A curiosa carta de Richard Nixon em 1987 que prevê eleição de Donald Trump à presidência dos EUA

Documento foi escrito por ex-presidente após ver empresário dando entrevista em programa de TV.

Da BBC
O presidente dos EUA Richard Nixon sobe em plataforma para observar o lado comunista de Berlim por cima do muro, em foto de fevereiro de 1969. Atrás dele, o chanceler alemão Kurt Kiesinger (Foto: AP/Arquivo)Presidente dos EUA Richard Nixon sobe em plataforma para observar o lado comunista de Berlim por cima do muro, em foto de fevereiro de 1969. Atrás dele, o chanceler alemão Kurt Kiesinger (Foto: AP/Arquivo)

Uma carta escrita em 1987 pelo ex- presidente dos Estados Unidos Richard Nixon e endereçada ao empresário Donald Trump vem despertando curiosidade, especialmente após a eleição do republicano, na quarta-feira, para a presidência do país. Nela, Nixon "prevê" a vitória de Trump.
A carta, de apenas dois parágrafos, foi enviada pelo biógrafo do empresário, Michael D'Antonio, ao jornal americano The New York Times quando preparava um livro sobre o bilionário - que pensava em intitular de Never Enough ('Nunca o bastante', em tradução livre), mas acabou batizada de The Truth About Trump ('A verdade sobre Trump').
A missiva foi escrita depois da participação de Trump - que, aos 41 anos na época, já era um destacado empresário do setor imobiliário - como entrevistado de um programa de televisão.
"Querido Donald. Não vi o programa, mas minha esposa [Patty Nixon] me disse que você foi fantástico no programa de Phil Donahue [famoso apresentador de talk-show]", escreve Nixon.
"Como você pode imaginar, ela é uma especialista em política e prevê que no dia em que você quiser concorrer à presidência dos Estados Unidos será o vencedor", completa.

Richard Nixon escreveu carta a Donald Trump em 1987  (Foto: Reprodução/ BBC)Richard Nixon escreveu carta a Donald Trump em 1987 (Foto: Reprodução/ BBC)
Nixon renunciou ao cargo em 9 de agosto de 1974 em meio ao escândalo de Watergate. Ele havia sido reeleito no ano anterior.
O caso Watergate, inicialmente denunciado pelo jornal americano The Washington Post, revelou as ligações entre o republicano Nixon e um esquema ilegal de instalação de escutas no escritório do Comitê Nacional Democrata, no Complexo Watergate, em Washington.