BOCÃO - IMPACTO DE SEXTA

quinta-feira, dezembro 15, 2016 0 Comments

       

VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Fim de governo acontece de tudo. Falta dinheiro, falta servidor, falta empenho, falta vontade de trabalhar e falta gasolina. Assim encerra o governo Alexandre Von. Um contribuinte foi falar com a fiscal sobre a demora de uma vistoria da Vigilância Sanitária e a mesma respondeu que não tinha gasolina para fazer a vistoria no local.
VIGILÂNCIA SANITÁRIA 2
Indignado, o contribuinte procurou o coordenador da divisão da Vigilância Sanitária, Walter Matos Júnior, e o mesmo disse que realmente estão sem gasolina e que ele estava tirando do bolso dele para colocar combustível, sem saber se será ressarcido. Se o contribuinte quiser ter a vistoria da Vigilância Sanitária, terá que pagar combustível para os fiscais terem como sair para a verificação. O certificado da Vigilância Sanitária é obrigatório para a emissão do Alvará.
VIGILÂNCIA SANITÁRIA 3
 O governo Von foi o pior governo para os empresários, as pessoas que ele indicou para o secretariado não possuíam espírito empreendedor, não possuíam experiência de serviço público, nas suas profissões não foram bem sucedidas, enfim, pessoas que antes de ingressarem eram de um jeito depois mudaram e pensaram que a Prefeitura era uma extensão de suas casas. Ficaram orgulhosos e pensaram que não iriam mais sair da Prefeitura.
DERROTA DO VON
Alexandre perdeu a eleição porque abandonou a equipe vitoriosa que o levou à Prefeitura. Transformou-se, ficou ignorante, sabia de tudo, não confiava nos secretários, queria responder por todas as secretarias. Desprezou as pessoas que lutaram com ele na primeira eleição. Transformou-se no todo poderoso. Acredito que o Von tenha aprendido a lição e volte a ser humilde e, se conseguir ganhar uma eleição, saiba escolher melhor seus auxiliares.
DERROTA DO VON 2
Seus secretários, sem experiência e sem conhecimento amplo, não resolviam nada, dificultavam a vida dos contribuintes e usuários do serviço público. Enfim, dos seus secretários, nenhum foi bem sucedido na profissão e abraçaram o salário da Prefeitura, presume-se, como forma de garantia para não passarem necessidade, já que não produziram e não ajudaram o Von, o poderoso, para que chegasse novamente à Prefeitura. Resultado: todos desempregados, sem condições de voltar a exercer suas profissões e vão correr atrás de emprego.
VON SAFADÃO
Alexandre, chateado com a derrota, ficou com raiva do povo e passou a admirar o Wesley Safadão. Agora fica cantado a música dele: “Como é que vocês têm coragem de falar comigo? Além de não terem coração, não têm juízo. Vocês merecem o título de piores eleitores do mundo. Vocês não merecem 1% do valor que eu lhes dei. Jogaram minha história em um poço sem fundo. Destruíram os sonhos que um dia eu sonhei ser governador do Estado do Tapajós. Palmas para vocês, ingratos! Vocês merecem o título de pior eleitor do mundo”.
DERROTA DOS VEREADORES
Aqueles que iniciaram os mandatos se destacaram quando combatiam as irregularidades do governo Von. Estavam bem junto ao povo. Depois que levaram uma pressão, cederam e não empolgaram mais o povo, que passou a duvidar da moral deles, já que ficaram calados e amigos por interesse ou por amor. Uns foram derrotados, outros entraram arrastados.
DERROTA DOS VEREADORES 2
Os vereadores deveriam ter analisado o momento político de Von e não especulações de pessoas que estavam ao seu lado, iludindo o Von de que ele ganharia no primeiro turno e que estava bem com o povo. A primeira pesquisa do Jornal O Impacto já informava a vitória do Nélio no primeiro turno e seus puxa-saco questionaram, não acreditaram. Na segunda pesquisa, a mesma situação da primeira, e Nélio ganhou no primeiro turno, de acordo com a pesquisa do Jornal O Impacto.
ASSESSORES DESEMPREGADOS
Alexandre Von, revoltado com seus assessores e secretários, estendeu a música de Wesley Safadão cantando: “Agora vou assistir vocês de camarote, bebendo uma gelada, curtindo na balada, a desgraça de vocês que me prejudicaram. Agora vocês vão ficar de bobeira na geladeira pra aprender que política não é brincadeira!”.
FORA ZEQUINHA!
O vice-governador Zequinha Marinho esteve em Santarém para receber a comenda de Cidadão de Santarém, em solenidade que aconteceu ontem, na Câmara Municipal de Santarém, por intermédio do vereador Reginaldo Campos. Agora, eu pergunto: Por que estão dando essa comenda para o Vice-Governador, se ele foi um dos que lutou contra o Estado do Tapajós? O que esse cidadão fez por nossa cidade para merecer essa comenda, já que muitos que lutaram por Santarém e região até hoje não foram agraciados com esse título? Fora Zequinha! Aqui você deveria receber o título de “Persona non Grata”. Você não merece ser Cidadão de Santarém!
CARNE CLANDESTINA
Os empresários que atuam no ramo de matadouros e frigoríficos em Santarém estão bastante revoltados com uma determinação da Justiça, atendendo ação do MPF, solicitando que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) deixe de expedir licença ambiental para matadouros e frigoríficos. Os empresários estão preocupados, pois se essa determinação prevalecer, esses estabelecimentos ficarão parados e muita gente será demitida, sem falar que a população santarena poderá ficar sem abastecimento de carne.
CARNE CLANDESTINA 2
O empresário Enéas Ribeiro, em contato com a coluna, informou o seguinte: “Nós temos 200 empregos diretos e geramos mais 1500 indiretos. Não sei como vai ficar essa situação”. Se isso for adiante nós vamos comer carne clandestina á vontade.

Por: Emanuel Rocha

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.