Delegado Nelson: “Curuá-Una virou rota do tráfico de armas e drogas”

sexta-feira, julho 22, 2016 0 Comments

DPC Nelson Silva diz que Rodovia precisa de um trabalho mais efetivo das polícias


Delegado Nelson Silva, diretor da Seccional de Polícia Civil
Delegado Nelson Silva, diretor da Seccional de Polícia Civil
Um dos maiores desafios para a Polícia de Santarém, no oeste do Pará, de um modo geral, tem sido pelo menos tentar frear a onda violenta de tráfico tanto de drogas quanto de armas que passam pela rodovia Curuá-Una, que por conta dessa força discriminada de crimes, tem sido denominada de “corredor do tráfico”. Em relação a esse assunto, o Delegado titular da 16ª Seccional de Polícia Civil, Nelson Silva, falou ao jornal O Impacto desse novo problema social que merece combate intenso, por parte de uma adição de forças policiais, tanto Civil quanto Militar em Santarém.
“A Rodovia Curuá-Una, infelizmente hoje é usada por muitos criminosos aqui no nosso Município, principalmente traficantes de drogas, vindo de outras regiões, de outros estados, que estão usando a Curuá-Uma. Essa Rodovia hoje realmente precisa de um trabalho mais efetivo da Polícia, e por isso mesmo o coronel PM Tomásio, está trabalhando pela implantação do 35º Batalhão na Curuá-Una, para que possamos, Polícia Civil e Militar, trabalharmos juntos na Rodovia”, citou o DPC Nélson Sousa.
ARMAS E DROGAS: A Rodovia Curuá-Una também se tornou rota de importância negativa para os criminosos traficantes também de armas. “Hoje a BR 163 é muito fiscalizada pela Polícia Rodoviária Federal. Por essa razão os indivíduos que cometem crimes resolvem usar outra passagem. Recentemente tivemos um caso d eum indivíduo que veio de Itaituba, entrou em Uruará e de lá desceu com carregamento de drogas aqui para nossa cidade. Nossos informantes comunicam que existe essa nova rota, principalmente agora que está bem conservada”, citou o Delegado, lembrando que, “por conta desse novo problema estamos torcendo pela implantação desse novo Batalhão de Polícia Militar”, enfatizou titular da Seccional de Polícia Civil.
Quanto ao tráfico de armas, o delegado Nelson Silva declarou o seguinte: “Já fizemos algumas abordagens com apreensão ilegal de armas na Rodovia. Hoje esses indivíduos infelizmente estão usando a Rodovia Santarém- Curuá-Una para mais essa prática criminosa”, destacou.
ACIDENTES E CRIMES: Mas não é só o tráfico de drogas e armas que tira o sono dos policiais, fazendo com que eles aprimorem novas estratégias de combate ao crime naquela Rodovia. Os acidentes de trânsito também merecem atenção redobrada das autoridades. “Junto com os acidentes, também nos chama atenção o número de crimes que ocorrem nas comunidades e bairros em torno da Curuá-Una. Constantemente os moradores dessas comunidades chegam à Seccional, pedindo providências”, citou o Delegado.
O primeiro ponto na opinião do DPC Nelson Silva e de comunitários e vereadores presentes à sessão que houve no plenarinho da Câmara na semana passada, que também reuniu o alto escalão da PM em Santarém, é a criação do 35º Batalhão, que deverá ser construído ao lado da 5ª URE. “Após a criação desse Batalhão, várias ações próximas, que serão montadas no próprio Batalhão, com auxílio da comunidade”, disse o policial civil. “Coronel Tomásio está trabalhando para isso junto ao alto escalão da PM em Belém”, afirmou o delegado Nelson Silva.
Por: Carlos Cruz
Fonte: RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.