Cratera gigante ameaça residências no Aeroporto Velho

sábado, junho 11, 2016 0 Comments

Moradores da Travessa Couto Magalhães sofrem com o descaso do poder público


Cratera na Travessa Couto Magalhães
Cratera na Travessa Couto Magalhães
“Quando chove, a gente tem que ficar atento. Basta um volume pequeno de água da chuva, que o buraco aumenta. A Prefeitura abandonou nossa rua, apesar de ser uma das mais importantes vias desta parte do bairro, pois é rota para chegar até o bairro da Floresta. Já perdi a conta de quanto eu já gastei comprando carradas de areia para não deixar a cratera chegar à minha residência”.
O relato acima é do comerciante Jonas, morador da Travessa Couto Magalhães, no bairro do Aeroporto Velho. Frequentemente, Jonas é visto trabalhando na via, espalhando aterro que compra para evitar que o enorme buraco, que toma conta da travessa, atinja a sua residência.
Populares revoltam-se com o descaso, principalmente porque, além da via ser uma importante alternativa para a mobilidade das pessoas que tem como destino os bairros da grande área da Nova República, ela está localizada bem ao lado da suntuosa obra do Residencial Moaçara, do Programa Minha Casa Minha Vida.
“O que é mais engraçado, é que tem uma obra sendo executada bem aqui do lado. A rua também é caminho para os veículos da construtora. O que custava eles trazerem umas máquinas aqui para arrumar a rua”, questiona uma moradora.
De acordo com os moradores, o perigo é constante também para os pedestres, principalmente para os idosos e crianças que precisam da via para se deslocar nas tarefas do dia a dia, como ir à escola ou a unidade de saúde do bairro. Eles vêem os veículos avançarem em sua direção, pois o espaço para passagem está cada vez mais estreito.
As lideranças do bairro do Aeroporto Velho querem que a Prefeitura faça com urgência, uma obra para resolver a situação da rua. Antes que os problemas possam ganhar proporções maiores.
“Esses dias, quase houve um acidente, envolvendo duas motocicletas e um carro. Graças a Deus os condutores souberam evitar a colisão. Um motociclista tentou ultrapassar um carro, quase bateu de frente com outra moto, e o carro quase cai na cratera”, relata a moradora Joana Silva.
Por: Edmundo Baía Júnior
Fonte RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.