Ministro da Saúde visita Santarém; Prefeitura protocola pedidos com melhorias para a população

Prefeito Nélio Aguiar solicitou ampliação de recursos, novas ambulâncias e ambulanchas, uma nova UPA e apoio na conclusão das obras do Hospital Materno Infantil.

O ministro de Estado da Saúde, Ricardo Barros, esteve em Santarém nesta quarta-feira (31), visitando o Hospital Municipal (HMS), o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), e ainda, as obras do Hospital Materno Infantil (HMI). A visita foi acompanhada pelo prefeito de Santarém Nélio Aguiar, que na ocasião apresentou ao ministro as carências do município na Saúde Pública e protocolou pedidos com a finalidade de buscar avanços e melhorias no atendimento da saúde pública municipal.
Com o objetivo de reforçar a política de urgência e emergência, Nélio solicitou a implantação de mais uma UPA 24 Horas para atender os moradores da zona Oeste (que compreende os bairros Amparo, São Cristóvão, Alvorada, Conquista, Novo Horizonte, Santarenzinho, Maracanã, Maracanã I, Nova Jerusalém (Elcione Barbalho) e Nova Vitória) e pediu novas ambulâncias e ambulanchas para atender as demandas das comunidades ribeirinhas. Requereu ainda a ampliação de verbas para a saúde, incluindo a liberação de novos recursos por meio de emendas parlamentares.
O principal pedido foi referente ao apoio do Ministério da Saúde na conclusão do Hospital Materno Infantil. "Nosso grande dilema com o Materno Infantil é que a obra está há bastante tempo paralisada. A empresa que estava construindo teve contrato encerrado, e precisaremos contratar uma nova. Para isso, enviamos este mês de janeiro à Caixa Econômica o projeto para ser analisado. Há necessidade do município ter que aumentar a contrapartida dessa obra, e esse valor está em torno de R$ 8 milhões, o que é difícil para Prefeitura. Surgiu a ideia de dialogarmos com o Governo do Estado com apoio do senador Flexa Ribeiro e do deputado Beto Salame", explanou o prefeito.
"Estamos com vários pedidos, mas adianto que vamos entregar ambulância/Samu para renovação da frota, vou confirmar com o apoio dos parlamentares para conseguirmos recursos para as ambulanchas (...). Podemos solucionar a situação do Hospital Materno Infantil, mas precisamos da parceria do Governo do Estado, buscando uma solução conjunta que atenda a necessidade. Podem contar com nossa parceria, pois já colocamos aqui no Estado quase 400 milhões somente neste período que sou ministro", ressaltou o ministro Ricardo Barros.
Sobre o Hospital Municipal de Santarém
Referência em urgência e emergência na região, o Hospital Municipal de Santarém se enquadra na categoria de Hospital Geral de Portas Abertas. A unidade conta com 314 leitos e tem uma estrutura com Clínicas: Pediátrica, Cirúrgica, Médica, Obstétrica, UTI Adulta, conta com setores de Nefrologia, Berçário, Triagem Masculina e feminina, Sala de Sutura, além de Reanimação Adulta e Infantil.
O HMS realizou em 2017 um total de 356.393 atendimentos, o equivalente a uma média de 1.000/dia. É um Hospital que tem pactuação junto a Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) para atender além de Santarém, mais 19 municípios da região.
"É importante ter o ministro aqui em Santarém para que ele conheça nossa realidade, principalmente por Santarém ser um município polo que atende não somente Santarém, mas a população dos municípios vizinhos também. Temos mais de 1 milhão de habitantes na nossa região e enfrentamos dificuldade na urgência e emergência, onde temos grande resolutividade, mas precisamos aumentar recursos para o custeio do hospital. Por isso os pedidos, para reforçar esse trabalho que já é realizado", finalizou o prefeito Nélio Aguiar.
Anna Karla Lima Agência Santarém