Aumento da criminalidade repercute na Câmara de Santarém

quarta-feira, outubro 19, 2016 0 Comments

Hoje, a criminalidade parece tomar conta do município de Santarém. O vereador Silvio Neto (PTB) disse que infelizmente as famílias não podem mais permanecer nas portas de suas casas e nem se confraternizarem porque são assaltadas a qualquer instante.
O vereador Silvio Neto (PTB),  na tribuna da Câmara destacou a preocupação dele, com relação a falta de segurança pública em Santarém. O vereador lembrou que esse foi assunto do seu primeiro discurso em 2013. “Naquela oportunidade Santarém poderia se tornar uma Marabá em termos de violência se o governo do estado não tomasse as devidas providências”. Segundo o vereador, hoje, a criminalidade parece tomar conta do município de Santarém. Neto disse que infelizmente as famílias não podem mais permanecer nas portas de suas casas e nem se confraternizarem porque são assaltadas a qualquer instante.
Silvio Neto também afirmou que aos domingos as viaturas da polícia somem da cidade. “É preciso que nos finais de semana, as instituições de segurança pública intensifiquem as ações para inibir a marginalidade que está afrontando e inibindo a sociedade”. O vereador acrescentou que a violência deslanchou de maneira que hoje já não se vive uma sensação de insegurança, mas a própria insegurança. Mesmo assim, quando se recorre aos índices, de acordo com as instituições do estado, as  estatísticas mostram equilíbrio, mas o grande problemas, segundo Silvio Neto é que muitas vezes a cidadão ao procurar os órgãos de segurança não há pessoas para registrar um boletim de ocorrência ou o sistema está fora do ar.
Como forma de reagir contra a violência em Santarém, o vereador Silvio Neto vai emitir um pedido de informação aos órgãos de segurança pública para saber o que está acontecendo, bem como uma explicação sobre o elevado índice de criminalidade no município. Depois das informações repassadas, o vereador vai acionar a Secretaria de Segurança Pública do Estado e os deputados estaduais da região, para m exigirem estrutura, condições e equipados aos órgãos, para garantir a segurança das pessoas e a para que paz volte a reinar junto as famílias santarenas, na cidade e no interior do município.

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.