezes e sempre negado, mas que acabou topando porque precisava se sustentar. “Com o preço do ouro lá em cima e a gente precisando, aceitei”. Procurado pelo InfoAmazonia, Sena não quis se pronunciar sobre a denúncia.

A narrativa da sobrevivência de Sena se sobressaiu e foi abraçada por pastores evangélicos, Sena deu testemunhos de fé em igrejas pelo Brasil. Em junho de 2021, o piloto publicou o livro “36 dias: A saga do piloto de avião que caiu na Amazônia e se reencontrou com Deus”, pela editora Buzz.

Em sua página no Instagram, atualmente com 45 mil seguidores, o piloto afirma que o livro é “mais que um manual de sobrevivência na selva” e sim um “manual de sobrevivência na vida”. “Descubra como encontrar forças para superar seus maiores desafios e seus maiores medos”, oferta o piloto. Em novembro, o livro foi traduzido e publicado na França.

Ainda em junho de 2021, o piloto deu palestra para o Comando Aéreo de Operações da Polícia Federal (PF) em Brasília. Desde seu resgate, Sena vem sendo descrito como um “amante da Amazônia”.

Em 4 de agosto de 2021, a PF e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram a Operação Poturu no garimpo Treze de Maio, que visou interromper a extração de minérios por meio da destruição dos maquinários utilizados pelos garimpeiros. Na ocasião, a PF estimou um dano ambiental na ordem de R$74,5 milhões causados por desmatamento e extração mineral em uma área de 325 hectares. A Reserva Biológica Maicuru foi criada em 2006 e integra um aglomerado de áreas protegidas que ocupam 12 milhões de hectares, representando o maior corredor de biodiversidade do mundo.

Fonte: Info Amazônia

Foto: Agência Pará

Nova onda da Covid-19 e casos de gripe aumenta busca por medicamentos nas farmácias

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, 77% dos brasileiros costumam utilizar remédios por conta própria

Com o aumento da propagação de doenças como a Covid-19 e a Influenza no Brasil, o número de pessoas em busca de medicamentos que possam auxiliar no controle dos sintomas ou no fortalecimento da imunidade também cresceu. Algumas farmácias já registram a falta de remédios antigripais. No entanto, o uso de medicamentos sem orientação médica pode representar um risco à saúde.
De acordo com o Conselho Federal de Medicina, 77% dos brasileiros costumam utilizar remédios por conta própria. O cientista farmacêutico e professor do curso de Farmácia da Estácio, Lucas Silva, orienta sobre os riscos que a automedicação representa. O docente explica que, ao escolher o medicamento por conta própria, as chances de realizar um tratamento inadequado são grandes.
“Quando estamos doentes, os profissionais de saúde buscam qual a verdadeira causa dos sintomas, para que seja prescrito o medicamento mais adequado. Se você escolhe o medicamento por conta própria, aumentam as chances de você está fazendo um tratamento incorreto”, afirma.
De acordo com Lucas, as complicações podem variar, mas as mais comuns são reações alérgicas, intoxicação, resistência ao medicamento, agravamento dos sintomas, além da possibilidade de mascarar a real causa da doença. A atitude pode, inclusive, levar a internações hospitalares e, em alguns casos, até ao óbito.
O professor alerta que os casos mais comuns de automedicação são de uso de medicamentos que atuam em doenças e sintomas que aparecem com bastante frequência, como os antigripais. “Antibióticos, por exemplo, são utilizados inadequadamente, muitas vezes, para tratar gripes e resfriados. Sendo que a grande maioria desses casos são causadas por vírus, onde o antibiótico não é efetivo, pois o seu principal alvo são as bactérias”, explica.
Outras classes que costumam ser utilizadas sem orientação médica são as dos analgésicos, anti-inflamatórios e os medicamentos do trato gastrointestinal, para o alívio dos sintomas relacionados à azia e gastrite. No entanto, é preciso ficar atento, já que o mesmo remédio pode agir de formas distintas de pessoa para pessoa.
“Se cada organismo é diferente, então é de se imaginar que os efeitos não vão ser exatamente iguais em todo mundo. Esses efeitos variam de acordo com a gravidade da doença e dos sintomas, com a idade das pessoas, o peso, o estado físico e mental, se o paciente possui sintomas de outras doenças, etc. Para se ter uma ideia, se duas pessoas ingerem comidas diferentes, dependendo do tipo do alimento e do medicamento, já pode causar diferença nos efeitos”, afirma o professor.
Para evitar esse tipo de comportamento, o papel do farmacêutico é essencial para realizar a orientação dos consumidores. “Costumo dizer que o farmacêutico é o personal trainer dos medicamentos, pois sob a orientação desse profissional você vai usar os medicamentos da melhor forma possível e com menores chances de apresentar efeitos adversos, ou seja, tendo um melhor aproveitamento daquele tratamento. Por isso, a população deve buscar orientação dos farmacêuticos, um dos profissionais de saúde mais acessíveis, que está presente em todas as farmácias, em diversos horários”, conclui Lucas.

Com informações e foto da Agência Eko
Fonte: Portal Santarém
Divulgação - BLOGDOCOLARES

2022: Governador Helder Barbalho define feriados e pontos facultativos no Estado do Pará; veja as datas

 O decreto abrange a Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual.Ilustração/Internet

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (21) o decreto que divulga os feriados e pontos facultativos para Administração Pública Direita e Indireta, no âmbito do Poder Executivo estadual. Ao todo, a relação possui 19 datas, sendo nove feriados e dez pontos facultativos, mas neste último caso, as datas podem ser alteradas pela Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (SEPLAD) por meio de portaria.

Conforme o decreto, assinado pelo Governador Helder Barbalho na quinta-feira (20), “os órgãos e entidades que atuam nas áreas de arrecadação, saúde pública, defesa social, parques, museus, teatros e espaços de visitação turística, incluindo os equipamentos públicos administrados por organizações sociais, estabelecerão escalas de serviço a fim de que o atendimento à população não sofra solução de continuidade”.
O documento também define forma de compensação dos pontos facultativos dos dias 14 de novembro e 09 de dezembro, com o acréscimo de uma hora à jornada diária normal de trabalho, nos seis dias úteis subsequentes aos dias não trabalhados. Já os expedientes dos dias 02 de março e 24 de outubro serão estendidos até as 18 horas.https://ae0ad40e0995d44f968549548482c606.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Além disso, os feriados religiosos municipais declarados por lei, em número não superior a quatro serão observados pelos órgãos e entidades da Administração Estadual nos municípios correlatos.

VEJA AS DATAS


– 1º de janeiro, Confraternização Universal, feriado nacional,
– 28 de fevereiro, ponto facultativo;
– 1º de março, Carnaval, ponto facultativo;
– 2 de março, quarta-feira de cinzas, ponto facultativo até 12 horas;
– 15 de abril, sexta-feira da Paixão, ponto facultativo;
– 21 de abril, Tiradentes, feriado nacional;
– 1o de maio, Dia Mundial do Trabalho, feriado nacional;
- 16 de junho, Corpus Christi, ponto facultativo;
– 15 de agosto, Adesão do Grão-Pará à Independência do Brasil, feriado nacional;
– 7 de setembro, Independência do Brasil, feriado Nacional;
– 12 de outubro, Nossa Senhora Aparecida, feriado nacional;
– 24 de outubro, Recírio, ponto facultativo até 12 horas;
– 28 de outubro, Dia do Servidor Público, ponto facultativo;
– 2 de novembro, finados, feriado nacional.
– 14 de novembro, ponto facultativo;
– 15 de novembro, Proclamação da República, feriado nacional:
– 8 de dezembro, Nossa Senhora da Conceição, ponto facultativo;
– 9 de dezembro, ponto facultativo;
– 25 de dezembro, Natal, feriado nacional;

Fonte: O Liberal

Portaria reajusta benefícios pagos pelo INSS; veja os percentuais de aumento

 O teto dos benefícios passa de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22. Já o piso é de R$ 1.212,00.

Pará é o 2º estado com maior confiabilidade nos dados sobre criminalidade

Todo o trabalho executado em três anos de gestão pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), privilegiando a transparência na informação e apuração de dados estatísticos, recebe reconhecimento nacional. Na avaliação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Pará atingiu 19,44, de um total de 20 pontos, nota máxima aplicada pelo 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O destaque é para o trabalho de análise, mapeamento e divulgação dos indicativos e índices de criminalidade, que confere ao Pará a condição de 2º estado brasileiro a apresentar a menor discrepância nos dados apurados, quando confrontados com as informações do Ministério da Saúde.

O Fórum reconhece a convergência entre os dados indicados pelo Sistema de Informações Sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, e dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), computados pela Segurança Pública.

O Sistema mede a confiabilidade e validade dos registros apontados, afirma o secretário adjunto de Inteligência e Analise Criminal, delegado André Costa. “A convergência dos dados estatísticos do Ministério da Saúde, pelo SIM, e dos CVLIs pela Segurança Pública, através da Siac/Segup, confirmados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública é de alta relevância, porque demonstra que nós melhoramos a qualidade do nosso dado estatístico, proporcionando ao setor operacional uma realidade muito mais próxima dos fatos, de maneira que proporcione um estabelecimento de planejamento operacional com uma resposta muito mais rápida, tendo em vista que a credibilidade da informação é muito maior”, ressalta o titular da Siac.

Fórum – O Anuário de Segurança Pública resume dados estatísticos e análises realizadas pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O Fórum é uma instituição com 15 anos de existência, e visa buscar maior transparência aos dados relacionados à segurança pública, extraídos por meio das Secretarias de Segurança Pública dos Estados e do Ministério da Saúde, a partir do DataSus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde).

A credibilidade e confiabilidade nos dados apresentados pela área de segurança pública do Pará favorecem as ações de combate à criminalidade, a partir de um mapeamento mais real da mancha criminal, tanto em Belém quanto nos demais municípios. Com essas informações são traçadas metas e organizados planejamentos mais eficazes, a fim de reforçar a atuação da Segurança Pública no enfrentamento à criminalidade violenta no Estado.

Cenário real – Segundo André Costa, “é muito importante contarmos com a credibilidade e confiabilidade nos dados apresentados, pois eles nos retratam um cenário próximo da realidade, e isso nos permite agir, o mais rápido possível, para que o sistema operacional possa se planejar e executar operações que possibilitem controlar a criminalidade, ou até mesmo trazer para níveis toleráveis”.

O delegado André Costa disse ainda que “isso se dá principalmente em razão do confronto do banco de dados da Segurança Pública pela Siac, e do DataSus do Ministério da Saúde, onde o próprio Anuário de Violência, através do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, já convalidou os nossos dados, colocando o Pará em segundo lugar como confiabilidade dos dados para convergência entre esses dois bancos de informações importantes para a medição da criminalidade no País”.

O Impacto com Agência Pará 

MPF requisita dados do Ibama e Semas sobre escurecimento das águas de Alter do Chão (PA)

Foto: Erick Jennings

O  MPF enviou solicitação à Ufopa, para que informe se há estudos sobre a turbidez das águas

O Ministério Público Federal (MPF) enviou, nesta quinta-feira (20), requisições a órgãos ambientais para que informem quais medidas estão adotando para conter danos ao rio Tapajós, na região oeste do Pará.
Desde o início da semana a imprensa vem noticiando o escurecimento das águas na área do distrito de Alter do Chão, no município de Santarém.
As requisições foram encaminhadas ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).
O MPF enviou, ainda, solicitação à Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), para que a universidade informe se há estudos sobre a turbidez das águas e sobre casos de contaminação por mercúrio na população humana e animal da região.
Também foi definido pelo MPF, nesta quinta-feira, que a instituição vai convidar pesquisadores, órgãos e entidades públicos e a sociedade civil organizada para discutir as medidas de contenção do avanço da poluição no leito do rio Tapajós.
Sentença descumprida – Também nesta quinta-feira o MPF encaminhou manifestação à Justiça Federal para alertar que o município de Santarém vem descumprindo sentença de 2019 que determinou a realização de exames de balneabilidade periódicos na região das praias do distrito de Alter do Chão.
O MPF pediu à Justiça que o município seja obrigado a apresentar imediatamente os resultados dos exames. Em setembro do ano passado a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) informou ao MPF que os exames seriam realizados naquele mês, mas desde então não apresentou os resultados, mesmo tendo sido cobrada pelo MPF.
A sentença de 2019 estabelece que, em caso de constatação de condições impróprias, os locais afetados devem ser interditados, as áreas devem ser sinalizadas e a qualidade ambiental das águas deve ser regularizada.
Mineração ilegal – Sobre o escurecimento das águas em Alter do Chão, o MPF tem várias frentes de atuação relativas a potenciais causas do fenômeno apontadas por cientistas ouvidos pela imprensa.
Em ação ajuizada em 2019 para pedir à Justiça providências contra a completa precariedade no controle da cadeia econômica do ouro no país, o MPF alertou que só em quantidade de sedimentos lançados nas águas do Tapajós, por exemplo, a mineração ilegal de ouro despeja sete milhões de toneladas por ano, de acordo com laudo elaborado pela Polícia Federal (PF) e pela Ufopa.
A cada 11 anos, a quantidade de sedimentos despejados é equivalente à barragem da Samarco que rompeu em Mariana (MG) em 2015, destruindo a calha do rio Doce, entre Minas Gerais e Espírito Santo.
Na ação, o MPF pediu à Justiça que obrigue a União e a Agência Nacional de Mineração (ANM) a informatizar o sistema de controle da cadeia econômica do ouro no país, a fiscalizar o uso das licenças simplificadas para garimpos, e a definir quem pode ter acesso a essas licenças.
Também foi pedido que o BC apresente à Justiça e execute plano de implantação de medidas administrativas que garantam um maior controle da custódia do ouro adquirido pelas Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários (DTVMs) e pelos Postos de Compra de Ouro (PCOs).
O MPF pediu, ainda, que a União, a ANM e o BC sejam obrigados a apresentar à Justiça um conjunto de ações de combate à extração e comercialização de ouro ilegal, e relatórios com informações sobre todas as medidas tomadas para combater a comercialização ilegal do minério.
Nesta quinta-feira o MPF encaminhou à Justiça manifestação em que reitera a urgência da adoção de ações efetivas por todas as partes do processo, mesmo que emergencialmente e previamente a eventual acordo entre elas.
Outras frentes – O MPF também tem ajuizado ações e aberto investigações para combater ocupações ilegais de áreas públicas na região de Alter do Chão. Em um dos casos, a Justiça condenou a seis anos e dez meses de prisão, além de multa, um acusado de instalar loteamento urbano privado em gleba federal na região.
O MPF também recomendou que a prefeitura não expeça licenças para intervenção, construção ou desmate em áreas de preservação permanente fora das exceções expressamente previstas no Código Florestal.
A necessidade do cumprimento de práticas de controle de erosão nas lavouras de grãos também foi citada pelo MPF, em ação que tratou do assoreamento de curso d’água pela monocultura da soja e do milho e pela pecuária na região.
A atuação do MPF relativa a potenciais causas do escurecimento das águas em Alter do Chão inclui, ainda, o ajuizamento de ações contra o desmatamento ilegal e o descumprimento da legislação ambiental e da obrigação da consulta prévia, livre e informada a povos indígenas e comunidades tradicionais em procedimentos de licenciamento ambiental de obras, como terminais portuários e projetos hidrelétricos.

Com informações do MPF

VEREADOR ALEXANDRE MADURO PRESENTE NA AÇÃO SOBRE A COLORAÇÃO DO RIO TAPAJÓS

Vereador Alexandre Maduro(MDB) presente na comissão

Bombeiros e Técnicos coletando dados  para analises


 O vereador ALEXANDRE MADURO (MDB),  como Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Santarém, esteve presente, participando diretamente na ação conjunta de verificação da coloração no Rio Tapajós nas proximidades  de Alter do Chão. 

O  vereador juntamente com representantes da Semma do Estado, Ibama e Semma Municipal, intensificaram  coletas de dados, com o recolhimento da água,  com o objetivo de estudos e analises do conteúdo, através de laboratório especializados, para que seja determinada a causa da água barrenta que vem se expandindo em parte no Rio Tapajós e começa a preocupar a todos. 

Segundo o parlamentar santareno, essa é uma situação que exige o máximo de atenção de todos e rapidez na descoberta da causa e efeito! 

Disse ainda: !Precisamos de medidas urgentes que preserve  esse bem tão precioso que é o nosso Rio Tapajós". 

Secretaria Celsa Brito e Nélio Aguiar presentes na Casa Azul

 

Prefeito Nelio Aguiar e Secretaria Celsa Brito na Casa Azul

A Secretária de Trabalho e Assistência Social, D. CELSA BRITO, esteve presente ao lado do gestor municipal Dr. NÉLIO AGUIAR, participando do aniversário de cinco anos da Casa Azul em Santarém.  Na ocasião o prefeito foi merecidamente homenageado com o Certificado de Amigo da Casa Azul, pelo desempenho e dedicação que sempre deu ao centro como gestor municipal.

Na oportunidade, Dona Celsa Brito, e o Prefeito Nélio Aguiar agradeceram a honraria e a continuação dessa  honrada parceria de cidadania com a CASA AZUL, que muito tem feito em ações sociais para o nosso munícipio.

GESTÃO MUNICIPAL - APOIO DIRETO AS AÇÕES SOCIAIS E DE CIDADANIA