Vereador Jardel: “Droga sintética prolifera em Santarém”

Parlamentar fez o alerta e solicitou dos órgãos mais fiscalização
Na tarde de terça-feira (5), em pronunciamento na Câmara de Santarém, o vereador delegado Jardel Guimarães, mostrou sua preocupação com as chamadas drogas sintéticas, que segundo ele, estão proliferando no município. Na ocasião, o parlamentar parabenizou a Polícia Civil através do Núcleo de Apoio à investigação (NAI), e pelo brilhante trabalho de elucidação no caso da universitária que se encontrava-se desaparecida desde sábado (2), e foi localizada em um hotel da cidade com presença de entorpecentes.
De forma concisa, Jardel chamou a atenção da sociedade santarena para o alto índice de drogas sintéticas que circulam em eventos festivos. Para ele se faz necessário, e é urgente que os demais órgãos apoiem as polícias. Como exemplo, falou do caso da jovem desaparecida, que foi localizada pela polícia em hotel da cidade: “Um hotel, é um local de acesso ao público, sujeito à fiscalização, e a gente pede que os órgãos tanto conselho tutelar, até mesmo a Delegacia de Polícia Administrativa (DPA) da Polícia Civil, faça a devida fiscalização, para que fatos dessa natureza não volte a ocorrer”, disse Jardel, que acrescentou:
´Queremos aqui na tribuna, chamar a atenção para a droga em nosso município. E olha que as nossas polícias, tanto, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, têm atuado de forma constante. Têm apreendido todos os dias drogas, e também prendendo traficantes. Porém, o que mais chama a minha atenção, e eu queria repercutir aqui nesta tribuna, é o fato da droga sintética, pois ela tomou a nossa cidade. Não vamos fechar os olhos para isso. Nós temos filhos, e ninguém está imune a isso. Infelizmente em nossa cidade, a droga sintética já tomou conta. Principalmente no meio universitário, no meio das festas Rave que ocorrem, nessas festas de músicas eletrônicas, a droga sintética, infelizmente, vem sendo realidade em nosso município. Recentemente a Polícia Federal fez algumas apreensões de drogas sintéticas e fez prisões também. Então, virou realidade em nosso município. Lamentamos, porque temos filhos, e ninguém está imune a isso. Estamos chamando atenção para o fato, muito embora as polícias estejam realizando um combate constante em relação ao tráfico de droga, porém, a gente solicita, que se olhe, que tenhamos os olhos voltados para as drogas sintéticas”, expôs o parlamentar.
JOVEM DESAPARECIDA: Em Santarém, desde sábado (2), nas redes sociais, familiares de uma universitária postaram a notícia de que ela estaria desaparecida. Por trás do sumiço da jovem, um drama envolvendo a utilização de drogas. Segundo informações da polícia, a mesma estava hospedada em um hotel da cidade, localizado na Avenida Cuiabá, desde sábado. Em seu relato aos policiais, a universitária afirmou que estava fazendo uso de substâncias entorpecentes e bebidas alcoólicas, e que não estaria na companhia de terceiros para tais atos. No quarto onde estava hospedada, a equipe de policiais encontrou certa quantia de substâncias aparentando ser maconha, bem como garrafas vazias de bebidas alcoólicas, além de cigarros e remédios. Como se não bastasse, relatou ainda que, por duas vezes tentou cometer suicídio, tendo para tal fim comprado a quantia de R$300,00 em drogas diversas, inclusive sintéticas.
DROGAS SINTÉTICAS – São substâncias ou mistura de substâncias produzidas através de meios químicos, cujos principais componentes ativos não são encontrados na natureza. O termo sintético é na realidade ao que designa, pois, a grande maioria dos fármacos consumidos para todos os fins, bem como aditivos alimentares e substâncias utilizadas como cosméticos.
Podem ser administradas sob as formas de injeção, comprimido ou pó, e até mesmo adesivos na pele, variando seu efeito e seus malefícios de acordo com a substância utilizada. Como exemplo, podemos citar o Ecstasy, LSD e MDMA.
Por Edmundo Baía Júnior
Fonte: RG 15/O Impacto