Alunos fazem exposição de insetos da FLONA

terça-feira, dezembro 05, 2017 0 Comments

O trabalho baseou-se em aulas práticas e teóricas sobre a Fauna e Flora local
Acadêmicos do 6° período de Ciências Biológicas da Faculdade da Amazônia – UNAMA, realizarão nesta segunda-feira (4), a partir das 19h, uma atividade voltada a disciplina “Invertebrados II”, onde apresentarão insetos coletados durante o início do semestre na Floresta Nacional do Tapajós (FLONA), município de Belterra-PA.
As coleções serão apresentadas para uma mesa avaliadora que também examinará as fotos tiradas pelos estudantes durante o processo de coleta dos insetos, além disso, a atividade tem como objetivo treinar os futuros professores de Biologia a lecionarem sobre a fauna e flora da região e a preservação desses invertebrados.
De acordo com a docente Lorena Coelho, que ministra a disciplina na turma e está na organização da exposição, essa dinâmica de dividir a atividade em duas etapas só enriquece o acadêmico que lecionará futuramente a biologia. “ Essa atividade da entrega da caixa entomológica ou seja, caixa com amostragem de insetos da nossa região, já vem sendo realizada há cinco anos, pois faz parte da obtenção de nota parcial dos acadêmicos, além ter o objetivo de montar didática entre a turma. As aulas práticas são realizadas na floresta e depois os alunos fazem todo o processo de coleção. Estas por sua vez, logo após a avaliação são doadas ao Museu do Laboratório de Pesquisas Zoológicas (LPZ) da UNAMA, assim também como para escolas da rede municipal de Santarém” explica a docente.
Segundo o coordenador do curso de Ciências Biológicas da UNAMA, Hipocrates Chalkidis, toda a estrutura do laboratório da faculdade é feita pelos acadêmicos, assim como estas próprias coleções de insetos. “ O LPZ, se consolidou com várias coletas de alunos que passaram pela instituição, oriundo de alguma atividade de sala de aula. Isso mostra o comprometimento que temos com nossos alunos e também com os resultados que estes levarão para a população em geral. Todo esforço é válido, já que estamos em uma região riquíssima de animais vertebrados e invertebrados”, ressalta o coordenador.

Fonte: RG 15/O Impacto e Lana Mota

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.