MÉDICOS PREGUIÇOSOS


Após uma decisão da Justiça Federal, que suspendeu portaria do Ministério da Saúde que permitia enfermeiros de realizarem consultas e prescreverem exames e medicamentos, profissionais da enfermagem estão proibidos de atuar em funções consideradas como exclusivas dos médicos, prejudicando pacientes em todo Brasil. A decisão, assinada no dia 27 de setembro pelo juiz Renato Borelli, atende a um pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM). A entidade alega que o objetivo é preservar as atribuições privativas dos médicos e garantir que pacientes não sejam colocados em risco.