É preso em Manaus, pai que sequestrou bebê em Santarém; criança era agredida pelo acusado ( SÓ FUZILAMENTO NESSE CRÁPULA)

A Polícia Civil desvendou o sequestro de um bebê de um ano de idade que foi levado pelo pai, Manoel Natalino Umbelino de Oliveira, de Santarém, oeste do Pará, para a cidade de Manaus, no Amazonas. Ele foi preso, na capital amazonense, no domingo (22), após três meses de investigações realizadas por policiais civis do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação de Santarém) e da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (DEACA) de Santarém. O acusado será recambiado à Santarém para responder pelo crime e por outros delitos cometidos, entre os quais, violência doméstica, abusos sexuais e lesão corporal contra a mãe do bebê, que é adolescente.
O caso foi denunciado à Polícia Civil, em Santarém, que passou a apurar os fatos. Segundo o delegado Nelson Nascimento, superintendente da Polícia Civil no município, a menor e a mãe dela foram vítimas de lesão corporal (agressões físicas) praticadas por Manoel Natalino Umbelino de Oliveira, ex-companheiro da adolescente, com quem ele teve um filho, atualmente, com um ano de idade. Após as agressões, Manoel fugiu de Santarém, levando o filho, e viajou para Manaus. A adolescente informou aos policiais ainda que, após a subtração do bebê, o acusado passou a fazer ligações para ela com ameaças via telefone.
Uma das ameaças ditas pelo acusado à adolescente foi que iria “matar seu filho e deixar a cabeça dele num saco plástico em frente à sua casa”. Após a comunicação do crime, a delegada Milla Moura, do Propaz Mulher de Santarém, requisitou à Justiça a prisão preventiva do acusado que foi deferida pelo juiz de Direito, Alexandre Rizzi. Manoel Natalino vai responder pelos crimes de lesão corporal, ameaça, violências física e psicológica no âmbito da violência doméstica, manter conjunção carnal com menor de 14 anos, e sequestro do bebê.
Segundo o delegado Nelson Nascimento, Manoel tem vários antecedentes criminais com indiciamentos na Polícia por crimes como homicídio, lesão corporal, violência doméstica e roubo. Ainda, de acordo com o delegado, as investigações desenvolvidas pelo Núcleo de Apoio à Investigação de Santarém mostraram que Manoel estava se escondendo em quatro residências na capital amazonense. “A partir da obtenção de informações por parte do NAI de que Manoel pretendia concretizar as ameaças de matar o menor, inúmeras investigações foram realizadas, ininterruptamente, desde a manhã do dia 21 de julho deste ano”, ressalta o delegado.
A apuração foi resultado de ação conjunta entre o NAI de Santarém, DEACA de Santarém e apoio da equipe de operações da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas. Assim, as equipes de operações da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência conseguiram cumprir, por volta de 20h30 de ontem, o mandado de prisão preventiva de Manoel Natalino de Oliveira.
“Ele foi preso enquanto chegava à casa de uma irmã, situada na Rua das Graúnas, na comunidade Gustavo Nascimento, bairro Cidade de Deus, em Manaus. Ele e a criança foram encaminhados à Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) em Manaus, onde a criança ficará acolhida em um abrigo. O infrator será recambiado para Santarém”, explica o delegado Nelson Nascimento. O policial civil ressalta que, com a prisão de Manoel, foi descoberto que ele agredia o bebê e chegava a causar a inconsciência da criança com os espancamentos.
 - com informações da Polícia Civil