Prefeito eleito Nélio: “Eleitor não aprovou governo de Alexandre Von”

sexta-feira, outubro 07, 2016 0 Comments

O pefeito eleito diz que governará para buscar eficiência nos gastos públicos


Prefeito eleito diz que votação recebida se deve a insatisfação do povo em relação ao atual governo
Prefeito eleito diz que votação recebida se deve a insatisfação do povo em relação ao atual governo
O eleitor santareno foi às urnas no domingo (2) e decidiu que o médico Nélio Aguiar (DEM) será o novo Prefeito que irá administrar Santarém de 2017 a 2020. Com 100% das urnas apuradas, Nélio Aguiar obteve 94.673 votos (54,5%), Alexandre Von, que concorria à reeleição obteve 57.049 votos (32,89%), Márcio Pinto obteve 12.605 votos (7,7%), Socorro Pena ficou com  7.668 votos (4,42%) e Joaquim Hamad com 1.446 votos (0,83%).
Nélio Aguiar (DEM) é da coligação SANTARÉM PRECISA MUDAR (PDT / PMDB / PPS / PHS / DEM / PSD / PMB / PR).
O plano de governo do médico e Prefeito eleito possui 27 páginas. Dr. Nélio Aguiar apresenta a importância da parceria entre o governo municipal e a população em ações relacionadas à problemática nas áreas da saúde, educação, infraestrutura, agropecuária, assistência social, turismo entre outros. Ele propõe que um novo governo deve possuir ainda um olhar sensível e inteligente sobre a arrecadação e o uso dos recursos públicos.
Nesta semana, o Prefeito eleito concedeu entrevista ao Jornal O Impacto, na qual destacou entre outros temas, a condução que terá em relação à problemática do abastecimento de água na cidade. Confira:
Jornal O Impacto: Finalizado o processo eleitoral, qual a sua avaliação em relação ao pleito do qual o senhor sagrou-se vencedor?
Nélio Aguiar: Tivemos quase 55% dos votos, foram mais de 96 mil votos, e a gente avalia com um excelente desempenho. Procuramos fazer uma campanha limpa, propositiva, com muito esforço. Foi uma campanha muito difícil, com poucos recursos, uma luta contra a máquina municipal e estadual. Mas foi uma campanha muito aguerrida, junto com os nossos militantes, com as pessoas que realmente foram para as ruas conosco, levando nossa mensagem, e apresentando nossas propostas de mudança. Desta forma percebemos um sentimento muito forte da população, que era o sentimento de mudança. Também sentimos o sentimento de esperança, as pessoas confiaram, acreditaram nas nossas propostas, confiaram na nossa candidatura, no nosso nome, juntamente com o nosso vice José Maria Tapajós, e obtivemos uma excelente aceitação. Principalmente no meio do povo dos bairros periféricos, na zona rural, tanto no planalto, quanto nas regiões de rios. Desta forma, os eleitores votaram apostando no nosso projeto para Santarém. Penso que o maior marco de nossa vitória nas urnas, foi justamente o contraponto ao projeto do atual gestor. O resultado das urnas representa, realmente, o que o povo quer dizer. Disse que realmente está insatisfeito, que deseja mudança, e que confia no Nélio e José Maria Tapajós.
Jornal O Impacto: Quais serão os próximos passos em relação a seu governo? O senhor já trabalha na constituição da sua equipe de secretários?
Nélio Aguiar: Estamos ainda no primeiro passo, aquele clima de comemoração, da grande vitória, uma vitória expressiva do grupo, da coligação e principalmente do povo de Santarém. Logo em seguida nós iremos partir para uma outra etapa, que é a transição de governo. Nós vamos estabelecer uma equipe que irá trabalhar nesta transição, juntamente com a equipe constituída pelo atual Prefeito. E de acordo com os números deste trabalho, é que vamos chegar a um diagnóstico do que realmente a gente precisa fazer, principalmente nas decisões que precisam ser tomadas sobre o tamanho do governo, o tamanho da máquina pública, para assim buscar eficiência na prestação dos serviços. É importante nós termos informações em relação aos gastos, principalmente sobre os aluguéis de imóveis e veículos. Vamos buscar o equilíbrio da gestão. Procurando equilibrar o que é gasto com recursos humanos, com a folha de pagamento, com que é gasto com o custeio, e assim termos uma projeção do que realmente possa sobrar para investimentos. Não podemos deixar o Município inviabilizado na questão de investimento. Dos 500 milhões de reais (orçamento previsto), o recomendado é que pelo menos 10% sejam reservados para investimentos; 90% para outras despesas. Então, o montante para investimento giraria em torno de 50 milhões. Nós temos dados do atual governo, onde o número de investimento é muito pequeno, chegando apenas a 1% e 2%. Nós precisamos aumentar nossa capacidade de investimento, caso contrário, não teremos como fazer obras importantes para a população. Certamente, é muito importante que nós já possamos ter essa informação no período de transição. A partir daí, podemos propor para a Câmara de Vereadores, uma reforma administrativa, enxugando um pouco mais essa máquina, dando viabilidade para o Município, dando uma eficiência maior para gestão. Evidentemente, quando a gente tiver uma visão bem clara sobre tudo isso é que estaremos montando a equipe de secretários. Não tem como definirmos secretários agora. Mesmo porque na possibilidade de uma reforma administrativa, existe a possibilidade de algumas secretarias passarem por uma fusão, reduzindo a quantidade de secretarias, e consequentemente, o número de secretários.
Jornal O Impacto: A área de saúde será prioridade em seu governo? Quais são os principais desafios para melhorar o atendimento do SUS em Santarém?
Nélio Aguiar: São vinte e cinco anos de medicina. E a saúde nós vamos priorizar não apenas por se médico, mas sim porque a área da saúde tem pressa, tem urgência. Às vezes uma ponte, um problema em um ramal, em uma rua, se pode esperar uma semana, um mês. Porém, um medicamento, uma cirurgia não pode esperar. Você lida muito com urgência, são situações que você tem que resolver na hora. Se não resolver, você perde o paciente. Então, é uma responsabilidade muito grande, você realmente tem que priorizar o atendimento médico, o atendimento do SUS, em nosso município. Já temos algumas linhas de ações, como por exemplo, aumentar a contratação de mais médicos, mais especialista, equipar melhor o Hospital Municipal, com raio-x digital, com tomografia, com endoscopia, aumentar o número de salas de cirurgias, e assim possibilitar um maior número de cirurgias. Também temos que descentralizar a urgência e emergência. Buscar apoio no Governo Federal para trazer mais uma UPA 24 horas. Implantar atendimentos de urgência e emergência também em alguns centros de saúde, não somente com o profissional de enfermagem, mas, também, com médico, inclusive trabalhando com uma equipe multidisciplinar. Por outro lado, temos que manter um diálogo com o Governo do Estado, para que realmente o Estado possa concluir, o Hospital Regional de Itaituba, e também fazer um Hospital Regional na Calha Norte, que está previsto par ser construído no município de Óbidos. Esses dois hospitais funcionando, com certeza irão atender os pacientes destas duas regiões, e com isso vai desafogar o nosso Hospital Municipal.
Jornal O Impacto: Quais serão seus encaminhamentos sobre a grande problemática que se tornou o abastecimento de água em Santarém?
Nélio Aguiar: Em relação à Cosanpa, nós temos um posicionamento muito claro. O serviço é uma concessão pública do Município, para uma empresa que é do governo do Estado. Pessoalmente, eu não acredito mais na viabilidade da Cosanpa, considero uma empresa deficitária. Ela não possui uma capacidade de investimento. Então, nós vamos conversar com o Governador, para sabermos se aqueles R$ 97 milhões que foram anunciados, serão realmente investidos, porque não tem como a gente resolver o problema da água, sem investimentos. Se a empresa não realizar esses investimentos, ela não dará conta de garantir o fornecimento de água nas torneiras dos santarenos. E vamos avaliar, se não tivermos perspectivas de mudanças, vamos propor para o Governador, o rompimento deste contrato. Sendo assim, umas das alternativas seria a criação de uma Companhia Municipal de Abastecimento, assim como foi feito no município de Paragominas.
Jornal O Impacto: O que representou para o senhor o resultado das urnas?
Nélio Aguiar: No momento que você é candidato à reeleição, você está colocando para a população julgar o seu governo, e quando uma candidatura de mudança, de oposição ao governo, tem apoio da população e recebe uma votação expressiva, demonstra realmente que o índice, o grau de insatisfação da população, é bastante elevado. Demonstra claramente, que a fórmula do atual governo não deu certo. Não atendeu aos anseios da população.
Jornal O Impacto: Qual mensagem o senhor deixa para a população de Santarém?
Nélio Aguiar: Primeiramente eu quero agradecer a oportunidade concedida pelo Jornal O Impacto, que sem dúvida alguma, é um veículo de imprensa que contribui grandemente com a sociedade santarena e com a população do Oeste paraense. Acima de tudo, quero a agradecer a Deus, à minha família, ao meu partido, aos partidos da nossa coligação, a toda a militância. Quero também agradecer a imensa participação das crianças. Fui muito bem recebido em cada rua, em cada bairro, com muita alegria por todas as crianças. Agradecer a você eleitor, que por meio do seu voto nos deu a oportunidade de trabalhar em favor de nossa terra. Muito obrigados a todos!
Por: Edmundo Baía Júnior/Blog do Colares

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.