Prefeitura garante escoamento da produção e transporte escolar na área rural do município

A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) vem trabalhando, neste período de inverno, para garantir o acesso aos moradores das comunidades distantes do centro urbano. Nas últimas semanas foram realizados serviços emergenciais nas localidades de Ponta de Pedras, Ramal dos Coelhos, estrada do Pajuçara, Vila Nova, Lavras e Bom Jardim. As ações visam manter o fluxo dos comunitários, estudantes e também o escoamento da produção.
"Nós fomos atrás da Semap e fomos atendidos. A estrada estava bem precária. Pedimos ajuda e obtivemos rápida resposta. As máquinas começaram a trabalhar já na segunda-feira", disse Agildo Márcio, presidente da comunidade de Irurama, na região do Eixo Forte.
Com as fortes chuvas que tem caído no município nas últimas semanas, a trafegabilidade da vicinal que liga a localidade ficou comprometida causando preocupação nos comunitários. A distância do núcleo central do Irurama até a margem da Rodovia Fernando Guilhon é de um quilômetro.
Agildo ressaltou que na comunidade, as pessoas começam a deslocar-se para a área urbana à partir de 5h30, com as chuvas esse processo de fluxo torna-se mais dificultoso. Disse ainda que a empresa de ônibus que faz linha para a comunidade já havia ameaçado suspender a rota. "Fomos atendidos. Esse serviço de melhorias ajudou muito nossa comunidade".
"A Semap tem deslocado frentes de trabalho para melhorar os pontos mais críticos no interior. Sabemos a situação das estradas e estamos atuando para manter a trafegabilidade. Pedimos compreensão a população, já que às vezes, por conta da chuva os serviços demoram um pouco para serem finalizados. Todavia estamos cumprindo um cronograma planejado e que vem sendo executado dentro do que foi estabelecido", ressaltou o secretário de Agricultura e Pesca, Bruno Costa.
Descentralização
Para atender um número maior de comunidades, a Semap descentralizou suas ações e frentes de trabalho. Na estrada de Santarém-Miri, ramais do entorno estão sendo atendidos pelos serviços emergências, realizados em pontos críticos como ladeiras e trechos mais íngremes.
O comunitário Alessandro Silva, que mora no ramal do Paricá, disse que a região possui muitas áreas mecanizadas, produtoras de mandioca que abastecem várias fábricas de farinha e que a estrada de Santarém-Miri é uma das principais vias de ligação. Disse ainda que a melhoria no Igarapé Seco vai facilitar e muito para escoar a produção e também o transporte dos comunitários para a cidade.
"Estamos muito agradecidos com a ajuda da Prefeitura, através da Semap. Temos várias famílias aqui que plantam mandioca, feijão manteiguinha e criam gado. Nosso acesso estava bem difícil principalmente na serra, mas melhorou após o serviço. Estamos contentes e isso nos incentivou a trabalhar mais. Tem projetos como o do feijão manteiguinha sendo realizados aqui, o que é bom porque movimenta a economia da comunidade. Tudo isso melhora a vida das pessoas", finalizou Alessandro.
Danielle Oliveira Agência Santarém