Por uma campanha eleitoral sem demagogia

quarta-feira, setembro 21, 2016 0 Comments

Artigo de Tácia Fernanda Sousa Pires, bacharel em direito pela UFPA


Processed with Snapseed.
Tácia Pires, bacharel em Direito
Estamos em período de campanha eleitoral e precisamos falar sobre este assunto. Precisamos deixar claro para os candidatos que pleiteiam cargos no executivo e legislativo de nosso município que esperamos que eles façam a diferença nesta cidade. E que seria interessante que eles começassem pela sua campanha eleitoral. Que nos façam acreditar que podem fazer melhor do que aqueles que já passaram por aquelas cadeiras e pouco ou nada fizeram.
Existem candidatos que fazem de sua campanha política um verdadeiro circo, onde o palhaço é o próprio candidato. Candidatos que só sabem atacar adversários com acusações infundadas, adversários estes que no passado já foram de sua mesma “panelinha política”. Seria cômica se já não fosse trágico. Queridos, o povo quer propostas sólidas, não estamos interessados em fofoquinhas e “disse me disse”.
E quanto aqueles que não confiam em seus próprios argumentos e saem em desespero comprando votos? Prometendo benefícios individuais para eleitores? Pegando números de títulos eleitorais para garantir voto? Não sejamos hipócritas. Sabemos que eles existem e que estão por toda parte. Que tenhamos o discernimento de eliminá- los aqui. Que nosso povo não dê a eles a oportunidade de nos apunhalar durante quatro anos.
Se você vende seu voto em troca de favores individuais, isso te tira o direito de cobrar do seu candidato qualquer benefício que seja durante os próximos quatro anos. Você já recebeu por isso aqui, durante a campanha. Que trágico! Não deixe que essa corja passe. Não dê a eles a oportunidade de destruir ou estagnar o futuro da sua cidade.
Que nossos futuros representantes sejam escolhidos por propostas sólidas e por votos sinceros. Essa é a nossa forma de reivindicar depois por tudo o que nos foi prometido nas propostas de campanha. Candidatos que já começam mentindo e enganando o povo aqui, farão muito pior lá dentro. Não duvide disso.
 Nós, o povo que vai escolher nossos representantes, temos o dever de fiscalizar desde este momento. É aqui que temos o poder de decisão. É aqui que nossa vontade faz diferença para eles. É aqui, durante a campanha eleitoral, que nossa voz é ouvida ou pelo menos eles fingem que nos ouvem. Não deixemos de expressar nossos anseios por mudanças e melhores condições de vida para nosso povo. Votemos com consciência e convicção de que fizemos a nossa parte. E esperemos que eles façam a deles. Se não fizerem a gente cobra, reivindica e luta por nossos direitos.
Fonte: RG 15/O Impacto

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.