PROJETO DE LEI VAI REGULAMENTAR ESTACIONAMENTO NO CENTRO DA CIDADE:

segunda-feira, junho 20, 2016 0 Comments

O vereador Rogélio Cebuliski (PSB), em contato com nossa reportagem, informou que apresentará à Mesa Diretora do Poder Legislativo, um projeto de lei denominado Zona Azul e Zona Verde, para que seja regulamentado pelo Município, com a finalidade de ordenar os espaços de estacionamento público na área central da cidade.
Segundo o Vereador, as pessoas que precisarem estacionar vão pagar uma taxa mínima, mas vai contar com um local reservado para estacionar. “Trata-se do estacionamento rotativo que se a pessoa utilizar uma hora pagará apenas pelo tempo de uso do espaço. Se utilizar mais tempo vai pagar valores de acordo com as horas utilizadas”, explicou.
Segundo Cebuliski, em Santarém, no centro da cidade, as ruas são estreitas, local onde ocorre a maior movimentação de pessoas e de veículos, mesmo assim, os donos de lojas estacionam seus carros das 7h da manhã e só saem depois das 18h, ocupando o estacionamento, inclusive impedindo que seu próprio cliente estacione. “Então, isso precisa ser regulamentado. Hoje o centro da cidade, no que se refere a estacionamento, é um verdadeiro caos”, criticou.
Cebuliski disse que depois de normatizar o espaço, por meio de Lei, será garantido o direito de ir e vir dos donos de veículos, dos comerciantes, dos pedestres de modo geral e, sobretudo, dos portadores de necessidades especiais. “Hoje quem fiscaliza os estacionamentos, em áreas públicas, são os flanelinhas, mas as pessoas estacionam o dia inteiro e pagam apenas um ou dois reais, isso na Avenida Tapajós, nas transversais não há nenhuma organização”, argumentou.
Questionado sobre uma possível desocupação dos flanelinhas, Cebuliski disse que muito pelo contrário, pois eles é que vão ajudar a administrar e fiscalizar os espaços  públicos de estacionamento, de forma transparente e legal, por meio dos tickets que serão comercializados. “O trabalho deles será formalizado e vão atuar em parceria com o Município e com os proprietários das lojas do centro da cidade”, justificou.

Por: Carlos Cruz

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.