segunda-feira, 17 de junho de 2019

Ibama e Polícia Civil apreendem madeira de origem ilegal comercializada em empresa no bairro Aeroporto Velho

Conforme apurou nossa reportagem, a ação desta sexta, teve origem na grande operação realizada pelo Ibama na região do corta corda. O proprietário da empresa foi conduzido até à DEMA-DECA, onde assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Foram apreendidos cerca de 137 metros cúbicos de madeira, inclusive, oriunda de castanheira, que tem a derrubada proibida por Lei Federal.
Segundo informações, o local integra o rol de estabelecimentos suspeitos de vender madeira de origem ilegal. Por volta de 17h, militares do 8º BEC chegaram no local, com caminhões para retirar a madeira, que será levada para a sede do Batalhão.
A Delegacia Especializada de Meio Ambiente/Conflito Agrário funciona das dependências da Superintendência do Médio e Baixo Amazonas da Polícia Civil, e têm como titulares o delegado Fabio,   escrivão Alex e investigador Gemaque.
RG 15 / O Impacto com foto de Ney Fernandes
Fique por Dentro:

Ibama apreende maquinário usado em exploração ilegal de madeira na região de Santarém (PA)

Ibama apreendeu um trator, um veículo pesado usado em extração de toras (skidder), uma pá carregadeira, uma serra móvel e cinco motosserras durante operação de combate à exploração ilegal de madeira no no oeste do Pará.
Os equipamentos foram retirados do local com apoio logístico do 8º Batalhão de Engenharia de Construção (8 º BEC) do Exército. Doze militares garantiram a segurança do traslado.
Agentes ambientais também apreenderam 15 metros cúbicos de madeira serrada que foram doados sumariamente ao Exército.
A Operação Lignum Protegere teve como alvo a área conhecida como Corta Corda, chapada de grande potencial madeireiro que abrange os municípios de Mojuí dos Campos, Uruará e Santarém.
As informações reunidas durante a investigação serão encaminhadas ao MPF e à Polícia Federal (PF) para responsabilização dos infratores no âmbito criminal.
Com informações do Ibama

CLUBE DA BOLA - A MELHOR E MAIS IMPORTANTE PÁGINA ESPORTIVA PELADEIRA DO PARÁ - LEIA SEM MODERAÇÃO!

O melhor JORNAL DA REGIÃO

Justiça é acionada para suspender obra de mansão às margens de lago em Alter do Chão

O órgão ministerial pediu à Justiça decisão urgente que obrigue a paralisação imediata da construção de um imóvel em área de preservação permanente fica às margens do Lago Verde, no distrito de Alter do Chão, em Santarém, no oeste do estado.
Na ação o MPF também pediu à Justiça Federal que o proprietário da obra, o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA), Cipriano Sabino de Oliveira Júnior, seja obrigado a demolir a construção e a promover a recuperação da área de preservação permanente degradada, além de pagar R$ 500 mil em danos morais coletivos.
“Trata-se de afrontosa invasão de área às margens de importantíssimo curso d’água, que causa sérios danos ao meio ambiente e desafia o Poder Público”, destaca na ação a procuradora da República Luisa Astarita Sangoi.
A Secretaria de Municipal de Meio Ambiente de Santarém (Semma) informou ao MPF que foi concedida licença para a construção porque o solicitante apresentou projeto de tratamento de esgoto e a obra cumpriu os requisitos técnicos de engenharia civil.
Para o MPF, essa licença é ilegal e viola os princípios do direito ambiental. “Não é possível a construção em áreas de preservação permanente, devendo ser demolidas e buscar-se a reparação do dano ambiental causado”, registra a ação do MPF.
Além de estar prevista na Constituição, no Código Florestal e em resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), a obrigação de preservação de áreas de proteção permanente também é estabelecida pela legislação municipal de Santarém e no plano de utilização da Área de Proteção Ambiental de Alter do Chão.
“A conduta do requerido de construir à beira do Lago Verde, em clara área de preservação permanente, em total desrespeito aos preceitos do direito ambiental e aos princípios constitucionais aplicados à matéria ambiental, causa dano a toda a coletividade, uma vez que o direito de ter garantido o patrimônio ambiental ali localizado é de todos e deve ser salvaguardado para as futuras gerações.
PLANO DE RECUPERAÇÃO: Na ação, o MPF pediu à Justiça que obrigue o acusado a apresentar Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) com previsão de recuperação integral da área de preservação permanente.
Segundo o pedido do MPF, o plano deve ser elaborado por profissional habilitado, deve ser pago pelo acusado e deve ser submetido, no prazo de 30 dias, à homologação do órgão ambiental competente.
Após a homologação, a execução do plano deve ser iniciada em 30 dias, respeitando e cumprindo o cronograma imposto pelo PRAD, que deverá explicitar todas as etapas de execução, com destaque para a data exata do início dos trabalhos e prazo máximo de 120 dias para conclusão.
Se a Justiça acatar os pedidos do MPF e as determinações não forem cumpridas, a procuradora da República Luisa Astarita Sangoi pede a aplicação de multa diária ao acusado.
OUTRAS CONSTRUÇÕES ILEGAIS: Na área em que a mansão está sendo erguida, às margens do Lago Verde, existe inúmeras residências, o que denota que as construções também, estão irregular.
Sobre o tema, no texto da Ação, a Procuradora da República Luisa Sangoi estabelece: “Cabe comentar, neste ponto, que o MPF não está atuando apenas em relação à casa que configura como objeto desta ação, e que buscará aplicar a legislação ambiental eos preceitos constitucionais a todas as obras que estejam irregulares no Distrito de Alter do Chão, tendo o objeto do procedimento sido alargado para abarcar a questão como um todo”.

Paulo Jesus ordena funcionamento do terminal hidroviário da Prainha

“Nós reunimos com os operadores das embarcações que atuam na Praça Tiradentes, ouvimos solicitações e demandas para a necessidade de adequação lá do porto para operação tanto dos ferryboats quanto dos barcos. Na reunião, ficou entendido um prazo de 30 dias para que eles informem aos passageiros e o prazo também que a SMT e Seminfra esperam estar operando em plena totalidade com todas as embarcações”, explicou o secretário de Mobilidade e Trânsito Paulo Jesus.
Para atender a população que utiliza o transporte coletivo urbano, a SMT realizou um estudo técnico elaborado para fazer adequação na operação e já trabalha no ajuste operacional nas linhas dos coletivos. Em entrevista ao jornalista Osvaldo de Andrade, âncora da TV Impacto, o titular da SMT detalhou a mudança, que há muito tempo era aguardada pelos santarenos.
Jornal O Impacto: Quais orientações sobre a mudança das atividades que eram desenvolvidas no porto da Tiradentes para o terminal na Prainha?
Paulo Jesus: Estamos realizando esse trabalho de transição. Todo mundo sabe e tem acompanhado a deficiência e as condições em que se opera no porto provisório da Praça Tiradentes, que já tem aí um bom tempo. Então, pela necessidade da continuidade da obra que está sendo realizado em frente à cidade, e também para cumprir com o Código de Postura do município, que determina a área portuária existente dentro do município e levando em conta ainda que temos já hoje, um porto com condição de estrutura bem melhor para operar, levando em conta essa demanda que existe hoje na operação desse porto provisório da Praça Tiradentes, estamos fazendo esse trabalho, sob orientação do Prefeito Nélio, e devido a toda essa necessidade, uma vez que o porto da Prainha, está mais de um ano que foi inaugurado, e nós só tínhamos uma operação sendo realizada lá, que era da Balsa que faz a travessia Santarém-Tapará e Santarém-Aninduba. Então levando em conta todos esses fatores, que são necessários realmente, oferecer uma condição melhor de operação de estrutura, principalmente para essa operação hoje aí da Praça Tiradentes. Vale ressaltar que a gente está dialogando com os operadores há bastante tempo. Não só dos operadores do Porto da Praça Tiradentes, mas também considerando algumas operações que ocorriam no entorno do porto. Operações particulares que de uma certa forma estavam ocupando a área destinada à operação do Porto. E nós, então fizemos todas essas tratativas, juntamente com a Seminfra, que esteve nos acompanhando, o secretário Daniel Simões. Em maio fizemos a remoção, a Seminfra viabilizou toda essa operação para remover as duas balsas que servem de plataforma para atracação na Praça Tiradentes. Aonde eles já estavam notificados pela Seminfra sobre essa alteração e em seguida notificamos todos os operadores ali, para que até o dia 10 de junho, que seria o primeiro prazo dado, para que toda essa operação já tivesse sido removida lá para o porto da Prainha. Quando chegou o dia 5 deste mês, os operadores solicitaram uma reunião, E aí fizeram várias colocações a respeito de algumas necessidades e adequações que eles avaliaram que seria necessário para que pudesse acomodar a quantidade de embarcação que temos hoje nessa operação, são em torno de 46. Incluindo 16 ferryboat, que são essas embarcações que agora são embarcações mais modernas e 30 barcos de menor porte.Eles nos solicitaram esse prazo de mais 30 dias para que, tanto eles pudessem se adequar junto aos seus passageiros, trabalhando a informação de que o porto, a operação passaria lá para o porto do DER, e que também seria um prazo que a gente acredita ser necessário para fazer essas adequações que eles solicitaram. Diante deste quadro, estamos trabalhando diariamente para conseguirmos mais organização. Temos uma equipe lá que faz a administração e o gerenciamento do porto. Estamos aproveitando para fazendo melhorias e ampliar a capacidade de atracação também. Porque o píer atual não comporta todas as embarcações. Então vamos utilizar as duas laterais do porto. Estamos fazendo um planejamento para a gente trabalhar com agendamento de operação, para evitar que o grande problema, que é exatamente a quantidade de embarcação e a estrutura que se dispõe para isso, todas chegando ao mesmo tempo. Às vezes a embarcação chega de manhã e vai sair no outro dia, ela permanece o dia todo ali ancorado no porto. Então, a gente está fazendo um planejamento para que possamos organizar. Que embarcação realmente esteja atracada no Porto somente quando ela estiver em operação. Também queremos organizar uma forma para que os passageiros, não se misturem com a operação de cargas,o que na Praça Tiradentes é muito comum, inclusive com caminhões de carga circulando juntamente com os mesmos.
Jornal O Impacto – Em relação a essas embarcações que vêm das comunidades ribeirinhas. Como ficará a situação delas?
Paulo Jesus: Nesse primeiro momento estamos trabalhando a desativação desse espaço aí em frente à Praça Tiradentes. Para operação intramunicipal, que são esses barcos que viajam para as comunidades,Temos hoje uma balsa que serve de Pontão para atracação, ali em frente à praça da Matriz, naquela escadaria que atende aos barcos que vêm do Lago Grande, do Curuaí, outras comunidades, Temos também uma outra balsa,ali onde funcionava o antigo tablado, passando um pouco ali do mercado municipal, que também atende essas embarcações menores que vêm das comunidades. Então essas duas plataformas elas vão permanecer. As demais operações, que são dessas embarcações menores e que acontece também no entorno aí do cais de arrimo, também de forma ordenada, nós monitoramos por ali com o pessoal da nossa equipe, para que evitem o contato e também que não danifiquem a estrutura da orla. Porque para essas operações, temos aí a previsão da implantação de seis píeres que compõem o projeto Orla. Cada um com 110 metros, com 3 plataformas. Eles foram incluídos no projeto orla levando em conta a necessidade da atracação dessas embarcações que já atuam aí há muito tempo na frente da cidade. Então, com a colocação dos píeres, essas operações vão se dar nestes locais adequado e pensado na população ribeirinha. Os engenheiros da prefeitura já estiveram agora esse mês em Manaus, no estaleiro onde estão sendo construídos píeres, para verificar se estão sendo feito tudo dentro do que exige o projeto, e a perspectiva é que a entrega e em que espaços serão colocados ao longo da orla. Para isso faremos reunião com todos os segmentos envolvidos, para que possamos ordenar isso de uma forma consensual. Acompanhe a entrevista na íntegra em www.oimpacto.com.br.

SÓ NA JUSTIÇA

( Bocão - Impacto)
Pacientes que precisam de atendimento de saúde, cujas demandas são de responsabilidade do Governo Estadual, somente conseguem lograr êxito, por meio da Justiça. Mesmo assim, existem denúncias de que decisões judiciais estão sendo ignoradas. Como exemplo, podemos citar o caso da jovem que sofre de esquizofrenia, conhecida como Rita. A Justiça determinou que ela fosse transferida pela SESPA, para tratamento em Belém, no entanto, há vários meses, a paciente aguarda, e nada.
Um bilhete encaminhado para nossa coluna, afirma que as demandas se multiplicam a cada dia no Ministério Público, que tem sido incansável diante da caótica situação de padecimento da população. O órgão, quando não vê solução pelo diálogo e meios administrativos, aciona o judiciário a fim de amenizar o sofrimento dos pacientes. As demandas mais recorrentes são consultas e tratamento com médicos especialistas, fornecimento de medicamentos e busca por leitos em hospitais de alta complexidade. A verdade é que a situação está alarmante, e quem não tem tempo para esperar, ou condições de ir atrás dos seus direitos, acaba sucumbindo.
No mês passado, o MPF promoveu ação civil pública na Justiça Federal para pedir que a União e o Estado do Pará sejam obrigados a regularizar o abastecimento e o fornecimento contínuo, ininterrupto e gratuito de vários tipos de medicamentos aos pacientes da rede do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o estado. Se a Justiça acatar os pedidos da ação e a decisão judicial for descumprida, o MPF pede a aplicação de multa diária à União e ao Estado do Pará no valor de R$ 10 mil por paciente não atendido; multas pessoais para o secretário de Saúde do Pará e para o ministro da Saúde; e bloqueio de R$ 1 milhão em recursos do Tesouro Nacional, para garantir a compra dos medicamentos.

PAULO GASOLINA em ação...


O vereador Paulo Gasolina que sempre pautou na mais estrita observância das leis, em sua entrevista à TV Impacto, disse que vai propor o voto aberto na Câmara de Vereadores. Esse procedimento vai levar o eleitor a conhecer melhor seus vereadores e saber quem votou com o povo ou contra o povo. Segundo uma fonte da Câmara, tem vereador que é contra esse projeto do vereador Paulo Gasolina.
Paulo já demonstrou ser um político probo e que não se deixa levar pelo momento e nem por emoções. Um grupo de acadêmicos envolvidos na política está organizando um movimento para comparecerem à Câmara para exigir que o projeto seja aprovado. Esse grupo vai instalar um aplicativo identificando cada vereador e apartir de agosto, vai controlar os trabalhos e expor quem é quem na Câmara.

NÉLIO EM AÇÃO


Recebi uma mensagem informando que o Prefeito Nélio está em situação privilegiada junto ao eleitor. Muitas ações em benefício do povo estão sendo executadas sem divulgação. Para o prefeito Nélio, o importante é fazer e o povo analisar e reconhecer.

FALSA CONTADORA


Uma impostora se passando por contadora está visitando empresas e oferecendo seus serviços de péssima qualidade pelo valor de R$ 499,00.  Ela diz que tem escritório e faz tudo o que um contador faz. Tomem cuidado empresários, esse tipo de pessoa quer auferir vantagem de qualquer maneira e deixar os empresários em situação difícil junto aos órgãos da administração pública e o empresário ainda assume a responsabilidade. A Delegacia do Conselho Regional de Contabilidade deve investigar e fazer uma visita nesse escritório para saber das irregularidades.

Após 8 anos de convento, religiosa larga vida de freira e vira atriz pornô

Após 8 anos de convento, religiosa larga vida de freira e vira atriz pornô (Foto: )
Yudy Pineda, 28 anos, é oriunda de uma aldeia indígena de Ituango, Colômbia. Quando Yudy tinha dois anos, a sua família teve que mudar para a região de Urabá por causa da violência.
Em Urabá, Yudy Pineda começou a estudar em um colégio que recebia visitas de freiras. A dedicação chamou a sua atenção e aos dez anos ela se uniu ao convento. Foram oito anos muito agradáveis para a jovem, até que ela se apaixonou por um professor que dava aulas de catecismo preparando crianças para a primeira comunhão. A paixão falou mais alto e ela decidiu abandonar o convento, pois sentia "que não era correto o que estava fazendo".

Pai de Joelma aguarda vaga em UTI na rede pública de Santarém


A cantora Joelma não tem uma boa relação com o pai.
O pai da cantora Joelma, José Benahum Mendes, está internado e aguarda em um hospital público uma vaga para a UTI, em Santarém. As informações são do blog do Leo Dias
A assessoria de imprensa da cantora confirma a internação, mas diz não saber informar detalhes sobre o estado do pai da artista. “Realmente ele está internado, mas o irmão mais velho da Joelma está lá com ele dando apoio. O pai da Joelma tem uma família também com outros filhos. Como todos sabem, o pai de Joelma e a mãe são separados, cada um segue sua vida em rumos diferentes”, informou a assessoria de Joelma ao blog.
Fonte: O Liberal

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Aniversário de 358 anos de Santarém terá inauguração de obras, missa tradicional e show nacional

A programação do Aniversário de 358 anos de Santarém foi apresentada na manhã desta quinta-feira (13) pelo prefeito Nélio Aguiar, durante entrevista coletiva à imprensa, realizada no auditório do Theatro Municipal Victória. Serão 15 dias de atividades intensas, entre elas, inaugurações de obras, entrega de equipamentos, projetos culturais, IPTU Premiado, atrações musicais de artistas locais, regionais e nacionais.
Com o tema "Santarém por todos nós" e slogan "Nosso orgulho, nosso amor é Santarém", a programação será aberta oficialmente no dia 14 de junho com oficina de cerâmica, exposições, exibição de filmes e lançamento de livro, através do projeto Encantos Tapajós.
Ao longo das atividades, serão entregues obras relevantes para a comunidade santarena: três academias ao ar livre (Nova República, Floresta e Alter do Chão); duas quadras poliesportivas (Comunidades Guaraná e São Raimundo da Palestina); um ginásio poliesportivo (Cipoal); entrega da 2ª etapa da Praça de Eventos; entrega de uma ambulância na comunidade do Tiningú; inauguração da UBS Área Verde; inauguração e ampliação de três escolas (Escola São José, Aldo Ferreira Campos e Nossa Senhora da Saúde); inauguração da Praça do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs) e entrega da UBS Fluvial Ailton Barros.
"Vamos entregar mais de 15 obras, mas o grande presente não é o que vai ser entregue no momento, mas sim todas as obras que temos em andamento. É presente para a população o destravamento de obras importantes que por tempos ficaram paralisadas. É presente a chegada de novos recursos que conquistamos. Entre as obras que seguimos avançando e são grandiosas, cito o Projeto Orla, o asfaltamento nas ruas que fazem parte dos anéis viários tanto da Nova República como do Jutaí, além da construção de pontes de concretos. Sem falar da programação cultural que nossa equipe preparou com todo carinho", afirmou o prefeito Nélio Aguiar.
A Missa Mocoronga que faz referência à primeira celebração do fundador da cidade, Padre Felipe Bettendorf, será realizada no dia 22 de junho, às 10h, na Catedral de Santarém. No mesmo dia, às 19h, será a entrega das medalhas Padre Felipe Bettendorf, no Centro Cultural João Fona. A condecoração foi instituída através da Lei nº 9.386 de 9 de Julho de 1981 e é conferida anualmente por ocasião do aniversário de fundação da cidade às pessoas que se destacaram em seus campos de atividades no município ou que a este tenham prestado relevantes serviços.Pessoas que fazem parte da campanha receberam kits com os materiais de Aniversário
Durante a coletiva, o prefeito Nélio Aguiar anunciou o nome dos agraciados.
Confira a lista de homenageados:
  • Governador Helder Zahluth Barbalho;
  • Capitão de Fragata Robson Ferreira Carneiro;
  • Mara Suely Souza da Palma - servidora pública municipal, do Núcleo Técnico de Planejamento;
  • Irmã Maria Iêda de Sousa - coordenadora do Projeto irmã Dulce dos Pobres;
  • Juiz Federal Dr. José Airton de Aguiar Portela.
  • Coronel Aldemar Loureiro Maués
Às 22h do dia 21 de junho será realizado o sorteio do IPTU Premiado – sorteio de prêmios aos contribuintes que estiverem em dia com suas obrigações junto ao município. Às 22h30 iniciam os shows da noite com a Banda Tapajoara, seguida do show de pagode com Wendel Pinheiro, de Manaus (AM).
O dia 22 de junho, data de aniversário, começará ao som de muito samba com show nacional Alô Bateria, composto por nomes conhecidos como: Ivo Meirelles, Arlindinho Cruz, Sandra de Sá e Dudu Nobre.
Identidade Visual
A campanha de Aniversário de Santarém reforça o valor que a população tem para o município. Foram escolhidos 14 rostos que possuem em comum o desejo de uma Santarém cada ano melhor. Entre eles, estão:
  • Gleisse Rebelo - 35 anos, professora, moradora do bairro Prainha
  • Ana Victória - 7 anos, estudante, moradora do bairro Prainha
  • Fábio Feitosa - 30 anos, administrador, morador do bairro Prainha
  • Antonia Padilha - conselheira tutelar, moradora do bairro Centro
  • Kelly da Silva - 60 anos, decorador, morador do bairro Ipanema
  • Vitor Rebelo - 4 anos, estudante, morador do bairro Prainha
  • Terezinha Corrêa - 58 anos, agente de saúde, moradora do Floresta
  • Ivanildo Xavier - estivador, morador do bairro são Cristóvão
  • Cleonildo Silva - 57 anos, pescador, morador do bairro de Fátima
  • Jovenina Corrêa Mota - conselheira fiscal, moradora do bairro Alvorada
  • Davi Rebelo - 4 anos, estudante, morador do bairro Prainha
  • Joaquim Lima - 71 anos, aposentado, morador do bairro Elcione Barbalho
  • Maria Betânia - 44 anos, professora e educadora alimentar, moradora do bairro Liberdade
  • Raimundo José Pereira - 46 anos, autônomo, morador do bairro Novo Horizonte 
Publicitária da Ccom apresenta a identidade visual da campanhaTodos prestam ou já prestaram algum tipo de serviço que contribuiu ou contribui para o desenvolvimento do Município. Até mesmo as crianças, que representam o sonho de dias melhores para um futuro com mais qualidade de vida.
Na concepção da arte gráfica, desenvolvida pela designer e publicitária Andressa Azevedo, sob supervisão do jornalista Alailson Muniz e da publicitária Fabriane Ramos, foi utilizado o grafismo indígena, com foco nas pessoas que representam a cidade. Sem deixar de abordar a riqueza das belezas naturais, como o encontro das águas (Rios Tapajós e Amazonas), visto de cima, no plano de fundo da campanha.
Anna Karla Lima Agência Santarém

Crianças retratam campanha de Enfrentamento ao Trabalho Infantil

A tarde do dia 12 de junho - Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil foi especial para aproximadamente 300 crianças e adolescentes que brincaram, dançaram e emocionaram no Parque da Cidade participando da programação que foi preparada para marcar a data.
O ponto alto da tarde foi a apresentação de paródias por alunos de cinco escolas que receberam palestras da campanha anual municipal "Diga NÃO ao Trabalho Infantil! Diga SIM ao Futuro com Aprendizagem" lançada em fevereiro deste ano e eles mostraram que entenderam a mensagem e fizeram papel de gente grande.
Os vencedores do concurso de paródia foram:
  • 1º lugar a Escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro da comunidade de Cucurunã e foi permiada com 1 Central de Ar de 18.000 Btus para a escola; e mochilas e kits escolares para os alunos participantes;
  • 2º lugar foi a escola Ester Ferreira do Bairro Nova Vitória e ganhou 1 caixa amplificada com microfone para a escola; kits escolares para os alunos;
  • 3º lugar foi para a escola Haroldo Veloso que foi premiada com 1 Kit de microfone sem fio para escola. Todos os prêmios foram doados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).
O evento contou com a presença do prefeito Nélio Aguiar, o juiz Titular da 2ª Vara do Trabalho de Santarém Marcos Cezar Moutinho da Cruz, a procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT) Tatiana Amormino, a secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito, o chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal Sidmar Oliveira, o coordenador do Policiamento Comunitário Escolar Cabo Glauber, o secretário Municipal de Cultura Luis Alberto Pixica, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Roselene Andrade, a coordenadora do Aepeti Carise Pedroso e sua equipe, coordenadores e servidores dos equipamentos da Assistência Social, crianças e adolescentes usuários dos 7 Centros de referência de Assistência Social (Cras) e estudantes de 5 escolas municipais que foram contempladas com o Projeto "Aepeti e MPT nas Escolas" Ester Ferreira, Nossa Senhora de Perpétuo Socorro, Princesa Isabel, Haroldo Veloso e Padre Manoel de Albuquerque.
O juiz Titular da 2ª Vara do Trabalho de Santarém Marcos Cezar Moutinho da Cruz avaliou o resultado da ação: "A divulgação da campanha foi muito importante, pois não adianta termos um sistema normativo como um todo inclusive em âmbito internacional se essas normas não são aplicadas e não há uma conscientização da população. O que foi mais importante nesses momentos apesar de a gente pensar que esse trabalho é de formiguinha, de pouco em pouco, e testemunhamos que as crianças treinaram, participaram e acabou ficando na cabecinha delas a mensagem que queremos levar".
"Esse evento foi muito sonhado, idealizado junto com a equipe do Aepeti. A gente agradece muito, é um grande parceiro do MPT e ver que essas crianças se envolveram para efetivamente se tornarem parceiros do MPT na luta para erradicar o trabalho infantil no município de Santarém", pontuou a Procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT) Tatiana Amormino.
O prefeito Nélio Aguiar gostou de ver a alegria e também a apresentação das paródias. "Foi um evento muito lindo, maravilhoso, animado pelas crianças. Essa é uma data muito importante para refletir, chamar a atenção da sociedade em parceria com o Ministério Público do Trabalho, Justiça do Trabalho a Prefeitura temos que trazer para enfrentar juntos o trabalho infantil os país que amam seus filhos e querem o melhor para eles e que possam estudar, brincar e trabalhar só na fase adulta iniciando como menor aprendiz no tempo certo."
A secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito também ficou muito animada com a participação de crianças e adolescentes, com o apoio recebido pelos parceiros da campanha o MPT, Justiça do Trabalho, PRF, Polícia Militar, Semed, Semc, Comdca, Conselhos Tutelar, Cerest. "Os desafios para enfrentarmos o fenômeno do Trabalho Infantil são muitos, mas não podemos deixar de levar a mensagem sobre a importância de protegermos as nossas crianças e adolescentes. Santarém dispõe de vários espaços de proteção, como os 8 Cras aonde são realizadas oficinas sobre os mais variados temas elencados no ECA, passeios, brincadeiras, palestras, jogos esportivos, enfim, diversos momentos tanto educativos, como lúdicos objetivando proteger as nossas crianças e adolescentes. Além disso, contamos com uma equipe na gestão, que é a equipe da Aepeti, responsável na sistematização e articulação de estratégias de enfrentamento ao trabalho infantil.
A Secretária Celsa destacou também que os adolescentes que precisam ser inseridos no Programa de Aprendizagem já estão sendo preparados pela equipe do Acessuas Trabalho que vem realizando um importante trabalho na formação e inserção desses adolescentes em empresas públicas e privadas como menores aprendizes.
A coordenadora do Aepeti Carise Pedroso observou ter sido uma tarde muito especial e agradeceu sua equipe e a todos que apoiaram direto e indiretamente o evento. "O mais importante foi falar sobre o Trabalho Infantil,as composições das paródias apresentadas foram de muita criatividade exaltando o estudo, o aprendizado as brincadeiras e que comprovou que eles quando foram visitados absorveram as informações repassadas. Foi tudo perfeito e emocionante."
Geisa de Oliveira Agência Santarém