9º CONGRESSO DE GESTÃO PÚBLICA EM BRASÍLIA

quinta-feira, junho 09, 2016 0 Comments


Enxergar a crise como oportunidade de mudança e enfrentamento dos problemas estruturais. É com este objetivo que iniciou-se, nesta quarta-feira (8/06), o IX Congresso Consad de Gestão Pública, em Brasília, que conta com a presença de alunos da UFOPA do Curso de Gestão Pública de Santarém( foto). Durante a sessão solene de abertura, a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad) e secretária de Estado da Administração do Pará, Alice Viana, ressaltou que a crise econômica e política instituída no País trouxe sérias consequências para a administração pública. No entanto, explicou, o cenário tornou-se uma grande oportunidade para reforçar o processo de inovação e aprimoramento da administração pública.
“O congresso tem início em um momento diferente de todos os outros. As perspectivas, que antes iluminavam os congressistas, cederam espaço para um momento sombrio e desafiador. Em meio à angústia da sociedade, com o setor produtivo fechando as portas, a gestão pública precisa se reinventar para, de fato, tornar-se eficiente, eficaz, ética e verdadeiramente democrática”, ressaltou Alice Viana.
Segundo ela, o congresso é uma oportunidade de aprendizado pela troca de experiências. A presidente do Consad também destacou a importância da criação de canais de escuta entre o Estado e a sociedade e disse que a apresentação dos casos de sucesso no congresso deve ser o primeiro passo para a construção de estratégias que aumentem a qualidade do serviço público brasileiro.
Para o presidente da Frente Parlamentar Mista para o Fortalecimento da Gestão Pública, deputado Hugo Leal, os grandes desafios estão relacionados à administração do orçamento público e às boas práticas para o combate à corrupção. “Não podemos reduzir um país empreendedor, pensador, criativo, a uma pequena República que se resume em crises. E, nesse momento, o papel mais importante é o da gestão”, disse Leal.
Na avaliação do secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Gleisson Cardoso Rubin, nunca foi tão importante e oportuno discutir sobre gestão pública no País. “Ouviremos sobre crise econômica, política e institucional. Mas há outra crise que, talvez, necessite mais atenção: a crise de confiança. Precisamos focar nesse problema e buscar, juntos, estados e governo, a retomada da confiança dos cidadãos brasileiros”, explicou. Para ele, quanto mais transparente e tecnológico o estado for, mais será capaz de atender as necessidades e anseios da sociedade.
De acordo com o especialista e gerente Nacional de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick, outro cenário que merece atenção é o ambiente de negócios, principalmente das micro e pequenas empresas, nicho dominante no Brasil. O segmento segundo ele, muitas vezes, fragiliza-se diante da burocracia de algumas medidas. “No Brasil, o que é maior: a crise ou a oportunidade? Sabemos que a resposta certa é a oportunidade. E, nós, também sabemos o que fazer. Somos um dos países mais bem posicionados no ranking de empreendedorismo, mas que não consegue liberar essa energia para promover o desenvolvimento das empresas e gerar emprego. É preciso continuar na busca pela desburocratização dos procedimentos administrativos”, defendeu o especialista do Sebrae Nacional.
Na ocasião, também foram entregues as medalhas em honraria ao Mérito Consad de Gestão Pública 2016. Foram agraciados o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a primeira entidade a receber a premiação na história do Mérito Consad; o diretor do Instituto Publix, Caio Marini; e a consultora em Gestão Pública, Renata Maria Paes de Vilhena. A honraria é concedida em reconhecimento à atuação profissional, no campo de gestão, da pesquisa ou da política em defesa da gestão pública.
Participaram também da cerimônia de abertura o secretário de Planejamento do Rio Grande do Norte, Gustavo Nogueira; a secretária de Planejamento e Gestão Pública do Distrito Federal, Leani Lemos; o representante da Caixa Econômica Federal, Cleferson Porto; o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil, Pedro Farias; e o representante do Bradesco Poder Público, Fernando Antônio Tenório.
O IX Congresso do Consad de Gestão Pública segue até sexta-feira (10/06), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, com a participação de autoridades, gestores e servidores públicos, especialistas e técnicos.
Por: Rafaella Feliciano para o Blog do Colares.

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.