Criança morre por falta de atendimento adequado

quarta-feira, fevereiro 24, 2016 0 Comments

“Uma criança que deveria ter um futuro brilhante e promissor, mas morreu porque não foi atendida e medicada adequadamente. Recebeu alta, foi pra casa e piorou, naturalmente por falta de humanidade das pessoas que a atenderam. Ao retornar ao hospital a infecção já havia se generalizado e a criança veio a óbito”.
 
A vereadora Ana Elvira Alho (PT), na terça-feira, 23/02, na tribuna da Câmara manifestou indignação com a falta de humanização com os pacientes que procuram as repartições de saúde de Santarém. A vereadora demonstrou revolta e decepção com quem está à frente dos órgãos de saúde pública municipal do município. “Em Santarém as pessoas são tratadas com desprezo, com a forma mais desumana possível. Nem animal a gente trata assim”, desabafou.
Segundo Ana Elvira, no ultimo domingo, uma pessoa próximo dela por quem nutre carinho, amor e respeito faleceu por descaso e negligência no atendimento. “Uma criança que deveria ter um futuro brilhante e promissor morreu porque não foi atendida e medicada adequadamente. Recebeu alta, foi pra casa e piorou, naturalmente por falta de humanidade das pessoas que o atenderam. Ao  retornar ao hospital a infecção já havia se generalizado e a criança veio a óbito”, lamentou.
Ana Elvira disse ainda que o drama da família a não terminou com a morte da criança. Segundo ela, quando foram em busca do caixão para fazer o sepultamento foi informada que não havia caixão, pois a prefeitura não teria feito licitação para aquisição de caixão, um serviço tão necessário. “A prefeitura não pode ficar um dia sem caixão, pois todos os dias morrem pessoas nesta cidade e, no caso de pessoas humildes, como vão ser sepultados?”

A vereadora lembrou-se de uma campanha da prefeitura que diz: “a prefeitura dá assistência pra salvar vidas. Melhor do que falar é fazer”.  Em seguida, a vereadora Ana Elvira pergunta: “Que assistência é essa? Nem vivo e nem morto a pessoa tem uma assistência decente e humana. Essa campanha é uma mentira, uma falácia. Não existe assistência nenhuma por parte do atual governo, infelizmente”, indignou-se. 

José colares

Some say he’s half man half fish, others say he’s more of a seventy/thirty split. Either way he’s a fishy bastard.