MURAL DO POVO ( Impacto)

sábado, abril 30, 2016 0 Comments

(Praça no cento da cidade pode desaparecer se continuar os desmandos do governo Von) – Carlos Cruz

praça vira rio1
“Uma vergonha, a Praça Rodrigues dos Santos que deveria ser um dos cartões postais da cidade mais relevantes, onde inclusive tem a estátua do fundador, padre Bettendorf que foi pintada grosseiramente de “verde já fui”, se transforma em um imenso rio, depois das chuvas que caíram esta manhã na cidade Pérola do Tapajós. Mais um fato emblemático que mostra o descaso em que se encontra o município de Santarém. Vamos aguardar as próximas eleições e selecionar através do voto quem realmente tem compromisso com o povo. Tenho dito.”
(Maria – bairro da Conquista)
“Desde quando eu vim morar aqui no bairro da Conquista existe esse problema de falta d’água. Passa ano e sai ano, entra governo e sai governo e esse problema continua. Quem não tem poço em casa está se virando como pode. Muitas pessoas para suprir a necessidade básica, como lavar roupa, fazer comida e até mesmo tomar banho está conseguindo um pouco de água na Escola Ecila Nobre. Isso é um absurdo! Mesmo sem água nas torneiras, todos os meses a Cosanpa manda o talão pra gente pagar. Eu gostaria de saber onde estão as autoridades desse município?”
(Nazaré Fonseca – bairro do Santarenzinho)
“A onda de violência está muito grande no bairro do Santarenzinho. Somente nesta semana um homem foi morto a tiros, uma mulher foi baleada e duas mulheres foram presas suspeitas de tráfico de drogas. Isso é só uma pontinha do que está acontecendo aqui no bairro. Se dia a situação de violência é crítica, a noite se torna caótica. São homens disputando pontos de vendas de drogas. A gente observa pessoas circulando livremente pelas ruas com armas de fogo e facas nas mãos. Os assaltos são constantes. Os estudantes têm receio de ir às escolas. A dona de casa tem medo de ir a padaria comprar pão. Por conta disso pedimos as autoridades, as igrejas e a própria sociedade que intercedam pelas famílias de bem, que moram no Santarenzinho. Nós não podemos ficar reféns da bandidagem!”
(Motel a céu aberto)
Colchão no motel pronto para receber casais de papudinhos
Este flagrante foi feito em terreno baldio, na Presidente Vargas, bem esquina com a Barjonas de Miranda. Um verdadeiro “motel” a céu aberto, como é de costume ser os terrenos baldios na cidade. Só que esse é “deferente”, já tem até cama de casal. Um verdadeiro convite ao sexo livre e orgia sem limites em plena área urbana. (Carlos Cruz).
(Gustavo)
“Parece que Santarém não faz parte do Brasil. Mesmo diante da grave situação em relação a epidemia do vírus da gripe H1N1, a Secretaria de Saúde pouco fez para antecipar a aplicação da vacina, mesmo o governo federal enviando as doses muito tempo antes da campanha. Por incrível que pareça, a Semsa encaminhou algumas doses para os postos de saúde, mas deixou a critério de cada unidade a iniciativa de antecipar ou não a vacinação. Isso é um tiro no pé, pois muitos pacientes não podem esperar. Acredito ainda que o Hospital Municipal não tem condições de reverter qualquer situação que possa acontecer lá, pois o que se pode observar é que não é feito o isolamento adequado dos pacientes, expondo claramente uma rotina de infecção hospitalar”.
(Valéria)
“Quero alertar as autoridades para que possam realizar mais fiscalizações na avenida Cuiabá. Hoje aconteceu um absurdo. Dois motoristas de carretas bi-trem, estavam andando em alta velocidade uma paralela a outra, parece que estavam disputando um racha. Cadê a aplicação da lei que restringe a circulação de carretas em horários específicos. A PRF não está fiscalizando?”
(Cleide)
“É revoltante! Até onde nós chegamos…  Os santarenos que buscam empreender na própria cidade, não encontram as facilidades encontradas pelos que veem de fora. Para retirar um alvará, a gente precisa enfrentar uma burocracia sem fim. Leva quase um ano. O Ministério Público precisa investigar tantas dificuldades para uns, em detrimento de tantas facilidades para outros. O que faz com que essas empresas que estão vindo para cá, tenham tanta facilidade de conseguir as licenças?”
(Josivânia)
IMG-20160405-WA0001“No bairro central de Santarém, apesar das vias pavimentadas, moradores, condutores de veículos e pedestres sofrem com as ruas alagadas, cuja água pluvial deveria escoar pelo sistema de drenagem, porém, como a prefeitura não realiza a limpeza das galerias, acontece os alagamentos. Conforme acontece na Avenida São Sebastião, canto com Travessa Silvino Pinto (FOTO), na Avenida Moaçara, no perímetro entre Rosa Passos e Curuá-Una toda vez que chove as casas ficam debaixo d’água, porque a prefeitura não desobstruí a galeria. Fora Alexandre Von!”
(Ivan)
“Continua o problema de falta de infraestrutura em Santarém. A chuva da madrugada mostrou mais uma vez que esta cidade não tem governo. As ruas não têm nenhum tipo de drenagem para suportar a força das águas pluviais. Ai o que acontece, toda vez que chove tem um festival de casas inundadas. O que mais me espanta é que o prefeito atual já está se articulando para concorrer à reeleição. Ai eu faço a pergunta: Será que o povo santareno não está vendo que estamos sem prefeito? Vamos nos organizar e dar um basta nas eleições de outubro!”
(Pacheco)
“O prefeito Alexandre Von e seu secretário Podalyro da SEMMA liberaram com agilidade licença ambiental para Atacadão e também área do Lago MAICÁ PARA A EMPRESA EMBRAPS CONSTRUIR PORTO”.
(José)
“Perguntar não ofende…Porque será que o prefeito Alexandre Von liberou a rampa do Atacadão para passagem de carros e pedestres quando essa pratica é proibida por lei?”.
(Ede)
“Outro dia vi a reportagem do tal Nicolau do povo, falando de cabide de emprego na delegacia da mulher. Ele deve entender muito de cabide de emprego, afinal é vereador. Quem resolve mais problemas e atende a população, a delegacia da mulher em uma semana ou a câmara e os vereadores em 4 anos?”.
(Marina – enfermeira)
“Ainda causa espanto pra gente esse grande número de pessoas que estão com suspeita de contraírem a Doença de Chagas, no Hospital Municipal de Santarém. Nessa comunidade de várzea, a Ilha de Marimarituba não tem frutas, como a bacaba, que supostamente poderia alojar o barbeiro e suas fezes, que é o inseto causador da doença. Agora, existe suspeita de que os moradores tenham ingerido outros alimentos contaminados. Isso a Secretaria Municipal de Saúde deve acompanhar para desvendar o que contaminou as pessoas”.
(Graça)
“Mais uma vez os professores e alunos estão sendo prejudicados pelos desmandos do governador Simão Jatene. Algumas escolas de Santarém devem paralisar as atividades nesta quinta-feira e amanhã. Tudo isso porque o Governador está negando cumprir os nossos direitos. Nesta paralisação vamos esclarecer os motivos aos pais e estudantes e cobrar que o Governador cumpra os direitos dos profissionais da educação. Somos contra esse sistema que precariza a educação, pois reduz a quantidade de professores e aumenta a quantidade de alunos. Queremos reforma nas escolas e os nossos direitos assegurados”.
(Taise)

“Hoje em Santarém chegamos a pensar que esta cidade não tem prefeito. A grande quantidade de casas e ruas que foram alagadas pelas águas da chuva, que iniciou de madrugada, nos deu a dimensão de que a cidade não tem nenhuma estrutura. Próximo a rodovia Fernando Guilhon, no Santarenzinho, onde tem uma obra inacabada, muitas pessoas tiveram que esperar o dia amanhecer fora de suas casas, porque a água da chuva invadiu várias residências. Em vários pontos da cidade dezenas de famílias passaram pelo mesmo problema. Agora, já que não temos prefeito, vamos recorrer a quem?”

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.