João Doria: um Eike Batista vestido de Collor de Mello



Shot
Tenho dito aqui que o prefeito de São Paulo, João Doria, é uma espécie de Collor paulista no que tange à forma, e no que toca ao conteúdo não passa de um Eike Batista.
Ou seja, o rapaz é um lado Z de Jânio Quadros com a diferença de que a vassoura do Jânio foi usada na campanha e a de Doria depois, sendo que as farpas foram arrancadas do rabo de um pavão.
Pelo tanger do gado, estamos fadados a ir do nada a lugar nenhum na eleição presidencial do próximo ano, eis que a constelação dos candidatos vai de Lula outra vez, liderando com folga as pesquisas de opinião, com Bolsonaro e Doria nas ilhargas da pole position.