DEU NO BOCÃO - O IMPACTO


GROSSEIRO E ESTÚPIDO
A diretoria do Bradesco deveria treinar melhor ou solicitar exame psiquiátrico do funcionário de nome Alex, da agência 524 de Santarém. Um cliente do banco pediu ajuda de uma gerente para baixar um cheque, já pago; apresentou certidão e foi tratado com grosserias e estupidez, demonstrando a gerente estar estressada.

E não para por aí, além desse comportamento que externa total falta de respeito com o cliente e o péssimo atendimento, a ausência de retorno ao cliente é absurda, o cliente solicita serviços e fica a ver navios à espera de uma simples resposta. Já houve gerentes melhores no atendimento ao cliente. O Bom atendimento passou longe. Revoltado com a situação, o cliente entrou em contato com a ouvidoria do banco e registrou a reclamação, informando da falta de dedicação e empenho do funcionário Alex.
Após a ouvidoria do banco procurar saber o que ocorreu, o funcionário de nome Alex ligou para o cliente e partiu para ignorância, humilhando-o por ter se dirigido à ouvidoria do banco. O cliente pensou que era um pitbull pelo latido, já que o funcionário Alex não conversava, latia de raiva. O cliente revoltado comunicou novamente à ouvidoria e realizou nova reclamação e agora, vai comunicar à diretoria do banco e ingressar com ação de indenização contra o banco, pelos prejuízos causados e por sofrer constrangimento.