Ufopa: Chapadinha cobra curso de Medicina para região Oeste do Pará

O Deputado Francisco Chapadinha apresentou proposta ao Ministro da Educação solicitando que o Ministério autorize a implantação do Curso de Medicina na Universidade Federal do Oeste do Pará.

Segundo o Parlamentar, a UFOPA foi criada através do desmembramento da UFPA (Universidade Federal do Pará) e da UFRA (Universidade Federal da Amazônia), através da LEI 12.085/2009, com sede e foro no Município de Santarém/PA, e teve como principal missão produzir e socializar conhecimentos, contribuir para a cidadania, inovação e desenvolvimento das Regiões da Calha Norte, Transamazônica e BR-163, integrando os 27 Municípios.
Hoje a UFOPA abrange 58% do Território Paraense e a população presta Vestibular para o Curso de Medicina em Municípios que são muito distantes de suas residências, ocasionando elevados gastos em todas as etapas do processo seletivo, bem como aos estudantes que são aprovados, acarretando mais despesas uma vez que necessitam mudar completamente suas vidas para iniciar os estudos.
Conforme pesquisa recente divulgada pela Sociedade Paraense de Pediatria feita em todos os Municípios do Oeste do Pará, ficou constatado que existem apenas 17 Especialistas em Pediatria para atender 1,2 Milhão de habitantes naquela área.
“Essa Pesquisa dá uma ideia de como é importante capacitar médicos da própria Região, que conheçam a realidade da população e que possam oferecer tratamento digno à todos. A implantação desse Curso é extremamente relevante, já que é público e notório a deficiência de Especialistas Médicos em todo o Estado do Pará, principalmente na região do Tapajós. Essa luta é de todos nós”, concluiu o Deputado Chapadinha
Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom