POLUIÇÃO SONORA

sexta-feira, maio 12, 2017 0 Comments


A poluição sonora na orla de Santarém está incontrolável. A orla é um dos locais mais movimentados durante a noite em Santarém e o som alto tem causado transtornos para moradores das imediações e aos turistas. Segundo denúncia à coluna, no local é comum, durante as madrugadas, pessoas consumirem bebidas alcoólicas e utilizarem sons automotivos em volumes fora dos padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Os moradores apontam outros prejuízos além da perturbação pública. Eles dizem que as pessoas que ingerem bebida alcoólica utilizam o trecho do Belo Centro para fazer necessidades fisiológicas. Ao amanhecer, lojistas precisam lavar as calçadas para minimizar o mau cheiro.
De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), em muitos casos não há como aplicar punições aos donos dos sons automotivos porque eles diminuem o volume dos equipamentos quando fiscais ou policiais militares se aproximam – o que não descaracteriza o flagrante. O abuso é tão grande, que em muitas ocasiões as pessoas, além de bebida alcoólica consomem outros tipos drogas, como maconha e cocaína, no local. Quando essas pessoas ficam “doidonas” fazem sexo por lá mesmo. Sou a favor da Guarda Municipal Armada para proteger esses locais públicos e punir quem infringir a Lei.

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.