Antônio Rocha: “PMDB não está dividido em Santarém”

sexta-feira, junho 03, 2016 0 Comments

Antonio Rocha diz que tudo será decidido na convenção do Partido


Antonio Rocha se pronuncia sobre decisão do empresário Paulo Barrudada
Antonio Rocha se pronuncia sobre decisão do empresário Paulo Barrudada
Após divulgação das declarações realizadas pelo empresário Paulo Barrudada, sobre a decisão de apoiar a candidatura do médico Nélio Aguiar, o Jornal O Impacto entrou em contato o ex-Deputado Estadual e presidente do PMDB santareno, Antônio Rocha, para que o mesmo repassasse informações sobre avaliação da direção do PMDB local quanto à manifestação do empresário.
Antônio Rocha informou que a legenda ainda está trabalhando, mobilizando e articulando a sua base, e não bateu o martelo quanto qual dos três pré-candidatos será o candidato ao Executivo municipal.
“Nós estamos aguardando uma pré-convenção para anunciarmos quem será o candidato do PMDB. O Paulo Barrudada sempre se adiantando, porque quem dá a decisão é o presidente do partido. Eu acho que o Paulo Barrudada está se adiantando, ao dar esta posição, uma vez que ainda vamos anunciar o candidato do partido. Vamos conversar com diretório estadual, para poder, no dia em que fizermos a convenção do lançamento das candidaturas dos nossos vereadores, é que vai sair o nome do nosso candidato a Prefeito”, observou Rocha.
De acordo com Antônio Rocha, o partido tem excelentes nomes para a disputa eleitoral, e como ele está entre os três pré-candidatos, ele acrescenta: “Nós estamos sim, preparados para enfrentar uma eleição, até porque sempre gosto de frisar, eu tenho uma história no PMDB, fui Deputado por vinte anos, fui Vereador de Santarém, e sempre respeitei a população. Nunca respondi um processo por desviar recursos públicos, então, por isso, eu estou apto a colocar o meu nome à disposição par concorrer, uma eleição da prefeitura de Santarém.
Não sei por causa de que motivo, o meu amigo Barrudada se adiantou em fazer essas colocações, porque eu não falei nada para ele, que sou o candidato. Só pré-candidato, assim como, ele e Rui Corrêa. Então, é claro que nós estamos preparados para enfrentar uma eleição. Mas, nós vamos decidir na convenção. Nós iremos fazer uma prévia, daqui a 10 dias irei a Belém, ou a Brasília, conversar com o Helder, Jader e Priante, que são nossos parceiros políticos do PMDB no estado do Pará. Então, é com eles que eu preciso conversar para dar uma satisfação ao PMDB de Santarém. Aí é que nós vamos dizer o que vamos fazer”, disse Antonio Rocha.
Quanto ao questionamento sobre a efetivação do critério do pré-candidato melhor colocado nas pesquisas, será também o candidato do partido ao Executivo, o qual Barrudada questionou, relatando que dentre os três pré-candidatos do partido, ele estaria na frente. Sobre isso, o presidente do PMDB santareno, informa: “Nós estamos aguardando uma pesquisa feita por um Instituto que mereça confiança da gente. Não é qualquer pessoa que faz pesquisas por aí, e chega e fica mostrando que fulano está na frente, que é pago muitas vezes para fazer este tipo de jogo. Então, nós precisamos fazer uma pesquisa séria, para poder mostrar realmente, como é que está a situação dos nossos candidatos, não só do PMDB, mas dos nossos aliados que poderemos ter. Eu já conversei com o PT e PTB, estamos fazendo contato para fazermos uma parceria, para que o [PMDB] possa estar no jogo. Já que a eleição é um jogo. E neste ano, nós temos a possibilidade do segundo turno, e não poderemos de maneira nenhuma ficar fora deste jogo. Nós temos grandes nomes, como o Rui Corrêa, do Antônio Rocha, do Barrudada, que parece, numa hora ele fala que é do PMDB, outra hora está fazendo aliança com outras pessoas, sem o entendimento do partido. Nós queremos marchar juntos, queremos o Barrudada junto, do nosso lado. Ele disse para mim, que o que eu decidisse no PMDB, eu tenho gravado no meu celular isto, estava decidido. Que ele não era mais candidato. E agora fica nessa, que eu não entendo, de dizer que vai apoiar a determinadas pessoas, que nós não acertamos nada e nem conversamos”, declarou.
Nossa equipe de reportagem levantou a possibilidade de haver dois grupos distintos dentro do PMDB, que seria decretado com a confirmação do apoio de Barrudada à candidatura médico Nélio Aguiar.
“Não acredito, porque eu acho que ele tem juízo para poder escolher o que quer. Então, eu acho que o melhor para ele é o PMDB, e nós estamos juntos. Se ele for o candidato, eu estou junto com ele. Se eu for, ele me prometeu que estaria junto comigo. Desta forma, eu considero que nós estamos juntos. Ele tem que rever isso, essas colocações, e prestar atenção que político tem que ter posição, não ficar hoje falando uma coisa, e amanhã fala outra”, acrescenta Antonio Rocha.
Por: Edmundo Baía Junior
Fonte: RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.