Denúncia – Empresa fabrica blocos de concreto no meio da rua

segunda-feira, setembro 12, 2016 0 Comments

Blocos de concretos para construir meio-fio são fabricados no na Avenida Barjonas de Miranda


fabricacao-de-blocos-de-concreto-no-meio-da-rua
Fabricação de blocos de concreto no meio da rua
Um verdadeiro absurdo o que acontece em algumas ruas de Santarém e fazem com que a Pérola do Tapajós pouco a pouco perca seu brilho. Desta vez a bronca surge por conta de uma empresa contratada pela Prefeitura para construir um meio-fio. Até aí tudo bem. Acontece que a referida empresa está fabricando os blocos de concreto no meio da rua.
O extremo do absurdo acontece em um bairro periférico da cidade, na Avenida Barjonas de Miranda, entre Ycoaraci e Irurá, no Caranazal.
Segundo informações que nos foram repassadas por pessoas que residem próximo a obra, a Empresa terceirizada pra fazer o meio fio está fabricando os blocos no meio da rua, sem se importar com fiscalização da Secretaria de Infra-estrutura, fato que está causando transtornos às pessoas que residem na área, pois são obrigados a conviver com o barulho estarrecedor das máquinas, bem como os empresários que estão tendo prejuízos, já que ninguém está entrando nas lojas.
DENÚNCIA IMEDIATA: Aliás, a Secretaria Municipal de Infra-estrutura deveria deixar de fazer vista grossa a certos estabelecimentos que ainda teimam em colocar mesas e cadeiras no meio fio. Um exemplo gritante acontece todas as noites, na Travessa Silva Jardim, quase esquina com Borges Leal. O volume de mesas e cadeiras é tão grande naquela artéria que é impossível que os transeuntes possam passar pelas calçadas e são brigados a dividir a rua com os veículos.
A pergunta que fica no ar é: Como é que o secretário Edilson Pimentel, não atenta para a obra dessa empresa que fabrica concretos no meio da rua e também não fiscaliza a posição de mesas e cadeiras em várias ruas de Santarém?
Entulhos foram jogados em uma artéria ligada a Avenida Anysio Chaves
ENTULHOS, BURACO E MUITA POEIRA: Uma mistura explosiva, que demonstra parte do abandono que infelizmente o poder municipal trata com os moradores do bairro Aeroporto Velho. Na Avenida Anysio Chaves, recém recapeada em quase toda sua extensão, as travessas urbanas não recebem o mesmo tratamento. Exemplo disso é esse flagrante feito por moradores da área, e enviada com pedido de publicação, como apelo ao poder público municipal, nas páginas do jornal O Impacto. Muito entulho, buracos e poeira proliferam nesses locais. Crônicas da cidade esquecida.
Por: Carlos Cruz

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.