PERSEGUIÇÃO DO FISCO CONTINUA NO OESTE DO PARÁ...

sexta-feira, agosto 26, 2016 0 Comments


BOCÃO 03
A perseguição tributária continua no Oeste do Pará. Pior para pequenas empresas enquadradas no Simples, que são obrigadas a pagar imposto pela apreensão de mercadoria. As empresas são coagidas a recolher imposto, quando o Fisco realiza apreensão e só libera se o empresário recolher o imposto. O mais absurdo é quando o Fisco elege a transportadora como fiel depositária e não as empresas responsáveis pelas mercadorias, já que são elas que pagam os fornecedores e sofrem prejuízos com apreensão indevida.
PERSEGUIÇÃO DO FISCO 2
Como forma de pressão, o Fisco passa a responsabilidade para as transportadoras auferirem vantagem com o armazenamento, com apoio do Secretário da Fazenda e demais autoridades, que fecham os olhos diante de tamanha arbitrariedade. O Fisco do Estado no atual governo trata os empresários com dois pesos e duas medidas – ou “duas caras”, os empresários são sacrificados, perseguidos e humilhados, com procedimentos arbitrários do secretário Nilo. Alguns auditores, às vezes extrapolam suas funções pressionando os empresários. É uma vergonha a pressão que os empresários sofrem.
PERSEGUIÇÃO DO FISCO 3

A burocracia excessiva, perseguição fiscal, apreensão de mercadorias, indicação da transportadora como fiel depositária, pressão psicológica para recolher o imposto indevidamente e outras humilhações que submetem os empresários pelas ordens do Secretário. Os empresários devem denunciar na Assembléia Legislativa, através do deputado Eraldo Pimenta, que já demonstrou interesse em defender os empresários das arbitrariedades e pressão para recolher ICMS.

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.