Moradores denunciam mau cheiro da Estação de Tratamento de Esgoto

sábado, junho 11, 2016 0 Comments

População do bairro Caranazal denuncia o abandono do local, e pede uma solução para o problema



Estação de Tratamento do bairro do Caranazal
Estação de Tratamento do bairro do Caranazal
Passados quase dois meses, que boa parte das unidades habitacionais do residencial Salvação foram ocupadas pelas famílias beneficiadas pelo Programa Minha Casa Minha Vida, vários problemas foram verificados após a entregas das residências. Apesar da boa infraestrutura do local, faltam os serviços públicos essenciais, tais como, saúde, educação e assistência social.
Você deve estar se perguntando: – Mas o que o problema dos moradores do Residencial Salvação tem haver com o problema enfrentado pelos moradores que residem no final da avenida Borges Leal, no bairro do Caranazal?
Eu explico: – Todo o esgoto gerado no Salvação é levado para receber tratamento na ETE do Mapiri. O que deveria ser uma solução para a cidade, virou dor de cabeça para os moradores vizinhos da estação.
O fedor proveniente da ETE é tão grande, que chega a causar náuseas nas pessoas. Os moradores denunciam que o mau cheiro aumenta no período da noite.
“A gente já não aguenta mais essa situação, o governo tem que fazer alguma coisa. Quando estamos em casa, para tentar amenizar a situação, temos que fechar todas as portas e janelas. Além dessa fedentina, é muito comum sair uma espuma lá de dentro onde fica o esgoto, e o vento trás para nossas casas. Nós ficamos preocupados, pois se essa espuma é de esgoto, com certeza deve fazer mal para saúde. As crianças estão correndo perigo, pois quando estão brincando elas gostam de pegar na espuma”, denuncia Gabrile Santos.
Os moradores pedem uma solução urgente, pois para eles trata-se de uma caso de saúde pública. Outros questionam se realmente a estação está tratando devidamente o esgoto que recebe, antes de ser despejado nas águas do Rio Tapajós. Eles também questionam se a estação tem licença ambiental para operação.
Para dona Maria Sousa, os moradores estão sendo prejudicados com a situação. “Nós não vamos admitir viver deste jeito. A sensação que temos é que moramos em uma fossa a céu aberto”, reclama.
Laboratório de análise da qualidade da água parcialmente alagado
Laboratório de análise da qualidade da água parcialmente alagado

SEM INAUGURAÇÃO! PORQUE SERÁ?: Nossa equipe de reportagem recebeu a informação de que a ETE está funcionando, porém, de modo precário, nem sequer utiliza cloro para tratar os resíduos. Também não está sendo queimado o gás proveniente da decomposição  de materiais orgânicos.
O moradores solicitam que o Ministério Público possa investigar a situação. Para eles, causa estranheza, o fato da ETE está operando sem as devidas soluções [Materiais e equipamentos necessários para que o esgoto seja devidamente tratado] e sem ter sido inaugurada.
QUEM É O RESPONSÁVEL PELA ETE:  Esta é outra questão levantada pelos moradores. Eles querem saber quem eles devem procurar para pedir solução. “É a Prefeitura?, é a Cosanpa? Ou é a Construtora?”, indagam os moradores.
Seja quem for o responsável, o fato é que o desrespeito com a população chega ao extremo, e beira a irresponsabilidade diante da realidade.
Fonte: RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.