Presidente do Setrans acusado de práticas arbitrárias

sexta-feira, fevereiro 17, 2017 0 Comments

De acordo com as denúncias, o presidente do Setrans, possivelmente estabeleceu um grande esquema de corporativismo, práticas ilegais e manipulação de procedimentos, que vão contra as normas estabelecidas, por exemplo, no estatuto da instituição.
Segundo o relato do denunciante, os associados estão insatisfeitos com a gestão de Washington, pois tem se demonstrado um verdadeiro ditador, e o acusam de esquematizar diversas irregularidades, tais como a filiação de empresas que não estão cadastradas na Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT); filiação de empresas que não possuem se quer um ônibus; e outras que não possuem concessão para o transporte público municipal, segundo o denunciante, com objetivo único de angariar votos para manter-se no poder.
Conforme a denúncia recebida pelo Jornal O Impacto, no quadro de funcionários do Setrans, é grande o número de parentes do presidente, que inclusive, quando está ausente, quem assume a gestão é um de seus familiares.
Talvez a denúncia mais grave, de acordo com informações, é que em uma assembleia do Setrans, onde não houve a participação da maioria dos associados, Washington conseguiu, assim mesmo, de forma arbitrária, aprovar que seu salário aumentasse para 10 salários mínimos, cerca de R$ 9.370,00.
Outra denúncia contra o presidente do Setrans, é que neste período de eleição, alguns sócios que fazem oposição ao atual gestor, estão sendo alvo de ameaças e pressões.
Todas as irregularidades citadas serão denunciadas ao Ministério Público Estadual, que possivelmente deverá suspender a eleição marcada para acontecer no dia 10 de março.
Nossa equipe de reportagem procurou por diversas vezes o senhor Washington, inclusive na sede do sindicato que fica localizado na Avenida Barão do Rio Branco, mais não conseguiu falar com o mesmo.

RG 15 /O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.