CBF reajusta salário de presidentes de federação em 67%

Por Lauro Jardim - O Globo

Antonio Carlos Nunes, o coronel Nunes, o novo presidente da CBF, tem se provado uma mãe. Acaba de autorizar um aumento na ajuda de custo que os presidentes de federações estaduais recebem mensalmente. O internamente chamado de "salário" está sendo reajustado de R$ 15 mil para R$ 25 mil.

O objetivo é um só: fazer um agradozinho extra para aqueles que votam na próxima eleição da CBF. E abafar um movimento, ainda incipiente, que tem como epicentro a Federação Paulista de Futebol: no final de janeiro, alguns presidentes de federação se reuniram na FPF para articular um candidato à sucessão do coronel Nunes.

A CBF esclarece que o reajuste foi para R$ 20 mil. A coluna, no entanto, mantém o que escreveu, pois alguns presidentes de federação já foram comunicados pela entidade que, a partir de março, o salário passa a R$ 25 mil)