terça-feira, 16 de outubro de 2018

Irmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder


Em evento de apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT), na noite desta segunda-feira (15), o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) fez dura crítica ao PT.

Convidado a discursar, o irmão de Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial deste ano, cobrou da direção da legenda que faça um "mea culpa" dos erros que cometeu.

"Tem de fazer um mea culpa, pedir desculpa, ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira", disse. "Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. E é bem feito", ressaltou.

Sob vaias de militantes petistas, Cid chamou de "babacas" aqueles que protestavam contra seu discurso e disse que o partido "merece perder" caso não fala uma autocrítica.

”Vão perder feio porque fizeram muita besteira, aparelharam as repartições públicas e acharam que eram donos de um país. E o Brasil não aceita ter donos", disse.

O senador eleito elogiou Haddad, a quem se referiu como "boa pessoa", mas acusou o partido de ter criado o candidato do PSL, Jair Bolsonaro. "Foram essas figuras que acham que são donas da verdade, que acham que podem fazer tudo", criticou.

Como reação, a plateia petista gritou o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que foi também mal recebido pelo pedetista, que lembrou que ele está preso.

"Lula o quê? Ele está preso, babaca. Lula vai fazer o quê? Babaca, babaca. Isso é o PT e o PT desse jeito merece perder", afirmou.

Ciro não pretende reafirmar apoio à candidatura de Haddad. Em conversas reservadas, ele tem dito que já fez o aceno que deveria ter feito e que continuará se posicionado nas redes sociais apenas contra Bolsonaro, mas sem mencionar o petista.

A expectativa é de que Ciro volte no final desta semana ao Brasil, após viagem à Itália. A ideia é de que até o dia 28 ele permaneça no Ceará. Para evitar ofensivas dos petistas, ele foi aconselhado a viajar para uma praia longe de Fortaleza. (Folha de SP)

SÓ PRA LEMBRAR...

Em quase 20 anos de eleições no Brasil, depois da ditadura militar, registraram-se no total 272 votações em dois turnos. E constatou-se que, 72% dos casos, quem chegou em primeiro lugar no primeiro turno levou a melhor no segundo.

Prefeito Nélio Aguiar assina ordem de serviço para recuperação de estradas vicinais

O prefeito de Santarém Nélio Aguiar assinou na manhã desta segunda-feira (15), juntamente com o secretário Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) Bruno Costa, a ordem de serviço para recuperação de 40 km de estradas vicinais na zona rural do município. A solenidade aconteceu no Centro Municipal de Informação e Educação Ambiental de Santarém (Ciam) e contou com presença do Vice-prefeito José Maria Tapajós, do responsável pela empresa contratada Ricardo Cesar Gusmão Tolentino e do representante do Conselho de Segurança da Região da Curua-Una (Conseg) Joilson Vasconcelos.
O serviço será executado pela empresa vencedora da licitação, C.F. TOLENTINO EIRELI – EPP e o prazo para a execução é de 180 dias. Na obra serão investidos R$ 1.634.854,10 (um milhão, seiscentos e trinta e quatro mil, oitocentos e cinquenta e quatro reais e dez centavos), provenientes de emenda parlamentar do Deputado Federal Francisco Chapadinha. O objetivo é melhorar o tráfego da população que transita nas comunidades da Região da Curuá-Una e Eixo Forte.
O prefeito Nélio Aguiar agradeceu o apoio do Deputado Federal Chapadinha e destacou a importância das parcerias para realização dos projetos em favor da população santarena. “Eu sou grato ao deputado que teve a preocupação em solicitar esse recurso para o nosso município, pois sabemos que estamos passando por períodos difíceis e atender toda a demanda dos moradores da zona rural requer altos investimentos. Esse recurso, com certeza, vai ajudar muito, visto que estamos fazendo uma administração que visa prestar serviços de qualidade para a população, seja da cidade e principalmente a do campo”, finalizou o prefeito.
A obra contemplará serviços de terraplenagem, limpeza superficial da área, compactação de aterro, piçarramento e nivelamento. De acordo com o secretário Bruno Costa, a execução deste serviço nos ramais é uma reivindicação antiga dos moradores da região. Ele afirma que com a execução dessa obra na região, as pessoas terão um melhor acesso para suas propriedades, assim também como uma melhor escoação dos seus produtos, além de mais condições de desenvolvimento.
“Gostaria de agradecer pela conquista da emenda. Assim podemos utilizar nossos recursos em melhorias para os moradores da zona rural. A recuperação dos ramais nas comunidades promoverá crescimento para a região, além de melhorar o tráfego dos moradores, trabalhadores rurais e pessoas que usam a estrada para se deslocar entre as zonas rural e urbana do município”, ressaltou o secretário.
Segundo o representante do Conseg esta é uma ação que irá melhorar a trafegabilidade da população da zona rural, principalmente na época das chuvas. “Como representante do povo recebo com muita alegria esta notícia. Assim como eu, os agricultores ficarão muito felizes com esse serviço, tendo em vista que são eles os maiores beneficiados. É importante para a nossa região, pois há anos clamamos por melhorias nos ramais de nossas comunidades e com essa emenda parlamentar, a nossa produção vai poder ser escoada com mais precisão, e as dificuldades que tínhamos antes serão sanadas”, destacou o representante.
A Prefeitura de Santarém através da Semap tem investido cada vez mais na recuperação de estradas vicinais. Outras comunidades da zona rural do município já tiveram vias de acesso melhoradas. Desde o início do ano de 2017 até o momento 795 km de ramais já receberam serviços de terraplenagem.
Fonte: RG 15/O Impacto e Agência Santarém

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Valdir Matias Jr. agradece apoio recebido em nome de Jarbas Vasconcelos

Valdir Matias Jr. agradece apoio recebido em nome de Jarbas Vasconcelos


O presidente do PV em Santarém coordenou a campanha para o Senador do candidato do partido no Estado do Pará, Jarbas Vasconcelos. No município, ele obteve  29.162 votos. 
O vereador Valdir Matias Jr; (PV), ao fazer uso da tribuna da Câmara Municipal, durante a sessão da última quarta-feira (10), agradeceu, em nome do candidato do PV ao Senado Federal, Jarbas Vasconcelos, o apoio recebido de alguns parlamentares à sua candidatura nestas eleições, que ajudaram no bom desempenho dele nas urnas. Jarbas obteve 29.162 votos apenas em Santarém. Com os votos dos municípios de Belterra (1.850) e Mojuí dos Campos (2.496,00), Jarbas totalizou 33.508 votos na Região Metropolitana de Santarém.
Em todo o estado, o candidato teve 440.597 votos, sendo o sétimo mais votado no Pará.
O líder do PV na Câmara ressaltou que foi o responsável pela coordenação da campanha de Jarbas Vasconcelos na região Metropolitana de Santarém e que o trabalho dele e de sua equipe, somado ao apoio recebido de vereadores, candidatos, lideranças comunitárias e suplentes, contribuíram para que o representante do Partido Verde na corrida por uma das duas vagas ao Senado alcançasse mais de 30 mil votos na região. “Levando em conta que as demais regiões do Estado, onde os colégios eleitorais são bem maiores que o nosso, o desempenho do nosso candidato foi bastante positivo. Eu aproveito esse momento para agradecer a população santarena, aos meus pares que aceitaram apoiar o candidato do PV ao Senado, aos nossos colaboradores e todos que acreditaram na nossa proposta nestas eleições. Muito obrigado a todos!”, agradeceu o presidente do PV em Santarém.
Por Marcos Santos- Assessor de imprensa do vereador Valdir Matias Jr.

Pleito eleitoral é discutido por Alaércio Cardoso

Pleito eleitoral é discutido por Alaércio Cardoso

Alaércio Cardoso (PRP)
“O erro não é em ser ou não candidato, o que nós precisamos é nos unir para aprendermos a fazer lideranças políticas” destacou o líder do PRP na Câmara.
O vereador Alaércio Cardoso usou a tribuna da Casa de Leis, na sessão da última quarta-feira, 10/10, para repercutir os resultados do pleito eleitoral de 2018.
Cardoso lembrou que 40 dias antes da eleição tomou a decisão de desistir da sua candidatura após fazer uma leitura técnica do espaço que estava sendo formado ao grupo de candidatos que concorreriam a vagas no pleito. “Eu não faço política por brincadeira e coloquei para meu partido e grupo político as minhas condições para  ser um candidato, infelizmente essas condições não foram as ideais e em nenhum momento me senti covarde por desistir da campanha, tudo é uma questão de análise técnica”, falou o parlamentar.
Santarém tinha condições e chances reais de eleger alguns de seus representantes nas eleições, mas a falta de líderes políticos tirou do município mais uma vez a chance de ter representatividade com deputados. “Quando retirei minha candidatura eu dei uma entrevista e falei que Santarém tinha reais condições de eleger três deputados estaduais e dois  federais, infelizmente não conseguimos”, relatou o perrepista.
Alaércio comenta que muitos dos candidatos, se quer, elegeram-se para vereadores e já encararam uma disputa maior e diz que o erro não está aí, já que qualquer cidadão filiado a um partido pode ser candidato. Na análise de Alaércio, o erro não está em ser candidato o erro é que em nossa região só existe líderes partidários e o que se precisa, são líderes políticos, que possam agregar e se empenhar para eleger os candidatos. “Tiveram Prefeitos que anunciaram seus candidatos e os elegeram, até santinhos com os números os Prefeitos colocaram em suas redes sociais, isso sim, é ser Líder Político” argumentou Cardoso.
Para finalizar, Alaércio diz que é preciso fazer essa análise, pois se não o município ficará nas mãos de representantes ausentes. “Santarém vai amargar mais quatro anos? Vai! E mais quatro, mais quatro e mais quantos? Vai ficar até aprender a fazer política representativa e focada”, disse o vereador.
Por Fernanda Rabelo – Assessora de Imprensa do vereador Alaércio Cardoso

Crianças fazem visita ao gabinete do Prefeito de Santarém


O prefeito de Santarém Nélio Aguiar recebeu em seu gabinete, na manhã desta quarta-feira, 10, crianças da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) do Santarenzinho. A visita faz parte da programação da semana de comemoração ao Dia das Crianças, realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).
"São o nosso futuro. Uma honra recebê-las aqui em nosso gabinete, a casa do povo. Mostrar como trabalhamos e descontrair e se alegrar com esses sorrisos lindos e sinceros", disse o prefeito Nélio Aguiar.
As crianças conheceram o gabinete do prefeito, a sala de reuniões e participaram da assinatura do despacho de liberação de recursos na ordem de R$ 1,6 milhão, que serão usados em obras de saneamento dentro do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC-2).
O pequeno Thailon Varley, de 5 anos, disse que quer ser prefeito. Ele aproveitou para sentar na cadeira do gabinete oficial e assinar alguns papéis. "Ainda pequenos, eles já sabem o que querem. Isso nos deixa mais firmes em nossa responsabilidade de cuidar de nossas crianças. Hoje, temos mais de 5 mil crianças atendidas e assistidas em 36 unidades de educação infantil", finalizou o prefeito.
Alailson Muniz Agência Santarém

Crianças da Casa de Acolhimento Reviver recebem programação alusiva ao Dia das Crianças


Na manhã de sábado (13), a Casa de Acolhimento Reviver (CAR) – Abrigo Municipal fez uma linda homenagem às crianças acolhidas na entidade com a colaboração de alguns parceiros. A Programação incluiu brincadeiras, palhaçadas, distribuição de presentes, apresentações e distribuição de cestas básicas que serão destinadas para algumas famílias, cujas crianças já foram desligadas. Os parceiros partilharam também um saboroso coquetel para as crianças.

A secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, emocionada, agradeceu a participação de todos os parceiros da CAR, e frisou o tamanho da importância dessas parcerias. Agradeceu especialmente a contribuição do Núcleo III do Comércio do Movimento Cursilhistas de Cristandade, que vem desenvolvendo atividades desde o início da Gestão. "Mais um importante momento nossas crianças acolhidas aqui estão vivendo. É muito gratificante todo esse trabalho que é feito com muito amor por nós da Prefeitura de Santarém através da Assistência e também pelos nossos grandes parceiros", afirmou.
A coordenadora da CAR Ironeide Sales também reforçou o quanto é significante a firmação destas e de outras parcerias, sem as quais o trabalho não seria tão relevante e também não chegaria ao conhecimento de tantas pessoas, que voluntariamente tem procurado para ser um Padrinho Solidário da Casa.
A coordenadora agradeceu os parceiros que juntos realizaram essa programação na manhã de hoje: Movimento Cursilhistas de Cristandade- MCC Núcleo III Comércio, Igreja Assembleia de Deus, Acadêmicos dos Cursos de Psicologia e Enfermagem do IESPES, Projeto Criança não Trabalha e Centro Espírita - Mei Mei. "Toda parceria para nossos acolhidos é sempre bem vinda. Os nossos sinceros agradecimentos á todos", observou Ironeide.
A festa alusiva ao Dia das Crianças para os usuários da CAR iniciou na quinta-feira (11) com uma programação de integração entre os usuários do Centro POP Dom Lino Vombommel que levaram para a Casa muita diversão denominada "BrinCAR com o POP".
Segundo a coordenadora do Centro POP Glaucya Fiori, mais uma vez os usuários levaram atividades para a Casa de Acolhimento. "Os nossos usuários pessoas em situação de rua desta vez em sua maioria venezuelanos civis levaram para os acolhidos, pinturas faciais, moldagens em balões, teatro de fantoche, muita dança e também conhecimentos em literatura. Foi muito gratificante acompanhar o grupo e sentir que levamos alegria para todos".
Na sexta-feira (12) os acolhidos da Casa de Acolhimento Reviver foram levados até o Cras São José Operário para fazerem parte da programação de integração com todos os usuários dos 8 Cras e da Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF). O prefeito Nélio Aguiar, a Secretária Celsa Brito e todos os colaboradores da Assistência e parceiros fizeram a data ser bastante comemorada pelas 450 crianças usuárias dos serviços da Assistência Social.
Geisa de Oliveira Agência Santarém

TURISMO


Santarém é considerado o portão de entrada do Turismo no Polo Tapajós. Dentre os destinos turísticos da região está o município de Belterra, e entre as estratégias para o fomento da atividade turística está a visitação na Flona do Tapajós, que todos os dias, recebe um número considerável de visitantes e turistas que chegam ao local para conhecer a biodiversidade da Floresta. Diante disso, a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), da Prefeitura de Santarém, em parceria com a Prefeitura de Belterra, por meio da Divisão Municipal de Turismo, realizaram o curso de “Excelência no Atendimento ao Turista”. De acordo com o secretário de Turismo, Diego Pinho, a capacitação faz parte de um planejamento de estruturação dos destinos do Polo Tapajós, levando em consideração o Plano Encontro, que aponta as estratégias para essa finalidade.

SENADOR DE SANTARÉM


O candidato a senador Xaropinho do Povo (PPL), que é de Santarém, obteve somente nesse Município 9.895 votos. O mesmo poderá a vim ser um dos vereadores mais votados nas próximas eleições. Xaropinho fez uma campanha com poucos recursos financeiros. No total, ele obteve 21.996 votos em todo o estado do Pará.

DESASTRE ELEITORAL...


Você percebe quando Santarém está estagnada politicamente, quando se vê que nenhum Deputado com base política no Município foi eleito. Enquanto que Oriximiná elegeu 1 Deputado Estadual e 1 Deputado Federal; e os municípios de Prainha, Itaituba e Uruará também elegeram seus representantes. O que antes era o município do Oeste do Pará com o maior peso político, Santarém hoje vive um desastre eleitoral.

CADA UM QUER O SEU QUINHÃO...


O problema de Santarém é falta de união dos políticos, pois aqui vários grupos não se entendem. Se nós tivéssemos pelo menos 3 candidatos a menos para Deputado Estadual dava para elegermos 02 deputados. Mais uma vez a ganância de querer poder e mostrar que é o melhor, fez com que Santarém não tivesse nenhum Deputado eleito. Não esperem que esse cenário mude, pelo contrário, a culpa dessa vez não é do eleitor e sim dos políticos. Muita gente apoiando candidatos de fora, muito políticos que não tinham a mínima possibilidade de ser candidatos. Agora, é juntar os trapos e tentar sobreviver com os que ganharam da região.

Sem a reeleição, quase 70 parlamentares perdem o foro privilegiado

Sem mandato, sem foro privilegiado. Essa será a situação, a partir de fevereiro de 2019, de quase 70 parlamentares que não se reelegeram e respondem hoje a algum tipo de acusação criminal no Supremo Tribunal Federal (STF). Entre os que devem perder a prerrogativa de só serem julgados pela mais alta corte do país estão o senador Romero Jucá (MDB-RR), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), o deputado Cabo Daciolo (Patriota-RJ), ex-candidato a presidente, e o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE).
O envio dos processos para a primeira instância não é automático e depende de parecer da Procuradoria Geral da República e de decisão do ministro que relata o respectivo caso. Desde maio, quando o Supremo restringiu a aplicação do foro especial, centenas de inquéritos e ações penais foram baixados pelo Supremo para a primeira instância da Justiça do estado de origem do político. Pelo novo entendimento, a prerrogativa só vale para crimes praticados no exercício do mandato e em razão dele. Cinco meses depois da nova interpretação, ainda há investigações que não se encaixam nessas hipóteses em tramitação no Supremo.
Alguns parlamentares viram parte de suas pendências judiciais voltar para os seus estados de origem, mas ainda enfrentam outras no STF. Barrado pela Justiça eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, o deputado Roberto Góes (PDT-AP) é alvo de 18 investigações – dez ações penais e oito inquéritos. Do total, só três seguem no Supremo.
Góes foi considerado inelegível pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá por ter condenação transitada em julgado no processo que apurou a retenção de empréstimos consignados dos servidores municipais quando era prefeito de Macapá, entre 2009 e 2013. O deputado concorreu à reeleição sob judice à espera de decisão final do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Seus votos só serão validados após análise final do recurso.
Lava Jato
Nome mais conhecido entre os congressistas que não se reelegeram, Romero Jucá responde a uma ação penal e a nove inquéritos no Supremo. A maior parte das investigações tem como origem a Operação Lava Jato. Jucá é réu acusado de receber R$ 150 mil em propina da Odebrecht para beneficiar a empreiteira em duas medidas provisórias no Congresso em 2014.
O ex-líder dos governos FHC, Lula, Dilma e Michel Temer foi denunciado, com outras lideranças emedebistas, sob a acusação de integrar o chamado “quadrilhão do MDB no Senado”. Ao lado de dois colegas que também não se reelegeram, Edison Lobão (MDB-MA) e Valdir Raupp (MDB-RO), e outros que renovaram o mandato, como Renan Calheiros (MDB-AL) e Jader Barbalho (MDB-PA), é acusado de integrar uma organização criminosa que causou prejuízo de R$ 5,5 bilhões à Petrobras, segundo a Procuradoria Geral da República.
Caberá ao ministro Edson Fachin, que relata a Lava Jato no Supremo, enviar ou não ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, os processos envolvendo parlamentares que ficarem sem foro privilegiado.
Alguns parlamentares, como o deputado Zeca do PT (PT-MS), que perdeu a disputa ao Senado, já teve duas ações penais e oito inquéritos remetidos para a primeira instância da Justiça de Mato Grosso do Sul porque os relatores das investigações concluíram que não havia relação entre as acusações e o exercício do atual mandato.
Veja a relação de parlamentares com pendências criminais no Supremo que não se reelegeram:
Deputados
Adail Carneiro (Podemos-CE)
Adalberto Cavalcanti (Avante-PE)
Adelson Barreto (PR-SE)
Alberto Fraga (DEM-DF)
Alex Canziani (PTB-PR)
Alfredo Kaefer (PP-PR)
André Moura (PSC-SE)
Aníbal Gomes (DEM-CE)
Betinho Gomes (PSDB-PE)
Beto Mansur (MDB-SP)
Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)
Cabo Daciolo (Patriota-RJ)
Carlos Souza (PSDB-AM)
César Halum (PRB-TO)
Cícero Almeida (PHS-AL)
Décio Lima (PT-SC)
Dilceu Sperafico (PDT-PR)
Felipe Maia (DEM-RN)
Fernando Torres (PSD-BA)
Geraldo Resende (PSDB-MS)
Giuseppe Vecci (PSDB-GO)
Gorete Pereira (PR-CE)
José Mentor (PT-SP)
 
José Otávio Germano (PP-RS)
José Priante (MDB-PA)
José Stédile (PSB-RS)
Júlio Lopes (PP-RJ)
Jutahy Junior (PSDB-BA)
Laura Carneiro (DEM-RJ)
Lindomar Garçon (PRB-RO)
Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)
Luis Tibé (Avante-MG)
Luiz Fernando Faria (PP-MG)
Luiz Sérgio (PT-RJ)
Manoel Júnior (PTB-PB)
Marco Maia (PT-RS)
Marcos Reategui (PSD-AP)
Mario Negromonte Jr (PP-BA)
Milton Monti (PR-SP)
Nelson Meurer (PP-PR)
Nilson Leitão (PSDB-MT)
Nilton Capixaba (PTB-RO)
Paulo Feijó (PR-RJ)
Roberto Góes (PDT-AP)
Roberto Teixeira (PSC-PE)
Rodrigo Garcia (DEM-SP)
Ronaldo Lessa (PDT-AL)
Sabino Castelo Branco (PR-AM)
Vicente Candido (PT-SP)
Waldir Maranhão (PSDB-SE)
Washington Reis (PSDB-MG)
Wladimir Costa (SD-PA)
Senadores
Acir Gurgacaz (PDT-RO)
Benedito de Lira (PP-AL)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Dalirio Beber (PSDB-SC)
Edison Lobão (MDB-MA)
Eduardo Amorim (PSDB-SE)
Eunício Oliveira (MDB-CE)
Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)
Ivo Cassol (PP-RO)
José Agripino (DEM-RN)
 
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Marta Suplicy (sem partido-SP)
 
Paulo Bauer (PSDB-SC)
Romero Jucá (MDB-RR)
Valdir Raupp (MDB-RO)
 
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Resultado das eleições de 2018 pode levar 14 partidos à extinção

Entre os partidos que correm risco, está a Rede da presidenciável Marina Silva.
Em vigência desde outubro do ano passado, a denominada cláusula de barreira pode levar 14 dos 35 partidos políticos no Brasil à extinção em 2019. Aprovada há um ano pelo Senado, ela prevê que, para que um partido tenha acesso ao fundo partidário, principal fonte de recursos das legendas no país, ele precisa ter um mínimo de 1,5% de votos válidos nacionalmente ou eleger nove deputados federais em nove estados da União, pelo menos.
Entre os partidos que correm risco de eleição estão o PCdoB, da vice de Fernando Haddad (PT), Manuela D’Ávila, a Rede da presidenciável Marina Silva e o PHS do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil. Além desses, PRP, PMN, PTC, PPL, DC, PMB, PCB, PCO, PSTU, Novo e Patriotas também não elegeram o mínimo previsto na Cláusula de Barreira. Três desses tiveram candidatos à Presidência da República em 2018. São eles o PSTU, com Vera Lúcia, o DC, com Eymael, o Patriotas com Cabo Daciolo e PPL com João Goulart Filho.
Dessas legendas, o PCdoB foi o que chegou mais próximo aos índices eleitorais mínimos. A sigla somou 1,35% dos votos válidos no Brasil e elegeu nove deputados federais, entretanto só teve representantes ganhadores em sete estados.