Pró-Saúde está entre instituições brasileiras que administram as emissões de carbono

quarta-feira, setembro 06, 2017 0 Comments

De acordo com a publicação, a gestão da emissão de carbono pelas grandes instituições é uma resposta a uma das principais demandas contemporâneas: reduzir a emissão de gases do efeito estufa, e assim combater o aquecimento global. O artigo ressalta ainda que o programa Brasileiro GHG Protocol – ferramenta que auxilia o relato e verificação dos inventários de emissão de GEE – atua como um facilitador no processo de redução dessas emissões, já que é preciso mapear quanto e como está ocorrendo a poluição.
O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA), foi a primeira unidade da Pró-Saúde a publicar o inventário, o que lhe rendeu ainda a conquista do selo prata, em reconhecimento pela publicação do inventário completo.
O supervisor administrativo da Pró-Saúde no Hospital Galileu, Sandro Mendes, destaca a importância da iniciativa. “Para desenvolver qualquer ação, com o objetivo de diminuir a emissão de gases de efeito estufa, precisávamos saber o quanto estávamos poluindo e quais as principais fontes dessa poluição. Hoje, com essa ferramenta, podemos traçar objetivo e estratégias, e trabalhar sabendo onde precisamos melhorar”, enfatizou.
Resultados
Como medidas para diminuir o índice de poluição gerada ao meio ambiente, a Pró-Saúde já implantou no Hospital Galileu diversos projetos. A “Blitz dos Resíduos” é um deles e visa diminuir o índice de resíduos não recicláveis gerados pelo hospital, assim como aumentar a utilização de resíduos recicláveis. Como consequência, em 2016, o hospital gerou mais de 14 mil kg de material reciclável, enquanto que no ano anterior havia gerado uma média de 9.500 kg. Todo material coletado é destinado à Associação de Recicladores das Águas Lindas (ARAL), em Belém.
Outros resultados também já começam a ser observados na unidade, como a diminuição no consumo de energia elétrica, que obteve um índice de redução de cerca de 7% do primeiro semestre do ano de 2016 para 2017.
“Acreditamos que é possível agir de forma consciente para uma melhor qualidade de vida. A Pró-Saúde entende que, ao reduzir a emissão de gases de efeito estufa, está contribuindo para a redução de doenças. Hoje, o cuidado com o meio ambiente é primordial para uma vida saudável. E estamos buscando fazer a nossa parte nos hospitais, para assim sensibilizarmos nosso público em prol dessa nova atitude’, afirmou o diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak, que coordena o programa de Sustentabilidade da entidade no Estado.
A unidade
O Hospital Galileu é gerido pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), desde sua inauguração, em 2014. É uma unidade de baixa e média complexidade, sendo retaguarda no atendimento em traumato-ortopedia, clínica médica e cardiologia.
O inventário do ano de 2016 do hospital já está disponível no Registro Público de Emissões, plataforma desenvolvida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, que permite a publicação dos inventários de emissões de gases de efeito estufa das organizações membro do Programa. Os inventários encontram-se classificados quanto à sua profundidade, sendo a categoria bronze, àqueles que foram feitos de forma parcial; prata, aos inventários completos; e ouro, aos inventários completos verificados por uma terceira parte.
A Pró-Saúde
A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar possui 50 anos de atuação e é considerada uma das maiores instituições de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Presente em todas as regiões do Brasil, a entidade tem sob sua responsabilidade quase três mil leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos.
Entidade filantrópica, sem fins lucrativos, a Pró-Saúde é certificada como Entidade Beneficente de Assistência Social na Área da Saúde. Tal reconhecimento oficial pelo Ministério da Saúde reforça sua atuação no âmbito da gestão do SUS, com eficiência e qualidade, ampliando o acesso da população aos serviços.
Sua atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor e permite que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, além da gestão de serviços de ensino.

Fonte:  Joab Ferreira

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.