Belém é a 4ª pior capital do Brasil

quinta-feira, março 16, 2017 0 Comments



Shot013
“As cem cidades mais populosas do Brasil (100 +) representam 1,8% do total de municípios do país, mas produzem metade do PIB brasileiro. Como evoluiu o desempenho dessas cidades nos últimos 10 anos? Quais os principais desafios que hoje se colocam para os prefeitos e gestores municipais neste início de mandato em 2017?”.
Com o enunciado e a pergunta acima começa a apresentação da 2ª edição (2017) do relatório “Desafios da Gestão Municipal”, elaborado pela Macroplan, uma das mais experientes empresas de consultoria do Brasil.
Segundo a Macroplan, as cem cidades mais populosas do Brasil (todas as que têm mais de 266 mil habitantes) representam 39% da população brasileira, produzem 50% do PIB nacional e respondem por 54% dos empregos formais do país.
Como em todos os estudos da espécie, com base nos índices colhidos nos órgãos oficiais, o relatório elaborou um ranking de qualidade de vida nessas cidades.
Para elaborar o ranking, que vai de 0 a 1, foram analisados 16 indicadores divididos em quatro áreas: saúde, educação e cultura, segurança e saneamento e sustentabilidade.
Cada indicador e área tem um peso específico: 35,3% para educação e cultura; 35,3% para saúde; 20,6% para infraestrutura e sustentabilidade e 8,8% para segurança.
Com pouco mais de 400 mil habitantes, a cidade de Maringá, no Paraná, com índice 0,731, ocupa a primeira posição como a melhor cidade do país, dentre as 100 maiores.

Em último lugar ficou a cidade de Ananindeua, no Pará, com índice de 0,413. A cidade de Belém ocupa a 89ª colocação no ranking das cem maiores do Brasil.  

(FONTE: Macroplan)

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.