Prefeitura reúne com lideranças indígenas para debater implantação de escola

terça-feira, fevereiro 14, 2017 0 Comments

Na manhã desta segunda-feira (13), o prefeito em exercício José Maria Tapajós recebeu lideranças comunitárias da Vila de São Miguel, Rio Arapiuns, para tratar sobre o projeto de implantação de uma Escola Indígena. Projeto iniciado em 2012 e retomado em setembro de 2015, segundo as lideranças indígenas.
A reunião foi realizada no gabinete da Prefeitura e contou com a presença da secretária de Educação, Marluce Pinho e das coordenadoras de Rios e do Conselho Indígena, além do vice-presidente da Câmara Municipal vereador Junior Tapajós.
O prefeito em exercício José Maria Tapajós ouviu as demandas e tentou mediar os conflitos gerados durante a conversa. Quanto ao debate sobre a criação de uma Escola Indígena e o conflito gerado pela comunidade entre criar ou não criar a escola a Secretária de Educação se posicionou. “Nós estamos aqui para trabalhar por todos, independente de qualquer situação, e o prefeito sugeriu que fizéssemos uma visita às comunidades para garantir o bom funcionamento dessa unidade Escolar”.
PREFEITURA DE SANTARÉM OUVE DEMANDAS DE COMUNITÁRIOS DO SÃO PEDRO 
O Prefeito de Santarém em exercício, José Maria Tapajós, reuniu juntamente com a secretária de Educação, Marluce Pinho e a coordenadora de Rios, Gedalbe Pereira, presidente do Sinprosan, Josafá Gonçalves e representantes da Comunidade de São Pedro, Rio Arapiuns, nesta segunda feira (13).  A reunião foi realizada no gabinete da Prefeitura e debateu a lotação dos profissionais que atuam na educação dentro da comunidade.
O prefeito em exercício, José Maria Tapajós, enfatizou que é preciso bom senso “Hoje as escolas possuem Gestão Democrática então a comunidade escolhe os seus diretores” comentou o prefeito em exercício, ao explicar que a lotação é feita pelos diretores com indicação da comunidade respeitando a formação para cada área.
A secretária de Educação, Marluce Pinho, reiterou o compromisso do governo. “Estamos levando em consideração todas as formações profissionais que tenham validade do MEC e esse diálogo com a comunidade é muito importante para todos nós e precisamos que a comunidade também nos ajude desta forma”.

Fonte: RG 15/O Impacto e Martha Costa/PMS

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.