A LIGA ESPORTIVA DE SANTARÉM DE SAUDOSAS LEMBRANÇASPor

  Por: Eduardo Fonseca Ed. 1200

A LIGA ESPORTIVA DE SANTARÉM DE SAUDOSAS LEMBRANÇAS

No próximo dia 05 de junho a Liga Esportiva de Santarém deverá completar sessenta e nove anos. Uma vez que foi fundada em 05.06.1949, por um grupo de jovens entusiasmados desportistas, dentre os líderes estava o meu saudoso pai Élvio Fonseca, e seus amigos, os também saudosos, Davi Natanael e Francisco Cunha (Chico Caroço), com o objetivo de unir os clubes de Santarém.
Após muitos anos de glória na organização dos campeonatos de futebol de Santarém, foi campeão intermunicipal, invicto ou Super Campeão e recebimento de muitos amistosos com Clubes, de diversos estados, principalmente do Rio de Janeiro, como Vasco da Gama, Flamengo, Botafogo, Fluminense, São Cristóvão, Madureira, América. O Transwal de Paramaribo; 13 de Campinas, da Paraíba; Sport Recife; Calouros do Ar, do Ceará, além dos regionais, Remo Paissandu, Tuna Luso Brasileira, Nacional de Manaus, São Raimundo de Manaus e Fast Clube, e a Seleção Olímpica Brasileira. Isto sem falar dos mais de centenas de grandes atletas que surgiram no velho Elinaldo Barbosa e nos primeiros anos do Colosso do Tapajós. E ainda, para quem não conhece a história do futebol santareno, foi onde o atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol, que está na Rússia com a nossa seleção brasileira, iniciou sua carreira como Cartola, sendo presidente da LIGA ESPORTIVA DE SANTARÉM. E hoje é o presidente da CBF.
Nessa época, não havia campeonato nacional, brasileiro, ou qualquer outro tipo de competição. O que havia eram as excursões dos clubes, que não possuíam patrocinadores, então vinham faturar uns níqueis para pagar os jogadores.
Hoje. Tomo conhecimento que devido a “apagada” liderança da LES, está sem apoio dos clubes filiados e dos clubes fundadores que foram (São Francisco, São Raimundo, Fluminense, Norte Clube, Clube Recreativo Flamengo, América e Portuguesa), Sem o apoio do governo municipal. O que já deu motivo para o surgimento de uma nova LIGA, esta do TAPAJÓS, segundo informações, com apoio político, ou talvez, com o objetivo político, afinal, tem eleições na “biqueira”, o que o atual presidente da LES não tem. E assim, vai para as “cucuias”, uma entidade que foi fundada com muito amor pelos desportistas da época, mantida com ardor pelos outrora diretores, inclusive, eu fui presidente por três vezes, e fizemos campeonatos com apoio do governo municipal, dos clubes, da Federação Paraense de Futebol e, principalmente, dos torcedores santarenos que tinham o futebol como seu programa predileto.
Lamentável, mais ainda, é que alguns jovens, não só no futebol, não conseguiram dar continuidade no que foi deixado pelos mais velhos. Ou estão, visando apenas, seus interesses particulares!