Associação defende Força Tarefa e critica “deturpação” de falas de procuradores

sexta-feira, setembro 16, 2016 0 Comments

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) divulgou nota em apoio aos procuradores da Força Tarefa da Lava Jato que realizaram a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a associação, os integrantes do grupo que atua em Curitiba cumpriram “legitimamente o dever e direito de informar a população” ao realizarem coletiva de imprensa sobre a acusação contra o petista. 

“É sob o olhar de seu povo que se constrói um país realmente democrático. E para isso a liberdade de imprensa, o amplo acesso às informações e o livre debate público são essenciais. Entretanto, nesse contexto, não se configura legítima qualquer manipulação ou deturpação de frases ditas no exercício do dever de esclarecimento à população”, escreveu o presidente da ANPR, José Robalinho.

Diversos sites e postagens nas redes sociais reproduziram uma frase atribuída aos procuradores sobre o caso de Lula: “não temos prova, mas temos convicção”. A assertiva, no entanto, não foi dita na coletiva. Na verdade, a frase é uma junção de duas falas de procuradores diferentes durante a entrevista a jornalistas. O procurador Deltan Dallagnol afirmou que o Ministério Público possui convicção de que Lula é comandante do esquema criminoso. Já o procurador Roberson Pozzobon falou que não há “prova cabal” de que Lula é proprietário do tríplex no Guarujá, alvo das investigações.

O presidente da ANPR considerou que os procuradores foram “didáticos e extensivos”. “Configura-se em discurso político e/ou em estratégia de defesa, sem compromisso com a verdade, deturpar falas dos Procuradores da República nesta ocasião. Nenhuma verdade pode ser construída pela edição de frases e repetição de uma mentira. A convicção da Força Tarefa fundamenta-se em provas robustas reunidas em investigações sérias”, escreveu Robalinho.

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.