TRE pode confirmar cassação de Zenaldo nesta sexta

Se confirmada a cassação, Zenaldo não poderá ser diplomado
O julgamento do recurso à primeira decisão que cassou o registro eleitoral de Zenaldo Coutinho (PSDB) e do vice Orlando Reis (PSB) por crime eleitoral, está na pauta de julgamento da próxima sexta-feira (16), do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA). Caso o TRE confirme a cassação, o tucano ficará impedido de ser diplomado no dia 19/12 e empossado em 01/01.
Durante o processo de julgamento, militantes do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e de outros movimentos sociais vão se concentrar em frente ao tribunal para acompanhar a votação.
Segundo o advogado Lucas Sales, caso o TRE mantenha a cassação, os votos que se destinaram a Zenaldo serão considerados nulos, assim, o segundo colocado das eleições, Edmilson Rodrigues (PSol) assumiria o cargo. “Como os votos serão considerados nulos, quem assumirá o cargo será o segundo colocado nas eleições municipais, Edmilson Rodrigues. Ainda caberá recurso, mas sem o efeito suspensivo que possibilitou a Zenaldo permanecer na disputa eleitoral”, explica.
Zenaldo responde hoje a mais de 10 processos por crimes eleitorais, todos envolvendo a utilização de dinheiro público durante a campanha. Alguns dos processos ainda correm em primeira instância e estão paralisados devido a uma manobra da defesa do tucano para analisar suspeição de juiz para julgar os processos.

Fonte: DOL