Cel. Tomaso: “Pelotão apoiará órgãos no combate a crimes ambientais”

segunda-feira, setembro 19, 2016 0 Comments

Comandante do CPR-I diz que população poderá acionar pelotão ambiental via NIOP (190)


coronel-heldson-tomaso-comandando-do-cpr-1
Coronel Heldson Tomaso, comandando do CPR-1
Mais um objetivo da Polícia Militar em Santarém e Região foi alcançado nesta semana. Trata-se da instalação do Primeiro Pelotão Ambiental. Na segunda-feira (12), nas dependências do quartel do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), aconteceu a solenidade de formatura de trinta e um militares que durante quatorze dias receberam treinamento de combate rural, sobrevivência na selva, tiro, primeiros socorros, e legislação sobre crimes ambientais.
De acordo com Comando de Policiamento Regional I (CPR-I), que tem como comandante o Coronel Héldson Tomaso, o Pelotão Ambiental tem por objetivo atuar no combate aos crimes ambientais em Santarém e Região, auxiliando órgãos ambientais, como a Semma, ICMbio e Ibama, apoiando, por exemplo, em ações de fiscalização e combate ao desmatamento ilegal e pesca predatória.
“A proposta de promovermos este curso, é que futuramente possamos criar na região, uma Companhia Independente. Que seria outra unidade da Polícia Militar, que já está prevista na lei de organização básica, que demonstra como a PM tem que se estruturar no estado do Pará. E neste contexto, já está definido em lei, uma Companhia Independente para região. A formação deste Pelotão é apenas o pontapé inicial. Vale ressalta que este é o primeiro curso deste gênero que aconteceu fora da capital. E desta forma a gente já sai em vantagem em relação a outras regiões”, destacou Coronel Tomaso.
Para que os policiais possam realizar as ações de combate aos crimes ambientais, eles receberam um intensivo curso sobre os temas relacionados.
“A gente trabalha muito sobre a questão da legislação de crime ambiental. É isso que diferencia esta capacidade de outros realizados pela PM. Tivemos muita ênfase também sobre patrulha rural, treinamento de técnicas e táticas de operações em rios e florestas. Então, tudo isso diferencia do treinamento rotineiro do policial que está atuando no dia a dia. Então, esse é o objetivo do curso, dá um conhecimento na parte da legislação de crimes ambientais, e também uma qualificação da resistência a mais para enfrentar as intempéries de selva e rios, o que os torna mais qualificados para atuar em determinadas ações que envolvem essa patrulha rural”, informou.
Para que o Pelotão Ambiental seja acionado, a população pode ligar para o 190 (NIOP) realizar a denúncia de crime ambiental, ou realizar a denúncia nos órgãos de fiscalização ambiental, que solicitará apoio ao Pelotão Ambiental.
REINTEGRAÇÕES DE POSSE: Outro tema abordado pelo comandante do CPR-I foi sobre os processos de reintegração de posse que a Justiça solicitou apoio da PM.
“Já comunicamos para o Comando Geral em Belém, que incluiu no planejamento que já está em fase final para liberação do efetivo. Acontece que algumas áreas que foram invadidas possuem uma grande quantidade de famílias, o que faz com que o 3º BPM necessite de reforço para realizar as ações de reintegração. Essa demanda já foi encaminhada para Belém, e estamos aguardando um retorno sobre este assunto. Assim que obtivermos uma resposta nós vamos cumprir todas as reintegrações de posses demandadas pela justiça. Ressaltamos que estamos trabalhando para elas sejam cumpridas da melhor maneira possível, pois sabemos que é uma situação complicada, porém, ordens judiciais são para serem cumpridas, e na medida em que tivermos a estrutura necessária para isto, elas serão realizadas”, informou.
SEGURANÇA NAS ELEIÇÕES: Sobre o planejamento para segurança nas eleições 2016, o comandante destacou o trabalho de preparação dos policiais.
“Neste momento inicial que envolve a pré-eleição, nós orientamos a todos para realizarem contato com a Justiça Eleitoral, nos respectivos municípios. Também que dialoguem com os Promotores, para que eles deem palestras para os policiais, porque é um momento de preparação para nossa atuação de fato”, concluiu Coronel Tomaso.
Por: Edmundo Baía Junior
Fonte: RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.