Informação divulgada sobre o Programa “Minha Casa Minha Vida” é questionada

Informação divulgada sobre o Programa “Minha Casa Minha Vida” é questionada

Ao iniciar seu discurso na segunda-feira, 19/06, Jardel Guimarães (PODEMOS), parabenizou a organização e programação de aniversário de Santarém. Ressaltou as inúmeras inaugurações e a importância de cada uma para beneficiar a população santarena.

Entre as informações divulgadas, o vereador lamentou a notícia que confirmava o lançamento do Programa Federal Minha Casa Minha Vida do residencial Moaçara. Jardel explicou que a notícia não foi esclarecida para população que aguardavam ansiosamente pelo inicio do cadastro.
O delegado questionou se havia necessidade de incluir uma data para divulgação apenas do edital, e prosseguiu sugerindo que a prefeitura enfatize o inicio e procedimento do cadastramento, programado para o final do mês.
Finalizando o parlamentar alegou que a informação repassada sem o devido esclarecimento gerou tumulto no espaço da Casa da Cultura e pediu maior cautela durante o cadastramento, para que não prejudique a relação entre população que aguarda por uma moradia e o atual gestor.

Dayan sugere Projeto de Lei para beneficiar mulheres que sofreram violência doméstica

Dayan sugere Projeto de Lei para beneficiar mulheres que sofreram violência doméstica

 Usando o tempo de liderança na quarta-feira, 21/06, o vereador Dayan Serique (líder do PPS) anunciou que na próxima semana apresentará ao parlamento, o Projeto de Lei que sugere ao município que empresas prestadoras de serviços destinem 30% das vagas para inclusão de mulheres que sofreram algum tipo de violência e estão em acompanhamento.

Dayan defendeu que as mulheres que enfrentaram violência, sentem dificuldades de retornar ao mercado de trabalho. Esclareceu que projeto facilitará o retorno e a convivência ao meio social.
O parlamentar ainda confirmou que o projeto está no processo de finalização para depois ser apresentado aos pares, mas a proposta principal é garantir que as empresas terceirizadas contribuam para o direito e defesa dessas mulheres.
Assessoria do vereador

Vereador Alysson Pontes participará de audiência sobre segurança pública na capital do Estado

Vereador Alysson Pontes participará de audiência sobre segurança pública na capital do Estado

Na manhã da quarta feira 21, o vereador Alysson Pontes subiu na tribuna, onde relatou assuntos de extrema importância para a sociedade Santarena.

Um dos assuntos abordados foi segurança pública. Preocupado com o índice de violência no município o vereador citou como exemplo o atentado a tiros ocorrido  na última terça-feira 20, em um Tenente Coronel, na capital do estado.
Em seguida falou sobre a ida dele para Belém- PA, na próxima segunda-feira (26), que terá como objetivo participar de audiência com o secretário de Segurança Pública.
Onde irá tratar de assuntos como segurança de nosso município e reiterar o pedido feito por ele através de requerimento apresentando e aprovado na câmara municipal de Santarém  solicitando o retorno do helicóptero para reforçar ações de segurança e saúde na região.
 Assessoria de Imprensa do vereador Alysson Pontes

Tadeu fala do orgulho de ser santareno

Tadeu fala do orgulho de ser santareno

O vice-líder do Governo rendeu elogios a Santarém ao iniciar o pronunciamento, na  véspera do aniversário de 356 anos do município. Ele disse que a “Pérola do Tapajós” seria um sonho de consumo por todas as belezas que tem e pelo povo acolhedor que mora nela.

O democrata ainda parabenizou a Prefeitura pela programação comemorativa, que tem sido cumprida com inaugurações e ações culturais.

Ronan critica demora em entrega de obras e sugere revisão da lei de licitações

Ronan critica demora em entrega de obras e sugere revisão da lei de licitações

 O peemedebista iniciou o discurso, durante a sessão desta quarta-feira, 21/06, parabenizando a Mesa Diretora e os pares pela realização, da sessão solene que homenageou a Câmara pelos 188 anos.

Em seguida, Ronan estendeu os parabéns ao Governo Municipal pela inauguração da Unidade Municipal de Educação Infantil (UMEI), no bairro Santana, e adiantou que nesta quinta-feira (22/06), aniversário de 356 anos do município, será entregue o Porto Hidroviário de Santarém, na área da antiga fábrica da TECEJUTA.
O parlamentar ainda informou que deverá ser aberto, nesta quarta-feira, o envelope com as propostas dos projetos e os lances das empresas que entraram no processo de licitação do “Projeto Orla”.
O presidente da Segunda Comissão de Finanças, Contas, Constituição, Justiça e Redação teceu críticas às diferentes esferas do Executivo em relação à demora para a entrega de obras no município. O vereador citou a Escola Tecnológica, inaugurada no dia 10 de junho/2017, que de acordo com ele, teria passado 11 anos para ser concluída; o Porto Hidroviário de Santarém, que teria começado a ser construído no governo da petista Maria do Carmo; o Residencial Moaçara e o Hospital Materno Infantil. Advogado, Ronan apontou que a legislação acaba contribuindo com essa lentidão para a conclusão de obras públicas, e sugeriu que a lei das licitações deve ser revista para que se possam evitar transtornos.
Ao concluir, o parlamentar informou que deverá ser encaminhado o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ao plenário nos próximos dias para apreciação.
 ASCOM/CÂMARA

Dr. Ismael: “Mineradora massacra comunidades com aval de Jatene”

Advogado Ismael Moraes critica omissão do governo Simão Jatene.

“A Hydro não apenas devastou aquela floresta protegida por Lei, como ela construiu bacias de rejeitos químicos industriais, altamente poluentes, massacrando dezenas de comunidades que sempre viveram no entorno dessa floresta, causando doenças gravíssimas – de diarreias, a câncer e diabetes”, desta forma se manifestou o advogado Ismael Moraes, sobre a situação dramática que atingiu várias comunidades do município de Barcarena, situado na região metropolitana de Belém.
“Ao adquirir da Vale a Alunorte, indústria de alumínio, essa multinacional nórdica tornou-se obrigada, na condição de proprietária, a manter e proteger uma Área de Proteção Ambiental e de Reserva Ecológica com uma extensão de floresta virgem de 45 milhões de metros quadrados. Essa unidade de conservação, garantida nessa condição pelo ato do Poder Público que alienou essa floresta, conforme prevê a Escritura Pública, também ficou gravada com o ônus real, para impedir qualquer desvio. Porém, dezenas de comunidades afetadas de Barcarena me constituíram como advogado para responsabilizar a Hydro, porque essa empresa está fazendo (e afirmo que os seus administradores estão em flagrante delito!), essa empresa está praticando algo tão criminoso que mesmo a Vale, mineradora considerada uma das entidades mais delinquentes em termos socioambientais, não teve coragem de fazer”, denuncia doutor Ismael.
De acordo com Moraes, os possíveis crimes cometidos pela mineradora, não estão somente no hall dos ambientais, e podem enveredar para esquemas de trocas de vantagens e favores, de relação direta com financiamento irregular de campanhas eleitorais.
“Mas os delitos da empresa norueguesa não ficam só nisso: como todo esse crime ambiental está sendo cometido com a Hydro ostentando em placas os números de todas as licenças possíveis e imagináveis concedidas pelo Governo de Simão Jatene, principalmente pelas licenças concedidas pela estrutura corrupta e criminosa da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade – SEMAS, fica mais do que claro que todo esse papelucho fraudulento concedido pela SEMAS não foi obtido pela Hydro em razão dos belos olhos azuis das walquírias aladas. Claro que envolve corrupção, jorrando nos mais rasteiros propinodutos, indo daqueles que assinam e autorizam a assinar as licenças, até a corrupção política dos financiamentos eleitorais, que faz das campanhas do PSDB uma mágica de resultados”, diz o operador do direito, questionando: “Como que poderia existir licença para desmatar uma Área de Reserva Ecológica de Proteção Ambiental? Como que poderia existir licença para construir bacias de rejeitos químicos industriais sobre uma Área de Reserva Ecológica de Proteção Ambiental que deveria ser um cinturão verde protetor das comunidades do entorno?”.
“Claro que só poderia isso ocorrer, como tem acontecido nesse nosso Pará 2030: com muito dinheiro”. Enfatiza.
NORUEGUESES: Em seu artigo “Os Vikings, os Fenícios, a Noruega, os desmatamentos da Hydro e o Crime Organizado do Governo do Pará”, publicado no site do Jornal O Impacto – e foi utilizado como base para esta matéria -, o advogado faz uma referência histórico-cultural, criticando a forma de agir do governo Jatene.
“Há consistentes relatos históricos do encontro entre comerciantes fenícios, povo ancestral dos libaneses, com nórdicos, genericamente chamados de vikings. Aqueles negociantes oriundos do Mar Mediterrâneo, dotados de grande cultura absorvida pelo contato intenso com gregos, judeus, egípcios e mesmo com os rivais romanos, conseguiram estabelecer vantajosa relação comercial com aqueles povos tidos como a quintessência da ideia do homem bárbaro, guerreiro, violento e brutal. Levavam quantidade enorme de especiarias, e traziam escravos brancos, que os vikings aprisionavam nas incursões pelo Alto Rio Volga, principalmente de aldeias eslavas. Daí a designação slave em inglês para escravo. Isso também explica serem hoje, entre os árabes, os libaneses os de aparência mais europeizada. E eis que um descendente dos fenícios, o presidente Michel Temer, foi agora dar com os costados na Noruega, onde seus ancestrais iam esbanjar civilização, mas onde é hoje a terra do povo mais civilizado, educado, avançado sob todos os aspectos. Ao mesmo tempo em que isso ocorre, o jornalista Carlos Mendes nos apresenta em um excelente artigo uma outra grande qualidade dos noruegueses que não se conhecia: o cinismo, ou, em português bem brasileiro, a tremenda cara-de-pau. Isto porque, como bem pinçou o jornalista, o Ministro Vidar Helgesen do Meio Ambiente da Noruega aproveitou o ensejo para enviar uma carta ao colega brasileiro, Sarney Filho, em que lhe puxa a orelha em razão do desmatamento na Amazônia. Realmente, os noruegueses são bons em tudo. A Hydro é uma empresa norueguesa que se confunde de tal maneira com o próprio país que os ídolos da banda A-Ha, ao serem indagados pela jornalista paraense Esperança Bessa se eles eram sócios da empresa, tentaram desconversar dizendo que ‘todos os noruegueses são um pouco donos dela’. De fato, o Governo da Noruega é sócio da empresa Hydro. E então nós voltamos no tempo: o nosso fenício daqui, o libanês Jatene, e os vikings da Hydro continuam negociando, com desvantagens apenas para os escravos paraenses”, descreve Moraes.
Por: Edmundo Baía Júnior - Fonte: RG 15/O Impacto

Cotação de moedas


USD - Dólar norte americano $
BRL - Real do Brazil R$
EUR - Euro
GBP - Libra esterlina £
JPY - Iene ¥
CNY - Yuan chinês (unidade do renminbi) ¥
FreeCurrencyRates.com

Farra dos congressistas

 – Grande parte dos deputados e senadores de Brasília está usando a verba de custeio de seus gabinetes que deveria ser aplicada em ressarcimento de custos na atividade parlamentar, está sendo usada para campanha desses mesmos políticos, principalmente em gastos com fretamento de avião em campanha política. Vergonha!

Impostos: Pagando muito para ser roubado

O povo brasileiro paga uma elevada soma em impostos para não receber serviços de qualidades pelos nossos governantes. O minguado salário e as minguadas rendas têm parte dela surrupiada sob o manto de impostos para encher os cofres públicos para que os políticos possam praticar os maiores atos de corrupção com o que é nosso. Por isso mesmo já chegamos à marca de R$ 1 trilhão no painel do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que foi registrada às 8h de sexta-feira (16/06). O valor equivale ao total de impostos, taxas e contribuições pagos pela população brasileira desde o dia 1º de janeiro de 2017. No ano passado, o montante de R$ 1 trilhão foi alcançado em 5 de julho. O presidente da entidade, Alencar Burti, explica que a arrecadação aumenta quando há crescimento econômico e elevação de impostos. Brasileiro sofre para sustentar os corruptos!

HOMENAGEM



Seis personalidades do município foram homenageadas com a medalha de mérito “Osman Bentes de Sousa”: Entre os homenageados estão o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar; e a empresária Vânia Pereira Maia (foto). Também foram homenageados o ex-prefeito Ruy Corrêa, ex-vereadora Beth Lima, o empresário César Duarte Ramalheiros e a servidora da Casa Maria Raimunda Fonseca Sousa. A homenagem fez parte das comemorações dos 188 anos da Câmara Municipal de Santarém. O presidente do Legislativo, Antônio Rocha (PMDB) lembrou que a honraria entregue aos homenageados leva o nome de um político influente que passou pela Câmara, o ex-vereador Osman Bentes.

PROERD EM BELTERRA


O Programa Educacional de Resistência às Drogas – PROERD trabalha na prevenção primária desenvolvida pelas Políciais Militares que oferece estratégias preventivas no intuito de estimular o desenvolvimento saudável de crianças e adolescentes que poderiam correr o risco de se envolverem com drogas e problemas de violência e aplicado nas escolas públicas e particulares de Santarém há 12 anos, neste semestre foi implantado no município de Belterra. A formatura da 1ª Turma de Alunos Proerdianos de Belterra será nesta sexta-feira, dia 23, às 16 horas, no Ginásio da Escola Municipal Waldemar Maués, localizado na Estrada 01, s/nº, Bairro: Jurubeba.

POLÊMICA


Após a divulgação da possível mudança da Unidade Amazônia da Ufopa, em Santarém, para outro prédio, a comunidade acadêmica ficou confusa. Entre os possíveis novos espaços está o Seminário São Pio X, localizado na BR-163, no bairro Esperança. De acordo com os alunos, a classe universitária é contra esta mudança, mas é preciso debates sobre questões econômicas, de ordem social e verificar se o novo prédio atende às necessidades dos alunos. A coluna foi informada que os universitários não querem sair do Campus Amazônia, pois o Seminário São Pio X fica muito distante do centro, sem falar que as instalações do imóvel precisam passar por reformas. Enquanto a situação não tem uma definição concreta, a universidade renovou por mais seis meses o contrato com os proprietários do prédio onde a Unidade Amazônia funciona.

COMPETÊNCIA


O artigo do contabilista e tributarista santareno Admilton Figueiredo de Almeida, intitulado: “Secretaria da Fazenda do Pará descumpre a Súmula 323 do Supremo”, foi publicado nos mais importantes sites jurídicos do Brasil. A publicação ganhou repercussão em todos os segmentos, mostrando a competência e conhecimento de Admilton Almeida. Não é a primeira vez que o contabilista tem um trabalho reconhecido nacionalmente; a esse, somam-se outros títulos, todos de extrema relevância à sociedade.

Prefeito Nélio com Helder...

Fiquei sabendo que o prefeito Nélio até o momento está apoiando Helder e não Jatene. O presidente do DEM em conversa com Nélio entendeu a lealdade de Nélio com Helder, que o ajudou na disputa pela prefeitura de Santarém e vem ajudando o prefeito Nélio com recurso federal, enquanto Jatene só atrapalha o desenvolvimento de Santarém, segurando os recursos que deveriam ser aplicados na saúde e em outras áreas. Márcio Miranda deixou claro que não vai interferir na decisão do prefeito Nélio. Márcio quer o crescimento do partido e com Nélio o DEM vai criar espaço na região.

Obras do Estado em atraso prejudicam população de Santarém

Em pleno período do aniversário de 356 anos da fundação de Santarém, os moradores questionam os reais motivos da falta de conclusão de obras, pelo Governo do Estado. Pelo menos três obras iniciadas há mais de quatro anos pelo governador do Pará, Simão de Oliveira Jatene (PSDB), continuam sendo construídas a passos lentos e sem prazo para inauguração.
Uma delas, o Ginásio Poliesportivo, localizado no bairro do Aeroporto Velho, iniciado há mais de quatro anos, continua sem prazo para a conclusão. As obras da praça de esportes, orçadas em quase R$ 10 milhões, começaram em maio de 2013 e deveriam ser entregues em agosto de 2014, o que não aconteceu. A nova previsão é que o espaço seja concluído e entregue em 2018.
Outra praça de esportes que continua com obras em atraso, é o Estádio Jader Fontenelle Barbalho, o “Barbalhão”, também conhecido em todo o Brasil como “Colosso do Tapajós”. A 1ª etapa da obra, iniciada em fevereiro de 2013, previa a recuperação de toda a parte estrutural do estádio, incluindo novas fundações, cobertura e a reforma completa das estruturas elétrica, hidráulica e sanitária. Porém, ainda não foi concluída.
Hoje Santarém conta com três times profissionais de futebol. Entre eles, o São Francisco Futebol Clube, o São Raimundo Esporte Clube e o Tapajós Futebol Clube.
Para os torcedores das três equipes, terminar as obras de recuperação e conclusão é fundamental para o desenvolvimento do esporte na região do Baixo Amazonas. O projeto do estádio segue as normas exigidas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) e poderá se tornar um dos mais modernos do Pará. Porém, ainda não há prazo do Governo do Estado para a inauguração.
Já os dirigentes dos clubes lembram que a população santarena merece assistir aos jogos no estádio e que os times necessitam de recursos para manter os craques. Por isso, precisam da renda dos jogos dos campeonatos disputados pelas equipes. Por conta disso, eles cobram a conclusão da praça de esportes junto à administração pública estadual.
A obra orçada em R$ 18,9 milhões e, que só deve terminar em meados de 2019, ainda não está pronta. Mesmo assim, o local continua sendo palco dos jogos times do São Francisco e do São Raimundo, válidos pelo Campeonato Brasileiro da Série D.
Outra questão que gera preocupação na população de Santarém é a falta de conclusão das obras de reforma da Escola Estadual Frei Ambrósio, localizada no centro da cidade. No dia 12 deste mês de junho, parte do teto da biblioteca da Escola Frei Ambrósio cedeu provocando riscos a alunos e funcionários. O incidente não deixou feridos.
Após a queda da estrutura, o local foi interditado por militares do Corpo de Bombeiros, que temeram o desabamento da estrutura.
Segundo pais de alunos, a obra de reforma da escola iniciou há quase três anos e nunca foi concluída. A Frei Ambrósio é a mais antiga escola de Santarém, fundada em 03 de maio de 1900.
A demora na conclusão das obras, inclusive, motivou críticas e cobranças ao governador Simão Jatene, pela população de Santarém, durante visita do político na cidade, no dia 10 deste mês.
O povo de Santarém questionou a visita do Governador – que tinha o objetivo de inaugurar uma escola técnica – sem ter ao menos finalizado a obra na escola Frei Ambrósio.
Por: Jefferson Miranda

Fonte: RG 15/O Impacto