Denúncia de roubo de carros em Santarém

sábado, fevereiro 20, 2016 0 Comments

Imagem mostra bandido e vítima em um Cartório da cidade


O bandido no Cartório e a vítima proprietária do veículo roubado
O bandido no Cartório e a vítima proprietária do veículo roubado
Uma modalidade bem conhecida do crime de estelionato, o ‘golpe do falso depósito’ ou do ‘envelope vazio’ praticado por um falso empresário deixou uma família revoltada na semana passada, em Santarém. A dona de casa Rubenita Maria Viana Almeida procurou a 16ª Seccional da Polícia Civil, no último fim de semana, para denunciar um homem que comprou o seu carro, mas não pagou.
Durante a negociação do veiculo, segundo Rubenita, o homem se identificou por Victor e disse que era natural de Goiânia, no Estado de Goiás.
Ela contou que após colocar uma placa de venda no seu carro de marca Volkswagen, cor vermelha, placas NSN-4102, foi procurada por um homem que se mostrou interessado em fazer o negócio e, que chegou a lhe apresentar um comprovante de depósito, durante a transferência de propriedade do automóvel em um Cartório, no dia 11 deste mês, para o nome dele.
Porém, ela relata que dois dias depois de ter sido feita a transferência bancária, quando procurou o banco para verificar se realmente o depósito havia sido feito, se surpreendeu, pois nenhum dinheiro havia em sua conta, enquanto que o suposto comprador já havia levado o seu veículo.
“Ele me enganou. Me levou um comprovante no Cartório, de que havia depositado o valor do carro na minha conta bancária, através de cheque, em um caixa eletrônico de um banco local e, que seria compensado dois dias depois, mas fui verificar e descobri que não tinha dinheiro nenhum. Isso é revoltante, porque ele aproveitou os dois dias para fazer todo o processo de transferência do meu carro pro nome dele. Quero que a população me ajude a encontrar esse larápio. Ele levou o meu carro, não me pagou e ainda mentiu que tinha feito o depósito”, disse a dona de casa Rubenita, revoltada por ter sido enganada por um bandido.
Imagens do circuito interno de TV do Cartório mostram o homem no momento da transferência do carro para o nome dele, no dia 11 deste mês. Quem souber do paradeiro do veículo deve entrar em contato com os órgãos de segurança, através do serviço 190, do Núcleo Integrado de Operações (NIOP).
Por: Manoel Cardoso/Blog do Colares

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.