Nélio Aguiar: “Vila Arigó será um ponto turístico de Santarém”

Prefeito esteve visitando o local e anunciou a liberação do recurso de R$ 2 milhões para projeto urbanístico
O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, visitou a área do cais da Vila Arigó, no bairro Prainha, na manhã de segunda-feira (16). Acompanhado de moradores, lideranças da Associação do bairro e dos secretários municipais Daniel Simões (infraestrutura), Vânia Portela (Meio Ambiente) e Paulo Jesus (Trânsito), o gestor santareno anunciou que o local vai receber um projeto urbanístico voltado para a contemplação turística e paisagística. O recurso de R$ 2 milhões é fruto de emenda parlamentar e já está em processo de licitação para contratação da empresa executora da obra.
“Primeiro, quero informar para a comunidade que tem um projeto de urbanização da Vila Arigó, que será um projeto mais voltado para a contemplação turística e paisagística, pois aqui é um ponto muito bonito de Santarém. Nós vamos transformar o local em uma área de lazer, em um ponto turístico da cidade. Esse projeto já tem recursos de R$ 2 milhões, fruto de emenda parlamentar, mais a contrapartida da Prefeitura. Já está em processo de licitação e em 8 de agosto deverá acontecer a abertura dos envelopes do processo de licitação e conhecer a empresa vencedora para poder executar essa obra. Nós vamos reunir também com o Secretário de Agricultura, Bruno Costa, para fazer um projeto para o mercado, objetivando a revitalização do lugar, reativar e dar mais vida ali para movimentar realmente o mercado, explicou Nélio Nélio Aguiar: “Vila Arigó será um ponto turístico de Aguiar.
O secretário de Infraestrutura, Daniel Simões, informou detalhes da obra. “No projeto da obra constam a construção de quiosques, banheiro, quadra poliesportiva, playground, bancos e estacionamento. A obra está em processo de licitação que deve ser finalizado no próximo mês. Sabemos dos anseios das pessoas que frequentam o local e o governo municipal trabalhou para conseguir recursos para esta obra. A urbanização da orla será realizada numa área de 4.189,47m2”, informou Simões.
Após percorrer a orla e visitar o prédio do mercado, o prefeito Nélio Aguiar falou com alguns moradores e foi ver de perto as atividades de algumas empresas instaladas no local. O gestor informou que irá tomar providências em relação a algumas atividades e chamar as empresas para o diálogo.
“Estivemos junto com os moradores vendo in loco a situação da Vila Arigó e os impactos de vizinhança, principalmente relacionado à poeira produzida na operação portuária tanto das empresas que estão operando na Vila Arigó, quanto das empresas já instaladas no bairro da Prainha e que trabalham com carga e descarga, com transporte de cargas pesadas. Vamos dar alguns encaminhamentos relacionados aos casos vistos de perto. Também vamos atuar nas empresas que operam a questão de licenciamento. Exigir algumas contrapartidas, reduzir mais o impacto de vizinhança, principalmente o impacto de poluição ambiental relacionado a poeira. O objetivo é evitar esse impacto aos moradores que estão adoecendo por causa da poeira e a gente vai estar fazendo essas ações que são necessárias. São ações da Prefeitura e também de empresas para que possamos realmente alcançar nosso objetivo e também atender as reivindicações dos moradores do bairro da Prainha, que são justas e acatamos essas reivindicações e vamos trabalhar para atendê-las”, conclui o prefeito Nélio Aguiar.
PROJETO ORLA: As obras do Projeto Orla continuam avançando. A prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), já executou mais de 40% dos serviços. A empresa responsável pelas obras, Mello de Azevedo, realizou parcialmente as fundações e as estruturas em placas pré-moldadas.
“Com um montante de R$ 32.467.337,91 a empresa já executou 45,03% da obra. Isso representa 70% da fundação, 94% do muro de contenção e 50% do aterro estruturado. Como temos várias interferências na extensão do projeto, a equipe não finalizou as fundações e as placas pré-moldadas no paramento de contenção, a equipe agora está trabalhando na escavação em alguns trechos e no bombeamento no trecho entre a 2 de Junho e a Praça Tiradentes. Estão também trabalhando nas placas pré-moldadas no canteiro de obras e com os tirantes. Quando o nível do rio baixar mais vão finalizar o aterro, onde já colocaram as placas pré-moldadas”, explicou o engenheiro civil da Seminfra, Cledimar Augusto.
O engenheiro destacou, ainda, que os píeres para atracação já estão sendo confeccionados. “Uma empresa de fora da cidade está confeccionando os 6 píeres que servirão para atracação. Também vale ressaltar que na próxima semana será iniciado o processo de cravação das estacas metálicas. O projeto tem 3 metas que estão sendo executadas de forma simultânea”, completou.
Sobre a Obra – Sob a responsabilidade da Construtora Mello de Azevedo S/A, o valor total do investimento é de R$72.103.595,26, dividido em 3 metas: 1ª Meta – Muro de contenção: Extensão: 1.640m. Perímetro: Travessa Augusto Montenegro até o Bosque da Vera Paz. 2ª- Meta – Píeres: Quantidade: 6 unidades ao longo do muro de contenção. 3ª Meta – Casas de Bomba: Quantidade: 2 unidades. Localização: Travessa Augusto Montenegro e Travessa 2 de Junho.
OBRAS DA VICINAL ALTER DO CHÃO A PINDOBAL: Após reprogramação, as obras da vicinal que interliga os balneários de Alter do Chão foram retomadas. Os serviços foram divididos em duas etapas: a primeira terá a extensão de 961m, no valor de R$1.139.322,82, já a segunda etapa terá a extensão de 590m, no valor de R$701.994,94.
Já foram executados os serviços de limpeza e terraplenagem. Agora a equipe iniciou a drenagem no trecho. “Já foram executados 54,82% da 1ª etapa e 55 % da 2ª etapa. Em breve, vamos pavimentar esta via. O asfalto nessa via vai beneficiar os comunitários, tanto de Alter do Chão quanto de Belterra. São lugares turísticos e que necessitam de uma infraestrutura adequada. Temos vários eventos na vila e com mais pavimentação dessa via, vai melhorar com certeza a economia e o turismo no local”, explicou o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), Daniel Simões.
O jovem Herlisson Cardoso Guimarães, de 26 anos, mora em Alter do Chão há 10 anos e já percebeu a diferença com os serviços no trecho. “Era uma via fechada. Agora já tem várias casas aqui perto. Com o asfalto vai melhorar ainda mais, vai diminuir a poeira e vai trazer mais movimento para a nossa vila”, agradeceu. Com informações da Ascom/PMS.
Fonte: RG 15/O Impacto