BOCÃO DESTA SEXTA, 24/03 - O IMPACTO

sexta-feira, março 24, 2017 0 Comments


NEPOTISMO
O prefeito Nélio indicou os seus colaboradores uns por indicação dos partidos que o apoiaram, outros por sua indicação. Porém, atribuiu responsabilidade individual a todos, nesse sentido, todos têm que assumir seus erros e agir para que o Prefeito não assuma responsabilidade pelos erros dos seus colaboradores. A obrigação de investigar o nepotismo é do Procurador Geral do Município e não do Prefeito. Basta analisar as normas legais que o procurador está vinculado.
NEPOTISMO 2
O Procurador jurídico deve emitir relatório identificando os nomes dos chefes das famílias e seus dependentes e apresentar ao Prefeito para ele tomar as providências. Súmula Vinculante 13 do STF, proíbe nomeação de parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau para exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.
NEPOTISMO 3
Essa investigação não é de responsabilidade do Prefeito e sim da Procuradoria Geral do Município, que deve zelar pela organização, respeito, dedicação e pelos recursos públicos. Esperamos que o Procurador investigue e encaminhe ao Prefeito Nélio, quem está se beneficiando do dinheiro público sem trabalhar, ou fica sentado sem produz ir. O caso é para o Ministério Público analisar, já que pessoas sem nenhuma experiência estão ganhando acima da realidade e do que deveriam fazer.
NEPOTISMO 4
Não estou aqui defendendo o Prefeito Nélio, estou aqui para exigir dos colaboradores do prefeito, responsabilidade e dedicação no cargo que assumiram. Nélio tem que exigir de seus colaboradores, já que pela experiência os colaboradores dos prefeitos, não assumem a responsabilidade. O Ministério Público Estadual tem a seu favor a Lei Complementar 057, Lei orgânica do MPE, para agir e deve agir logo, antes que os netos dessas pessoas sejam contratados também.

POBRE BRASIL
Meu querido Brasil, de um povo alegre, de solo bom para colher, rico de flora, lindas praias, povo trabalhador, país do futebol e carnaval. Porém, estou decepcionado com essa política que o resultado é corrupção, ladroagem e enganação. Um país que nossas autoridades metem a mão no dinheiro público e transferem para outro país. Enfim, nosso Brasil entregue a uma quadrilha de ladrões.
POBRE BRASIL 2
Estamos sem melhoria na educação, saúde, segurança, infraestrutura, com milhões de desempregados, miseráveis, famintos, sem trabalho e sem condição de ganhar o pão que alimenta os filhos do trabalhador, indignado sem saber para onde ir reclamar. O povo deve pensar melhor antes de votar e não eleger pessoas desonestas que só pensam no poder e como tirar vantagem.

ALERTANDO EMPRESÁRIOS
Tomei conhecimento que um suposto emissário da revista AFIBRAS, segundo informações a revista é da Associação dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, está procurando as empresas para oferecer a revista e junto promete compensar créditos junto à Receita Federal. Tenham cuidado com esse vendedor de ilusão. Ele inicia o papo querendo vender a assinatura da revista, segundo informações a Receita Federal não tem conhecimento desse emissário na cidade e esse tipo de compensação de Crédito Tributário tão fácil assim, já que vai ter que passar por análise e fiscalização antes de compensar.
ALERTANDO EMPRESÁRIOS 2
Sugiro aos empresários entrar em contato com a Delegada da Receita Federal do Brasil e com seus contadores para saber se procede e qual a norma legal que está vinculada esse procedimento. Se fosse tão bom assim, porque essa pessoa não oferece essa vantagem para os empresários onde possui suposto escritório? A venda da revista é uma maneira de chamar atenção do contribuinte para depois aplicar o golpe da compensação.

A VERGONHA DA CLASSE
Figura manjada numa determinada classe profissional, conhecido como “Paca Alada”, que inclusive foi pivô de intervenção federal na entidade estadual, vem à tona com novas traquinagens, a mando do seu chefe que ainda não se desapegou de um eterno poder, para tumultuar a direção estadual do órgão que tem feito uma excelente administração em benefício da classe e conseguiu recompor as relações com outras instituições, com muito trabalho, diálogo e respeito.
A VERGONHA DA CLASSE 2
Os profissionais dessa classe estão de olho nas tramacocas do manjado “Paca Alada”, que só anda de braços dados com a famosa “Amora Torta”, principalmente depois que começou a circular nas mídias sociais um áudio feito por seu chefe e mentor, conhecido como “O Eterno”, onde expõe sua megalomaníaca ganância de voltar ao poder nem que seja como uma das personagens do programa de auditório Show da Xuxa. Para que isso aconteça, rasgou seu pudor e uniu forças com “aquele que diz ser, mas nunca foi”, que foi derrotado na última disputa pela direção do órgão estadual.


José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.