Jovem fez sexo oral para conseguir emprego


Jovem fez sexo oral para conseguir emprego (Foto: Divulgação)                      
A jovem Denise diz ter sido obrigada a fazer sexo oral para conseguir o emprego no escritório de Sunny. (Foto: Divulgação)

Uma jovem de 21 anos dos Estados Unidos entrou com um processo por assédio contra o seu antigo chefe, o advogado Sunny Barkats, por supostamente obrigá-la a fazer sexo oral nele para conseguir uma vaga de emprego.
Segundo o jornal NY Post, Denise Villalta, na época com 19 anos, foi fazer uma entrevista de emprego para o cargo de recepcionista no escritório de  Sunny. Ela afirma que, durante a entrevista, ele mandou que ela trancasse a porta, tirasse a roupa e fizessse sexo oral nele.
Denise conta que estava confusa, devido à necessidade de pagar um débito escolar e um plano de saúde, se sentiu ameaçada e acabou aceitando a proposta.
A jovem afirma ainda que, após aceitar a vaga, foi obrigada a fazer sexo oral nele outra vez, enquanto o chefe falava com uma cliente ao telefone, e a fazer sexo a três com o advogado e a esposa dele.
Ela ainda afirma que o advogado fazia ameaças e dizia que pertencia a jovem. Denise acabou fugindo do escritório, sem mais voltar, e após isso, recebeu uma foto, enviada por Sunny, em que ele empunhava uma faca.
Villalta pede indenização por estresse emocional.
(Com informações da Rede TV)